capes tese

Pesquisas da UFG recebem menção honrosa da Capes

Em 11/08/22 17:36. Atualizada em 13/08/22 10:27.

Os dois pesquisadores contemplados concorreram ao Prêmio Capes de Tese desse ano

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou, nesta terça-feira (11/8), o resultado do Prêmio Capes de Tese - Edição 2022. Dois pesquisadores da Universidade Federal de Goiás (UFG) receberam menção honrosa por seus trabalhos: Bruno Roberto Ribeiro, do Programa de Ecologia e Evolução, com seu estudo para identificação rápida de espécies que podem entrar em extinção, e Ludmilla Costa Brunes, da área de Zootecnia, que estudou o gado Nelore e um modelo de predição baseado em genética e genômica para melhorar a eficiência alimentar.

Orientada pelo professor da UFG Rafael Dias Loyola, a tese de Bruno testa ferramentas de avaliação rápida para identificação de espécies potencialmente ameaçadas. O pesquisador explica o processo por meio de uma analogia com o atendimento em um hospital. “Em termos gerais, é possível agilizar o processo de avaliação de risco numa espécie de triagem, como é feito nos hospitais. Então você pode usar esses métodos de avaliação rápida para separar as espécies não ameaçadas das espécies potencialmente ameaçadas”, explica. A intenção é identificar de forma assertiva que espécies correm risco e merecem maior atenção para aplicações de proteção e preservação. A matéria completa sobre o estudo pode ser conferida no Jornal UFG.

Bruno capes

A linguagem e os termos científicos dos últimos capítulos da tese de Bruno foram adaptados para atingir um público-alvo que extrapolasse os limites da academia: o resultado foi a publicação em um site de ciências para crianças. Os artigos “Quem entra na lista vermelha?”  e “Chá de sumiço” podem ser acessados na página da revista Ciência Hoje das Crianças e servem de conteúdo educacional, respondendo a questões pertinentes sobre conservação e preservação de espécies ameaçadas. Bruno sentiu-se muito lisongeado e honrado em ver sua tese entre as 49 selecionadas pela Capes. "Acredito que esse prêmio é um reconhecimento da importância do trabalho desenvolvido ao longo do doutorado, além de destacar à excelência do programa de pós-graduação em Ecologia e Evolução da UFG", ressaltou.

Já a tese de Ludmilla Brunes, intitulada “Associação e seleção genômica para eficiência alimentar em bovinos Nelore”, tratou de um estudo pioneiro na raça Nelore, validando ferramentas genéticas e genômicas para eficiência alimentar. Após análises, constatou-se que, ao aliar informações fenotípicas, genômicas e de pedigree, é possível predizer o mérito genético para eficiência alimentar dos animais avaliados e também das progênies que eles irão produzir, antecipando a tomada de decisão e aumentando o progresso e resposta à seleção. A pesquisadora teve como orientador o professor Claudio Ulhoa Magnabosco e como co-orientadores: Fernando Sebastian Baldi Rey e Fernando Brito Lopes. 

LUDMILLA CAPES

"Estar entre as três melhores teses em Zootecnia do Brasil é um reconhecimento do esforço e dedicação de toda equipe envolvida no projeto de doutorado e da tese desenvolvida. Nós mostramos como as ferramentas genéticas e genômicas podem ser utilizadas para tal, atingindo maior sustentabilidade econômica e ambiental. O aumento da eficiência alimentar está diretamente associado à rentabilidade do sistema de produção e nossos resultados mostram como usar a seleção genética para essas características e como produzir e identificar animais mais eficientes quanto ao aproveitamento do alimento", explicou a pesquisadora.

A tese premiada deu origem a três artigos científicos publicados em revistas de alto impacto internacional, estando um deles entre os mais citados publicados pela revista científica Internacional Journal of Animal Breeding and Genetics (JABG). As outras publicações podem ser conferidas na íntegra na revista Animal Production Science e na revista Animal. A pesquisa foi feita em parceria com a Embrapa, onde foi desenvolvido o projeto.

 

 

Fonte: Secom

Categorias: Notícias PPGZ Ecologia e Evolução