Sicad+.jpg

Sicad+ inaugura rotina simplificada para docentes da UFG

Em 27/06/22 10:54. Atualizada em 29/06/22 13:14.

Versão compila dados de outros sistemas e facilita preenchimento anual do Radoc

Texto: Caroline Pires

Atenta à necessidade de facilitar o acompanhamento das atividades docentes na UFG e visando à construção de um cenário que apresente, em tempo real, dados das mais diversas produções docentes, sejam elas científicas, acadêmicas e administrativas, a Secretaria de Tecnologia e Informação (SeTI), por meio do Centro de Recursos Computacionais (Cercomp), juntamente com a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas, lançam o novo Sistema de Consulta de Atividades Docentes (Sicad+).

A partir de 4 de julho, será possível ter acesso ao sistema, atualizado de forma personalizada para cada professor. A nova versão importa de maneira automática uma série de informações que estão disponíveis de modo fragmentado em sistemas internos e externos, como o Lattes, Sigaa e seus diversos módulos. Agora, o professor pode acompanhar ao longo do ano a sua pontuação bruta específica por área de atuação, visando atender os critérios específicos da Comissão de Avaliação Docente (CAD) de sua unidade acadêmica, norteada pela Resolução Consuni n.º 18/2017. O atendimento aos requisitos desse documento é fundamental para que o docente possa obter boa avaliação, para cumprir seu estágio probatório e galgar as progressões funcionais da carreira de professor do Magistério Superior. A expectativa é que, com essa nova ferramenta, a entrega anual do Radoc fique mais simplificada para o corpo docente da UFG.

 IMG-20220627-WA0083.jpg

Nova interface do Sicad+ está em consonância com os sites e aplicativos da UFG


O secretário de Tecnologia e Informação da UFG, Leandro Oliveira, conta que a principal limitação do antigo sistema era justamente a necessidade de cadastramento individual das dezenas de ações anuais dos docentes, grande parte delas que já haviam sido inseridas no Lattes. “O que fazemos com o lançamento dessa nova versão é superar um gargalo antigo da universidade e que tomava muito tempo dos professores. A partir de agora o Sicad se comunica não só com o lattes, mas com diversos outros sistemas, permitindo que ao longo de todo o ano o docente acompanhe o seu desempenho”, afirmou.

Leandro lembra que o trabalho foi bem sucedido graças ao empenho de uma comissão, indicada pelo Conselho Universitário, que definiu pontos e necessidades que deveriam ser sanadas pelo novo sistema, para que ele atendesse de forma satisfatória os usuários. “Tomamos o cuidado ainda de informar em cada um dos módulos o contato específico do local de onde os dados estão sendo importados. Assim, por exemplo, caso o professor encontre um erro, já pode entrar em contato diretamente com o gestor responsável pelo sistema de onde o Sicad+ está importando determinado dado, solicitando sua correção no sistema de origem”, explicou.

Além de destacar a interface agradável e intuitiva para os usuários, o pró-reitor de Gestão de Pessoas da UFG, Everton Wirbitzki da Silveira, entende que “o Sicad+ é um novo passo da gestão da universidade em prol de construir um ambiente no qual o professor se beneficia das tecnologias da informação, para facilitar aspectos administrativos associados ao trabalho docente”. O pró-reitor ainda frisou que “os registros no Sicad+ também retratam o esforço realizado pela Unidade Acadêmica, obviamente composta pela soma dos esforços de seus professores, sendo utilizado na alocação de vagas de docentes na Regional Metropolitana de Goiânia, bem como na distribuição de recursos de custeio e capital”.

Vale lembrar que os relatórios de anos anteriores estão importados para o Sicad+ e estão disponíveis para download pelos docentes e que o antigo Sicad será completamente encerrado.

Preenchimento das atividades de Produção Científica

Como já foi dito, no Sicad+ o professor não precisa cadastrar a sua produção científica individualmente, como era no sistema antigo, contudo, deve estar atento à complementação dos dados de todas as produções cadastradas no módulo de produção intelectual. “Como os dados que importamos são do Lattes e lá não há informação da classificação Qualis, é preciso que esse dado seja inserido individualmente pelo professor”, destacou Leandro Oliveira.

Com o complemento desta informação, que deve ser feita no módulo de produção intelectual, a informação será automaticamente apresentada na nova versão do Sicad. “É preciso deixar claro que nenhuma informação poderá ser inserida diretamente no Sicad+, ele apenas reúne os diversos dados que antes estavam espalhados por vários outros sistemas”, resumiu.

O pró-reitor de Pós-graduação da UFG, Felipe Terra Martins, entende que toda iniciativa de preenchimento do Lattes é benéfica e gera, no futuro, uma melhor avaliação dos programas. Ele lembra que o sistema oficial da Capes de preenchimento e coleta das informações da pós-graduação, que é a plataforma Sucupira, também é alimentada pelo Lattes. “Muitas das atividades docentes que muitas vezes não são cadastradas de maneira precisa ou acabam esquecidas, agora serão facilmente recuperadas pelo Lattes, gerando um conjunto de informações muito mais completo nos relatórios anuais dos programas de pós-graduação”, exemplificou.


Evolução tecnológica e novas funcionalidades

O diretor do Centro de Recursos Computacionais, Igor Vieira, destaca o engajamento da equipe técnica no desenvolvimento do novo sistema. Para ele, “o Sicad+ reúne o melhor dos recursos de interface, arquitetura de sistemas e serviços de integração de dados implementados pelo órgão nos últimos anos, sendo um dos projetos mais complexos já executados”. Além da integração de dados de diversos sistemas, outro ponto de destaque é a atualização das informações em tempo real, complementa.

Para os próximos meses o sistema irá importar também, de maneira automática, as atividades administrativas e de representação, a partir das portarias emitidas pelo Gabinete da Reitoria e unidades acadêmicas, além de trazer informações quanto a afastamentos legais, emitidos pela Diretoria de Administração de Pessoas (DAP/Propessoas). “Nosso intuito é continuar trabalhando ao longo dos anos no sistema para que ele se torne cada vez mais completo, integrado e robusto, facilitando cada vez mais a rotina docente na UFG”, concluiu o diretor.

 

 SICAD+ (2).jpg

 

Categorias: Notícias Noticias NOTÍCIA SeTI CERCOMP