60+ conectad@s

UFG lança Projeto 60+ conectad@s voltado a estudantes idosos

Em 10/02/21 08:31. Atualizada em 11/02/21 14:43.

Programa vai ser conduzido pela Prae em conjunto com a CIP, EMC e INF 

A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis da Universidade Federal de Goiás (Prae UFG) lança na quarta-feira (10/2), às 18h, por meio de uma live no canal UFG Oficial do YouTube, o Projeto 60+ conectad@s, que visa a inserção de estudantes com 60 anos ou mais no mundo digital. A Escola de Engenharia Elétrica, Mecânica e de Computação (EMC), o Instituto de Informática (INF) e a Coordenação de Inclusão e Permanência (CIP) da UFG estão entre os realizadores do projeto.

"Ao todo encontramos 50 estudantes com idade acima de 60 anos. Fomos depurar esse dado e chegamos a cerca de 20 estudantes da Regional Goiânia. Os demais são das novas universidades federais [Universidade Federal de Catalão - UFCat; e Universidade Federal de Jataí - UFG] e também da Regional Goiás”, comenta a titular da Prae, Maisa Miralva da Silva. 

A pró-reitora afirma que foram encontrados perfis diversificados de estudantes nesta faixa etária. "São homens, mulheres, casados, divorciados, pessoas que trabalham, outras são dedicadas exclusivamente aos estudos. Nós queremos chegar a essas pessoas para que elas se sintam extremamente acolhidas e saibam que a UFG se preocupa que todos estejam vinculados a nossa Instituição, e que possam acompanhar as atividades acadêmicas".

Capacitação

Para atingir o objetivo de levar educação digital ao estudante com mais de 60 anos, estudantes do INF e da EMC vão oferecer, juntamente com a Prae, cursos e oficinas para ensinar a manejar plataformas e a ter mais domínio das tecnologias digitais.

"Teremos uma programação de oficinas e encontros para fazer essa capacitação. Acreditamos que essa imersão no mundo tecnológico é importante para que tenham o domínio básico e não tenham dificuldades ou qualquer prejuízo para acompanhar as atividades remotas", acrescenta Maisa. 

Seminário

A proposta de iniciar o projeto com um seminário que vai ter a participação de especialistas em envelhecimento e educação digital é para dar visibilidade a esta temática, sensibilizar a comunidade universitária e também começar a envolver os idosos "em uma jornada nas possibilidades digitais de tecnologia, plataforma de acesso virtual, ao ensino e atividades remotas da UFG", observa a pró-reitora.

O seminário contará com as participações do presidente do Centro Internacional de Longevidade Brasil (ICL Brazil), com o tema "Para bem envelhecer, comece já. Quanto mais cedo melhor, nunca é tarde demais"; o professor da Universidade Sem Fronteiras, de Fortaleza (CE), José Ricardo Timóteo, que falará sobre "Empoderamento digital ao longo da vida", e a professora da Educação Digital e Cognitiva, de Goiânia, Ingrid Greco, com a palestra "Educação digital e cognitiva para pessoas com 60+".

Maisa Miralva ressalta que esses especialistas vão trazer elementos para a comunidade  pensar a inserção de idosos no mundo digital para que tenham o domínio das tecnologias e a possibilidade, mesmo em tempo de pandemia, de se manter conectado com o mundo, com conhecimento, com as pessoas e não ter prejuízo, principalmente, as gerações que teoricamente apresentam mais dificuldades que os mais jovens. 

Confira entrevista da professora Maísa Miralva para a Rádio Universitária:

Saiba mais

UFG faz seminário para lançar projeto 60+ conectad@s

Seminário de lançamento do projeto 60+ conectad@s

Seminário de lançamento do projeto: uso da tecnologia da informação 60+ conectad@s 

Serviço

Live de lançamento do projeto 60+ conecta@s

Data: 10 de fevereiro de 2021, quarta-feira

Horário: 18h

Plataforma: canal UFG Oficial do YouTube

Fonte: Secom UFG

Categorias: notícias PRAE inf CIP