Teste RT-LAMP comunidade UFG

UFG vai fazer testes de covid-19 em servidores e estudantes

Em 07/05/21 13:12. Atualizada em 12/05/21 11:51.

Projeto Tenda Itinerante vai utilizar protocolo para teste RT-LAMP desenvolvido na Instituição

Post testagem UFG - ICB IQ FEN

Uma parceria entre o Instituto de Química (IQ), a Faculdade de Enfermagem (FEN) e Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da Universidade Federal de Goiás (UFG) vai possibilitar a realização de testagem para detectar covid-19 em servidores e estudantes da Instituição nos dias 13, 14 e 17 de maio de 2021, das 9h às 16h, no Centro de Cultura e Eventos Professor Ricardo Freua Bufáiçal, no Câmpus Samambaia. O atendimento vai ser feito pela equipe do projeto Tenda Itinerante nos formatos drive-thru e pedestre. Na ocasião vai ser adotado o protocolo UFG para teste RT-LAMP de diagnóstico molecular da covid-19, que já foi utilizado em ações anteriores da Tenda. Podem fazer os testes estudantes de graduação e pós-graduação, docentes, técnicos-administrativos e trabalhadores terceirizados. Inicialmente serão disponibilizados 500 testes.

O teste RT-LAMP detecta a presença do RNA do vírus Sars-Cov 2 na fase da infecção ativa, na mesma janela do teste RT-PCR (3 a 10 dias de sintomas), podendo também verificar o vírus em portadores assintomáticos. O grande diferencial é que o resultado do exame fica pronto mais rápido, sendo liberado no mesmo dia. A professora do Instituto de Química da UFG, Gabriela Duarte, destaca que essa testagem tem o objetivo de entregar para a comunidade acadêmica os frutos de uma pesquisa realizada na UFG. Sobre o RT-LAMP, a pesquisadora explica que "o teste é útil para detecção rápida das pessoas infectadas e o isolamento das mesmas para contenção da disseminação do vírus. O teste desenvolvido por pesquisadores da UFG detecta também as novas variantes".

A professora do ICB, Elisângela Lacerda, ressalta o fato de que o teste RT-LAMP pode detectar a presença do vírus no paciente antes mesmo dos sintomas aparecerem. "Para nós é muito importante levar esse nosso trabalho realizado dentro da UFG para a comunidade acadêmica, que merece ter essa oportunidade tanto de conhecer nosso estudo assim como obter benefícios dele. Muitos não sabem o que nossos pesquisadores realizam dentro da nossa própria universidade", afirma.

A ação será também um ato comemorativo ao Dia Internacional do Enfermeiro, celebrado em 12 de maio (quarta-feira). Para a diretora da FEN, Claci Rosso, "fazer essa testagem ampliada para professores, técnicos, estudantes da UFG com um teste genuinamente desenvolvido na UFG é algo que nos deixa muito felizes e orgulhosos". Participam do projeto Tenda Itinerante e estarão coordenando esta ação, as professoras da FEN, Regiane Barreto; Karina Suzuki; Clarissa Carrijo; Luzana Eva Ferreira Lopes Nogueira; as enfermeiras e técnico-administrativas Jacqueline Evangelista e Lidiane Silva Xavier; além de estudantes de graduação e de pós-graduação da FEN UFG. 

O que é a tecnologia

A tecnologia denominada Protocolo UFG para teste RT-LAMP de diagnóstico molecular da covid-19 detecta a presença do RNA do vírus Sars sARS-CoV-2 durante o período de infecção ativa através da transcrição reversa seguida pela amplificação isotérmica mediada - RT-LAMP (do inglês: reverse transcription loop-mediated isothermal amplification) na análise de amostras de swab nasofaríngeo coletadas com swab estéril e acondicionadas em criotubos contendo solução salina.

Os resultados positivos para o teste são identificados por detecção visual mediante a observação de mudança de coloração das amostras. O protocolo UFG para teste RT-LAMP de diagnóstico molecular da covid-19 é uma alternativa aos métodos convencionais de RT-qPCR e apresenta as seguintes vantagens: requer um conjunto de aparato instrumental barato e facilmente encontrado em laboratórios de análises clínicas; o treinamento da equipe técnica para realização das análises e interpretação dos resultados é rápido; o tempo médio da análise para a obtenção do resultado final é de aproximadamente 50 minutos; possui confiabilidade dos resultados equivalente ao obtido por PCR; e apresenta grande potencial para aplicações mesmo em locais com pouca estrutura laboratorial.

O grupo de cientistas que criou o protocolo UFG para teste RT-LAMP de diagnóstico molecular da covid-19 é formado pela professora do Instituto de Química da UFG (IQ), Gabriela Rodrigues Mendes Duarte; a professora do Instituto de Ciências Biológicas (ICB), Elisângela de Paula Silveira Lacerda; e os pesquisadores Livia do Carmo Silva (ICB); Kézia Gomes de Oliveira (IQ); Geovana de Melo Mendes (IQ); Paulo Felipe Neves Estrela (IQ); Carlos Abelardo dos Santos (ICB); e Marcio Neres de Souza Junior (IQ). 



Fonte: Secom UFG

Categorias: NOTÍCIAS FEN IQ Proec