Promover Andifes 1

Segunda edição do Promover Andifes conta com 12 universidades

Em 04/05/21 11:21. Atualizada em 06/05/21 15:47.

Inscrições para participar do novo edital serão no período de 6 a 12 de maio de 2021

Promover Andifes 1

Texto: Versanna Carvalho

O projeto-piloto do Programa de Mobilidade Virtual em Rede de Instituições Federais de Ensino Superior (Promover Andifes) vai entrar em uma nova etapa ainda no primeiro semestre deste ano. O edital será lançado em 6 de maio (quinta-feira). O prazo de inscrições vai de 6 e 12 de maio de 2021, via formulário próprio a ser disponibilizado no Edital. A primeira fase do programa contou com quatro Ifes. Desta vez, serão 12 Ifes participantes de todas as regiões do País. 

As Ifes participantes são: Universidade de Brasília (UnB), Universidade Federal de Goiás (UFG), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Universidade Federal de Viçosa (UFV),Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal do Rio Grande (Furg), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) e Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB).

Apesar de ter triplicado o número de instituições participantes entre a primeira e a segunda edição, o projeto ainda é considerado em fase piloto, uma vez que o objetivo é conseguir a adesão das 69 universidades federais existentes no Brasil. A pró-reitora de Graduação da UFG, Jaqueline Araujo Civardi, afirma que a ideia do programa é ir além de atividades de graduação, mas também de pós-graduação e extensão.

Participação

Em entrevista para o Portal da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), o reitor da UFG e também presidente da entidade, Edward Madureira, afirma que a decisão de passar de 4 para 12 Ifes se deve ao cuidado que estão tomando como Programa.

"Começamos com quatro universidades e ousamos triplicar para 12, mesmo não tendo ainda o sistema [do programa] pronto. Esse sistema está sendo desenvolvido sob a coordenação do reitor Daniel [José Daniel Diniz Melo] (UFRN), em parceria com a UFSM, UFMA, FURG e com a participação do CGTIC [Colégio de Gestores de Tecnologia da Informação e Comunicação das Ifes], e é fundamental para que a gente dê o próximo passo. A expectativa é de que no segundo semestre letivo de 2021, entre setembro e novembro, tenhamos a participação de todas as universidades que queiram integrar o Promover Andifes", afirma Edward Madureira.

Sobre a primeira edição do Promover Andifes, até então chamado de Promover Ifes, Jaqueline afirma que houve uma boa adesão por parte dos estudantes. "Estamos com uma pesquisa em andamento para avaliação mais abrangente da primeira edição do Programa", observa.

Na avaliação do reitor da UFG, "os impactos do Promover Andifes já podem ser sentidos no dia a dia das universidades e na expectativa que o programa gerou entre estudantes, que estão cada vez mais interessados em cursar disciplinas em outras universidades. Agora, também os docentes começam a se mobilizar para oferecer disciplinas em conjunto. E o impacto, sem nenhuma dúvida, será extraordinário na integração das universidades federais. Imagine nós termos estudantes circulando pelo país de maneira virtual, trocando experiências, professores colaborando na oferta de disciplinas. Eu vejo o Promover Andifes como um elemento estruturante na criação de um Sistema Nacional de Educação Superior no Brasil".

Integração

O Programa Promover Andifes é uma iniciativa da Andifes em parceria com instituições federais de ensino superior para oferecer aos estudantes de graduação a oportunidade de cursar, remotamente, disciplinas de cursos de graduação em uma das instituições parceiras durante o primeiro semestre civil de 2021. O Programa tem a finalidade de integrar as instituições federais de ensino superior na graduação.

Estão aptos a participar do processo seletivo estudantes de graduação com a matrícula ativa em das signatárias do Promover Ifes. "A partir da sua universidade de origem, o estudante que for classificado pelo processo de seleção poderá se matricular em até três disciplinas em uma ou mais Ifes de destino", explica Jaqueline Civardi.

Na ocasião da live de lançamento da primeira edição do Promover Andifes na UFG, o reitor Edward Madureira comentou que o projeto faz parte de um sonho que a entidade traz há bastante tempo. "Entendemos que temos no País uma infraestrutura e condição que talvez seja única no mundo com 69 universidades federais e 337 câmpus espalhados por todo o País, com um único mantenedor, uma única carreira e um marco regulatório único que possibilita que se façam interações, de forma responsável, e com impactos grandiosos no desenvolvimento do País", disse. 

Saiba mais

Rede de universidades apresenta Programa de Mobilidade Virtual 

Promover Ifes começa com a oferta de 2.130 vagas para estudantes

Live responde dúvidas sobre Promover Ifes

Entrevista coletiva da Andifes apresenta Promover Ifes à imprensa

UFG divulga resultado final do edital do Programa Promover Ifes

Fonte: Secom UFG

Categorias: NOTÍCIAS PROGRAD Reitoria Andifes