Luiz Mello e Camila Wichers assumem direção da FCS

Luiz Mello e Camila Wichers assumem direção da FCS

Em 10/01/22 19:02. Atualizada em 10/01/22 19:02.

Cerimônia de posse ocorreu na manhã desta segunda-feira (10)

A Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás (FCS/UFG) realizou, na manhã desta segunda-feira (10), a cerimônia de posse de sua nova diretoria, com transmissão ao vivo pelo canal do YouTube UFG Oficial. Os professores Luiz Mello e Camila Wichers assumiram os cargos de Diretor e Vice-diretora, respectivamente. A mesa diretiva foi composta pela reitora em exercício da UFG, Sandramara Matias Chaves, o ex-reitor da UFG, Edward Madureira Brasil, o novo diretor da FCS, Luiz Mello, a ex-diretora da FCS, Izabela Maria Tamazo, a nova vice-diretora, Camila Wichers, e a ex-vice diretora, Camila Romero Lameirão. 

Durante a solenidade, a ex-diretora, Izabela Tamazo, agradeceu a toda a equipe que a apoiou durante sua gestão à frente da unidade. “Todos os técnico administrativos foram lamparinas, iluminando e acenando para novos caminhos”, afirmou. Izabela falou ainda sobre o desafio de dirigir a FCS durante a pandemia. “Esses últimos anos, desde o início da pandemia de Covid-19, exigiram muito dos servidores públicos da educação. Nossos colegas da FCS não titubearam e ficaram vigilantes para que pudéssemos agir de forma célere e responsável”, lembrou.

Luiz Mello e Camila Wichers assumem direção da FCS
A mesa diretiva foi composta pela reitora em exercício da UFG, Sandramara Matias Chaves, o ex-reitor da UFG, Edward Madureira Brasil, o novo diretor da FCS, Luiz Mello, a ex-diretora da FCS, Izabela Maria Tamazo, a nova vice-diretora, Camila Wichers, e a ex-vice diretora, Camila Romero Lameirão

O novo diretor, Luiz Mello, que está em seu terceiro mandato à frente da FCS, falou sobre a felicidade que sente ao retornar ao cargo. “Eu tenho uma característica muito inusual, que é a de gostar da gestão. Isso terminou ficando quase como uma marca. A gestão é fundamental. Sem gestão, não existe universidade.” afirmou. Luiz Mello destacou ainda a atual dimensão da FCS, que possui cinco cursos de graduação e quatro de pós-graduação. 

“Nós temos um universo de formação bastante variado e bastante comprometido com a sociedade. Bastante comprometido com a transformação, a justiça e o conhecimento. Muitas vezes, fomos muito atacados como pesquisadores das áreas das humanidades. E a gente está vendo a falta que faz a formação em Ciências Humanas e a compreensão da realidade para além dessa dimensão estritamente tecnicista”, afirmou.

A vice-diretora, Camila Wichers, relembrou sua trajetória na UFG e destacou o desafio de assumir a vice-direção da unidade no momento em que o Brasil passa por uma série de conflitos. “Como mulher feminista e de origem periférica, não poderia deixar de começar situando. Cheguei há pouco mais de oito anos na FCS. Aqui, eu tenho crescido profissionalmente e como pessoa. Esse momento adquire uma importância muito especial na minha carreira”. Camila afirmou ainda que a nova gestão dará prioridade ao apoio às estudantes, técnicas administrativas e docentes que são mães.

O ex-reitor da UFG, Edward Madureira, agradeceu às gestoras que deixaram o cargo e desejou um bom mandato aos novos diretores. “Eu fiz questão de vir aqui e repetir algo que tenho dito nesse processo de deixar o cargo. Esses mandatos que se encerram junto com o mandato do reitor acabam tendo um vínculo muito forte com a gestão que está saindo. E eu não posso deixar de agradecer a vocês pela parceria, pelo compromisso, pela dedicação com que trataram as questões que vivenciamos”.

A reitora em exercício, Sandramara Matias Chaves, desejou sucesso aos novos gestores: “Eu acredito que é extremamente importante, para os desafios que virão, essa postura de diálogo, de trabalho colaborativo para que tomemos as melhores decisões em prol da nossa universidade e do coletivo que faz parte da comunidade da UFG”. Sandramara falou ainda sobre a expectativa a respeito de sua nomeação para o cargo de reitora. “Estamos aguardando confiantes a minha nomeação para que possamos dar continuidade ao trabalho que vem sendo desenvolvido nesses últimos anos e avançar para que a UFG continue crescendo cada vez mais e ocupando o seu papel no contexto do estado de Goiás, no país e internacionalmente”.

Fonte: Secom UFG

Categorias: Notícias FCS