Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
CRTI novo

Inauguração do Centro Regional para o Desenvolvimento Tecnológico e Inovação na UFG

Por Caroline Pires. Criada em 06/12/13 09:07. Atualizada em 10/12/13 10:54.

A Inuaguração será hoje (09/12) no Câmpus Samambaia. Centro pioneiro representa importante apoio ao desenvolvimento econômico, científico e tecnológico de Goiás e da região Centro-Oeste.

A inauguração do Centro Regional para o Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (CRTI), na próxima segunda-feira, 9 de dezembro, às 9h, na Alameda Flamboyant, no Câmpus Samambaia, abre uma nova perspectiva para o desenvolvimento tecnológico e de inovação em Goiás. Já em funcionamento, o centro foi criado para o desenvolvimento de soluções e de materiais para as empresas e indústrias de Goiás e do Centro-Oeste. A unidade está a serviço das universidades, centros de pesquisa, órgãos governamentais e empresas, por meio de contratos e projetos de pesquisa.

A implantação do centro é um investimento de R$ 20 milhões. Os recursos são oriundos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), da Secretaria de Ciência e Tecnologia (Sectec), da Universidade Federal de Goiás (UFG), além de emendas parlamentares da bancada goiana no Congresso Nacional. A obra foi executada pela UFG, em parceria com o Instituto Federal Goiano (IF Goiano), a Pontifícia Universidade Católica (PUC-GO) e a Universidade Estatual de Goiás (UEG). O evento contará com o apoio da da Caixa Econômica Federal.

O coordenador do CRTI ressalta a múltipla importância da criação do centro: “Além do seu significado para os setores de pesquisa e de produção, uma das grandes contribuições do centro, da forma como é concebido, remete a uma nova mentalidade relacionada à criação de infraestrutura de pesquisa, com a criação de centros multiusuários e multi-institucionais. O compartilhamento de equipamentos, pessoal e instalações racionaliza recursos e potencializa a utilização da infraestrutura instalada”.

A iniciativa é pioneira no Centro-Oeste. De acordo com o coordenador do projeto de Implantação CRTI, Jesiel Freitas Carvalho, a instalação de parques tecnológicos é um fenômeno mundial, que visa aproximar a geração de conhecimento e a sua conversão em produtos tecnológicos. No Brasil, são destaques os parques tecnológicos sediados em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, entre outros.

O edifício a ser inaugurado abriga vários laboratórios, com a função básica do atendimento às demandas de pesquisa e do setor produtivo no contexto da prestação de serviços. Entre as áreas de atuação já definidas estão: agronegócio, fármaco, metal mecânica, mineração, cerâmica, combustível, bioenergia, resíduo.

O CRTI já está em funcionamento, realizando análises por Difração de Raios X e Espectroscopia Óptica. Os aparelhos de Microscopia Óptica Convencional e Confocal também estão instalados. Esse conjunto de técnicas instrumentais permite analisar diferentes tipos de materiais sintéticos e naturais e já está atendendo demandas de empresas e de grupos de pesquisa da universidade.

 

Parque Tecnológico Samambaia

Uma área de 17,9 mil m2, no Câmpus Samambaia, região norte de Goiânia, está reservada para a implantação do Parque Tecnológico Samambaia. A ocupação do espaço já foi iniciada pela edificação do Centro Regional para o Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (CRTI), um de dois grandes laboratórios de Pesquisa e Desenvolvimento do futuro Parque.

A próxima etapa de implantação do Parque será a urbanização e a construção dos demais prédios. Convênio assinado, recentemente, entre a UFG e a Prefeitura de Goiânia prevê a realização das obras de urbanização da área do Parque. Para as novas edificações do Parque Tecnológico, a UFG tem se empenhado no intuito de obter apoio financeiro junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação/Finep via edital específico.

A próxima obra deverá ser o prédio Central que sediará a administração do Parque, uma incubadora de empresas e empresas consolidadas. Além das instalações previstas, ele deverá abrigar empresas no pátio externo.

 

Categorias : Última hora

Listar Todas Voltar