Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Cultura Digidown

Educação inclusiva é tema de curso na Faculdade de Educação

Por Luciana Gomides. Criada em 02/09/16 00:53. Atualizada em 02/09/16 10:13.

Cultura Digidown é uma ação que envolve profissionais e estudantes no desenvolvimento de atividades para alunos com Síndrome de Down

Texto: Luciana Gomides

Fotos: Adriana Silva

O Laboratório de Tecnologias e Educação Inclusiva da Faculdade de Educação (LabIN-FE) promove, até o mês de dezembro, o Cultura Digidown, curso realizado em parceria com o MediaLab e o Núcleo de Acessibilidade da UFG. Voltada para professores das redes pública e privada, bem como discentes envolvidos na educação de alunos com Síndrome de Down, a ação teve sua aula inaugural nesta quinta-feira (1/9), ministrada no prédio da Faculdade de Educação, no Câmpus Colemar Natal e Silva.

Professores e estudantes se dedicam à Educação Inclusiva para Síndrome de Down

Professores participam do programa de capacitação até o mês de dezembro

A primeira etapa do projeto, o curso O Professor que Acolhe as Diferenças, tem como objetivo a troca de conhecimentos sobre o que é a Síndrome de Down e a inclusão das pessoas com a síndrome na escola regular, além de vivenciar softwares pedagógicos, avaliando limites e possibilidades. Essa avaliação é feita através do acompanhamento de 20 alunos utilizando os programas, por onde é possível perceber a eficiência das ferramentas, bem como estudar a possibilidade de criação de novos aplicativos. 

Segundo Maria de Fátima Barreto, coordenadora do LabIN e uma das professoras responsáveis pela aula inicial , há uma variada gama de material destinado a esse fim mas, grande parte ainda deficiente para o estudante com Síndrome de Down, o que dificulta sua alfabetização. Vanessa Helena Déa, diretora do Núcleo de Acessibilidade, aponta outro desafio enfrentado por quem se dedica à Educação Inclusiva, que é a preparação dos alunos desde o ensino fundamental até a faculdade. A importância de uma ação desse tipo foi corroborada pela professora Flávia Maria Silva, que destacou a busca incessante por conhecimento de quem se dedica a essa área, daí a necessidade da formação de professores. 

 Ana Beatriz, filha da professora Vanessa, apresenta número de dança do ventre

 Abertura do curso contou com apresentação cultural

Os encontros mesclarão teoria e prática, estudos de caso, depoimento de familiares, grupos de trabalho e atividades complementares preenchidas com pesquisas feitas pelos participantes. A segunda etapa do projeto consiste na oficina Leitura e Escrita em Ambiente Digital, cujo público alvo são pessoas com Síndrome de Down ainda não alfabetizados ou em fase inicial de alfabetização. Encerrando-se no dia 15 de dezembro, o Cultura Digidown terá suas reuniões divididas entre o LabIN e o mini auditório da Faculdade de Educação. Clique aqui para mais informações. 

Fonte : Ascom

Categorias : Faculdade de Educação Curso de Extensão LabIN-FE-UFG Núcleo de Acessibilidade MediaLab Última hora

Listar Todas Voltar