Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG

UFG elabora proposta ao Plano Diretor Metropolitano

Por Michele Ferreira. Criada em 30/09/13 02:14. Atualizada em 21/08/14 11:48.
A proposta foi entregue à Secretaria Estadual de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Goiânia

Texto: Erneilton Lacerda

Fotos: Carlos Siqueira

 

Uma equipe de professores da Universidade Federal de Goiás concluiu, na sexta-feira (27/10), a primeira parte do desafio de elaborar uma proposta ao Plano Diretor Metropolitano, para a Secretaria Estadual de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Goiânia (SDRMG). Na ocasião, foi entregue a primeira versão da proposta técnico-científica, que abrange os vinte municípios da Grande Goiânia, ao gestor da pasta, Eduardo Zaratz.

O documento foi entregue ao secretário de estado, Eduardo Zaratz, pelo reitor da UFG, Edward Madureira Brasil, que elogiou a iniciativa de “chamar a universidade para o debate de um plano diretor específico para a Região Metropolitana de Goiânia (RMG)”. “Sem dúvida, o Plano Diretor Metropolitano é a principal ferramenta da Região Metropolitana de Goiânia para os próximos anos”, afiançou o reitor.

O secretário Eduardo Zaratz afirmou que o governo estadual entende a importância da harmonização entre a capital e os demais municípios da Grande Goiânia e, por esse motivo, resolveu elaborar um plano diretor específico para a região. “Nada melhor que a academia, e uma academia do Estado de Goiás, para colaborar conosco na implementação desse plano”, disse o secretário. A despeito de destacar um “carinho especial” pela chance da UFG ser a parceira escolhida, Eduardo Zaratz esclareceu que a legislação exige a avaliação de outras proposituras.

 

A proposta

A oferta da UFG tem o objetivo de levantar a atual estrutura urbana, territorial e socioeconômica da RMG para elaborar um Plano de Desenvolvimento Integrado em consonância com anseios e projetos da Superintendência de Projetos Especiais da SDRMG e do Instituto de Estudos Socioambientais (Iesa) da UFG.

A Funape seria a contratada para o fornecimento de especialistas, planejadores urbanos, professores/pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação, tudo com a participação da SDRMG, dos vinte municípios e da sociedade organizada. O plano de trabalho tem duração de três anos.

Se aprovado, o trabalho da UFG partirá do reconhecimento de que: "Goiânia cresceu espraiada, prejudicando estratégias de desenvolvimento urbano e regional; Senador Canedo, Aparecida de Goiânia, Trindade e Goianira sofrem a metropolização expressa em uma conurbação prematura e intensa; a dinâmica populacional força diariamente essa conurbação, alimentada pelo déficit habitacional, pela exclusão social e pela especulação imobiliária; áreas rurais que margeiam a metrópole se transformam gradativamente em reservas imobiliárias e vazios urbanos; a RMG registra acentuados índices de violência e criminalidade."

 

Fonte : Ascom/UFG

Listar Todas Voltar