Weby shortcut
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Audiência Jataí

Seminário discute criação da Universidade Federal de Jataí

Por Denise Ribeiro. Criada em 14/06/16 15:40. Atualizada em 15/06/16 08:47.

Membros da comunidade acadêmica da UFG e da cidade fizeram sugestões, contribuíram com informações para subsidiar o trabalho da relatoria do projeto na Câmara Federal e tiraram dúvidas sobre a criação da UFJ

Texto: Denise Ribeiro

Fotos: Estael de Lima 

O reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), Orlando Amaral, participou na noite desta segunda-feira (13/6) de um seminário para debater o Projeto de Lei 5275/16, que cria a Universidade Federal de Jataí (UFJ), por desmembramento da UFG. O evento foi uma iniciativa do deputado federal Daniel Vilela (PMDB), relator da proposta na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (Ctasp), e aconteceu no Centro de Cultura e Eventos Dom Benedito Domingos Cóscia, em Jataí.

Além do reitor e do deputado, participaram da mesa de debates o prefeito da cidade, Humberto Machado; o diretor da Regional, Alessandro Martins; o presidente da Câmara Municipal, Marcos Antônio; e o presidente do Crea-GO, Francisco Almeida. Docentes, estudantes e servidores técnico-administrativos da UFG, além de membros da comunidade jataiense fizeram sugestões, contribuíram com informações para subsidiar o trabalho da relatoria do projeto na Câmera Federal e tiraram dúvidas sobre a criação da UFJ.

O reitor da UFG lembrou que a criação da UFJ não aconteceu de ontem para hoje, mas graças a muitas pessoas que tomaram a decisão de criar e desenvolver a Regional Jataí. "Isso é fruto do trabalho de muita gente que enfrentou barreiras”, ressaltou. Orlando Amaral destacou o crescimento da Regional. "Até 2007 tínhamos 11 cursos de graduação e hoje já temos 25, mais de 360 professores e 3,2 mil alunos. Um salto graças aos investimentos feitos pelo Governo Federal para que chegássemos até aqui com uma estrutura que não deixa a desejar comparado a outras universidades federais  em funcionamento pelo país", completou. O reitor afirmou, ainda, que a UFJ continuará junto à comunidade contribuindo com a criação de um país cada vez melhor.

"Este é um momento de ouvir a comunidade e conhecer os desejos ainda não contemplados", explicou o deputado na abertura do evento. Para Daniel Vilela, a criação da Universidade Federal de Jataí não é um sonho não só da comunidade jataiense. "Esta será uma conquista de Goiás. Teremos alunos de todas as regiões do estado e também do país e um avanço significativo para toda a região. Já temos dois câmpus consolidados e com cursos de qualidade. A criação da universidade se dará com uma coroação a isso e criará novas perspectivas para o futuro”, destacou o deputado que explicou o rito processual do projeto que segue em regime de urgência na Câmara Federal após aprovação, no último dia 8 de junho, de requerimento apresentado por ele. O mesmo regime será adotado na análise do Projeto de Lei nº 5.271, que prevê a criação da Universidade Federal de Catalão, que também será desmembrada da UFG.

O prefeito de Jataí, Humberto Machado, declarou que a criação da UFJ é um anseio de toda a população e que todos estão otimistas. "Vocês podem ter certeza que essa universidade vai mudar a cidade e a história de Jataí", disse o prefeito. "Se seremos emancipada é pela importância que essa universidade representa para nossa região e para o país. Trabalharemos para que ela cresça e se fortaleça cada vez mais", salientou o diretor da hoje Regional Jataí, Alessandro Martins.

Audiência - Jataí

Deputado Daniel Vilela coordenou o debate sobre a criação da Universidade Federal de Jataí por desmembramento da UFG

Visita

Antes no seminário, o reitor Orlando Amaral, o diretor da Regional Jataí, Alessandro Martins, o deputado Daniel Vilela e assessores visitaram as obras de construção da biblioteca e do prédio que abrigará o curso de Medicina, no Câmpus Jatobá. No local está sendo construído, também, o laboratório multiusuário que será utilizado pelos cursos de pós-graduação. “Já temos uma parte física praticamente pronta para inicializar os trabalhos desta nova universidade”, ressaltou o deputado após a visita.

A Regional Jataí possui, hoje, 25 cursos de graduação e seis cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu (mestrado e doutorado), além de diversos cursos de Pós-Graduação Lato Sensu.  Atualmente, fazem parte de seu quadro efetivo 339 docentes e 82 técnicos administrativos, que atuam na formação de mais de 3,2 mil estudantes matriculados nos diversos cursos de graduação e pós-graduação.

As atividades de ensino, pesquisa e extensão ocorrem principalmente nos dois campi que compõem atualmente a Regional Jataí: o Câmpus Riachuelo, com uma área de 12,4 mil metros quadrados, localizado à Rua Riachuelo, n.º 1.530, no centro da cidade e o Câmpus Jatobá – Cidade Universitária José Cruciano de Araújo, com uma área de aproximadamente 376 hectares, localizado à BR 364, n.º 3800.

A Regional Jataí é reconhecida pelo trabalho nas áreas de extensão, de pesquisa e inovação tecnológica, sendo muitos destes projetos financiados por diversas agências de fomento e fundos locais. Nos últimos anos, a UFG estruturou na regional diversos setores estratégicos de forma a propiciar o desenvolvimento das atividades de forma mais eficiente, com estruturas muito próximas àquelas de uma universidade, o que facilitará sobremaneira a instalação da Universidade Federal de Jataí.

Visita obra Jataí
Reitor Orlando Amaral, deputado federal Daniel Vilela e diretor da Regional Jataí, Alessandro Martins, visitaram a obra de construção do prédio que abrigará o curso de Medicina 

Fonte : Ascom UFG

Categorias : Última Hora Jataí

Listar Todas Voltar