transferência_04.jpg

HC UFG recebe 18 pacientes com covid-19 transferidos de Manaus

Em 19/01/21 09:33. Atualizada em 20/01/21 10:13.

Hospital destaca que os pacientes recebidos serão atendidos por equipe multidisciplinar

Texto: Caroline Pires com informações do HC/UFG

 

No início da noite de ontem, 18/01, o Hospital das Clínicas da UFG/Ebserh, recebeu 18 pacientes transferidos da capital do Amazonas pela força tarefa Manaus, realizada pelas Forças Aéreas em parceria com o Ministério da Saúde e o Ministério da Educação. Deste quantitativo dez pacientes estão internados em Unidade de Terapia Intensiva e os demais, que apresentam sintomas moderados, estão acomodados no 12º andar no novo edifício de internações do Hospital, inaugurado no último dia 14 de dezembro. 

O Superintendente do Hospital das Clínicas da UFG, José Garcia Neto, destacou que os pacientes serão atendidos por profissionais pautados pelo princípio do humanismo e que adotarão todos os cuidados para que o atendimento seja realizado de forma integral, abarcando tanto os aspectos físicos como os mentais. Segundo o superintendente a solidariedade marca toda a atuação da equipe do hospital. "Mais do que nunca a posição estratégica das universidades federais públicas e a relevância dela no contexto nacional está cada vez mais firmado. Estamos mostrando que na prática somos extremamente relevantes. Para nós é motivo de orgulho", afirmou. Por fim, José Garcia destacou que meios eletrônicos serão utilizados para que os pacientes possam ter contato por video conferência com os seus familiares que ficaram em Manaus.

Destacando o atuante papel de compromisso social cumprido pela universidade desde o início da pandemia, o reitor da UFG, Edward Madureira Brasil lembrou a relevância dos diversos projetos que tem sido encabeçados pela instituição desde março de 2020. "Estivemos e estamos como setor público à disposição da população e não poderíamos abrir mão de oferecer essas vagas que não estão sendo utilizadas para atender a emergência por oxigênio vivida pelo estado do Amazonas. Nossos irmãos de Manaus serão muito bem atendidos aqui em nosso hospital", frisou.

 hc_transferência_02.jpg

Ao todo foram recebidos 6 mulheres e 12 homens que chegaram a Goiânia em dois voos das Forças Armadas

 

Mobilização para atendimento

Assim que chegaram ao HC-UFG, os pacientes foram encaminhados para leitos de UTI, onde foram avaliados e monitorados durante algumas horas pelos profissionais de saúde do HC-UFG/EBSERH. Aqueles que apresentarem sintomas mais graves e necessitarem de cuidados intensivos serão internados na UTI do HC-UFG e aqueles que apresentarem sintomas moderados serão encaminhados para as enfermarias, localizadas no 12º andar do novo edifício de Internações do HC-UFG.

Todos os ambientes são montados com leitos elétricos e com todo o aparelhamento necessário para o tratamento de pessoas com a Sars-Cov-2, como ventiladores mecânicos, oxímetros, bombas de infusão e materiais para ventilação não invasiva. As enfermarias comportam 1 ou 2 leitos, possuem banheiros adaptados para portadores de necessidades especiais, climatização e sistema de segurança por câmera.

Pelo menos 80 profissionais temporários da área assistencial foram recrutados pelo MEC/EBSERH para atuarem no HC-UFG na linha de frente no tratamento dos amazonenses. Estes profissionais receberam todo treinamento necessário para a assistência integral aos pacientes de Manaus. Os paciente foram transferidos do Aeroporto Santa Genoveva para o Hospital das Clínicas por ambulâncias disponibilizadas pelo Samu. 

 transferência_03.jpg

Reitor da UFG, Edward Madureira Brasil, superintendente do Hospital das Clínicas, José Garcia Neto e pneumologista Maria Conceição Queiroz receberam os pacientes

 

 transferência_05.jpg

Equipe de profissionais do Hospital das Clínicas HC durante o processo de recepção dos pacientes

 

transferência_04.jpg

Ambulâncias do Samu trouxeram os pacientes que chegaram em Goiânia no início da noite de ontem, 18/1

Fonte: Secom/UFG

Categorias: notícias HC/UFG