Capa_nva_Portal_Atenção_2019_1

Golpe ligado à vacinação contra Covid-19 tenta clonar WhatsApp

Em 22/01/21 20:28. Atualizada em 22/01/21 20:28.

A Universidade Federal de Goiás informa que não está fazendo qualquer cadastro para a vacinação

Toda a comunidade acadêmica deve estar atenta para um novo golpe relacionado a suposto cadastro para vacinação contra a Covid-19. Com o objetivo de clonar celulares e contas do aplicativo Whatsapp, os criminosos tentam obter dados sigilosos das vítimas. Nesta modalidade de fraude, um criminoso entra em contato com a vítima por telefone ou mensagem de texto, apresenta-se como agente do Ministério da Saúde (ou de alguma instituição reconhecida e respeitada no campo da ciência) e solicita um cadastro.
A vítima também pode receber um link com solicitação para ser acessado ou código pelo Whatsapp (ou outro aplicativo de mensagens), sob a mesma desculpa: agendamento ou cadastro para a vacinação.
No dia 14 de janeiro, o Ministério da Saúde publicou uma nota dizendo que havia tomado conhecimento de tentativas de fraude pelo celular usando o nome do órgão. O MS tem explicado que não faz agendamento de vacinação, não pede dados da população e, muito menos, envia códigos.
A UFG também enfatiza que não está fazendo qualquer tipo de cadastro para a vacinação contra a Covid-19 e tampouco solicita códigos a professores, técnicos administrativos e estudantes.

Mantenha a atenção!

A orientação de especialistas em segurança digital é ativar a verificação em duas etapas, que está disponível nas configurações do aplicativo e nunca compartilhar o código de confirmação que chega via mensagem.
Desconfie de links suspeitos, ligações ou SMS que oferecem vantagens e convites. Caso fique em dúvida, é melhor consultar os canais de comunicação oficiais do órgão ou da empresa que teria feito o contato.

Fonte: Secom UFG

Categorias: notícias