Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Audiência Jataí

Seminário discute criação da Universidade Federal de Jataí

Por Denise Ribeiro. Criada em 14/06/16 15:40. Atualizada em 15/06/16 08:47.

Membros da comunidade acadêmica da UFG e da cidade fizeram sugestões, contribuíram com informações para subsidiar o trabalho da relatoria do projeto na Câmara Federal e tiraram dúvidas sobre a criação da UFJ

Texto: Denise Ribeiro

Fotos: Estael de Lima 

O reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), Orlando Amaral, participou na noite desta segunda-feira (13/6) de um seminário para debater o Projeto de Lei 5275/16, que cria a Universidade Federal de Jataí (UFJ), por desmembramento da UFG. O evento foi uma iniciativa do deputado federal Daniel Vilela (PMDB), relator da proposta na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (Ctasp), e aconteceu no Centro de Cultura e Eventos Dom Benedito Domingos Cóscia, em Jataí.

Além do reitor e do deputado, participaram da mesa de debates o prefeito da cidade, Humberto Machado; o diretor da Regional, Alessandro Martins; o presidente da Câmara Municipal, Marcos Antônio; e o presidente do Crea-GO, Francisco Almeida. Docentes, estudantes e servidores técnico-administrativos da UFG, além de membros da comunidade jataiense fizeram sugestões, contribuíram com informações para subsidiar o trabalho da relatoria do projeto na Câmera Federal e tiraram dúvidas sobre a criação da UFJ.

O reitor da UFG lembrou que a criação da UFJ não aconteceu de ontem para hoje, mas graças a muitas pessoas que tomaram a decisão de criar e desenvolver a Regional Jataí. "Isso é fruto do trabalho de muita gente que enfrentou barreiras”, ressaltou. Orlando Amaral destacou o crescimento da Regional. "Até 2007 tínhamos 11 cursos de graduação e hoje já temos 25, mais de 360 professores e 3,2 mil alunos. Um salto graças aos investimentos feitos pelo Governo Federal para que chegássemos até aqui com uma estrutura que não deixa a desejar comparado a outras universidades federais  em funcionamento pelo país", completou. O reitor afirmou, ainda, que a UFJ continuará junto à comunidade contribuindo com a criação de um país cada vez melhor.

"Este é um momento de ouvir a comunidade e conhecer os desejos ainda não contemplados", explicou o deputado na abertura do evento. Para Daniel Vilela, a criação da Universidade Federal de Jataí não é um sonho não só da comunidade jataiense. "Esta será uma conquista de Goiás. Teremos alunos de todas as regiões do estado e também do país e um avanço significativo para toda a região. Já temos dois câmpus consolidados e com cursos de qualidade. A criação da universidade se dará com uma coroação a isso e criará novas perspectivas para o futuro”, destacou o deputado que explicou o rito processual do projeto que segue em regime de urgência na Câmara Federal após aprovação, no último dia 8 de junho, de requerimento apresentado por ele. O mesmo regime será adotado na análise do Projeto de Lei nº 5.271, que prevê a criação da Universidade Federal de Catalão, que também será desmembrada da UFG.

O prefeito de Jataí, Humberto Machado, declarou que a criação da UFJ é um anseio de toda a população e que todos estão otimistas. "Vocês podem ter certeza que essa universidade vai mudar a cidade e a história de Jataí", disse o prefeito. "Se seremos emancipada é pela importância que essa universidade representa para nossa região e para o país. Trabalharemos para que ela cresça e se fortaleça cada vez mais", salientou o diretor da hoje Regional Jataí, Alessandro Martins.

Audiência - Jataí

Deputado Daniel Vilela coordenou o debate sobre a criação da Universidade Federal de Jataí por desmembramento da UFG

Visita

Antes no seminário, o reitor Orlando Amaral, o diretor da Regional Jataí, Alessandro Martins, o deputado Daniel Vilela e assessores visitaram as obras de construção da biblioteca e do prédio que abrigará o curso de Medicina, no Câmpus Jatobá. No local está sendo construído, também, o laboratório multiusuário que será utilizado pelos cursos de pós-graduação. “Já temos uma parte física praticamente pronta para inicializar os trabalhos desta nova universidade”, ressaltou o deputado após a visita.

A Regional Jataí possui, hoje, 25 cursos de graduação e seis cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu (mestrado e doutorado), além de diversos cursos de Pós-Graduação Lato Sensu.  Atualmente, fazem parte de seu quadro efetivo 339 docentes e 82 técnicos administrativos, que atuam na formação de mais de 3,2 mil estudantes matriculados nos diversos cursos de graduação e pós-graduação.

As atividades de ensino, pesquisa e extensão ocorrem principalmente nos dois campi que compõem atualmente a Regional Jataí: o Câmpus Riachuelo, com uma área de 12,4 mil metros quadrados, localizado à Rua Riachuelo, n.º 1.530, no centro da cidade e o Câmpus Jatobá – Cidade Universitária José Cruciano de Araújo, com uma área de aproximadamente 376 hectares, localizado à BR 364, n.º 3800.

A Regional Jataí é reconhecida pelo trabalho nas áreas de extensão, de pesquisa e inovação tecnológica, sendo muitos destes projetos financiados por diversas agências de fomento e fundos locais. Nos últimos anos, a UFG estruturou na regional diversos setores estratégicos de forma a propiciar o desenvolvimento das atividades de forma mais eficiente, com estruturas muito próximas àquelas de uma universidade, o que facilitará sobremaneira a instalação da Universidade Federal de Jataí.

Visita obra Jataí
Reitor Orlando Amaral, deputado federal Daniel Vilela e diretor da Regional Jataí, Alessandro Martins, visitaram a obra de construção do prédio que abrigará o curso de Medicina 

Fonte : Ascom UFG

Categorias : Última Hora Jataí

Listar Todas Voltar