Fen refugiados

UFG firma convênio com Alto Comissariado da Onu para Refugiados

Em 23/12/20 13:26. Atualizada em 23/12/20 16:03.

Cátedra Sérgio Vieira de Mello promove ações em favor dos refugiados no âmbito da educação, pesquisa e extensão acadêmica

A Universidade Federal de Goiás e o Alto Comissariado da Onu para Refugiados (Acnur) firmaram convênio para criação da Cátedra Sérgio Vieira de Mello (CSVM), com o objetivo de promover e difundir o Direito Internacional Humanitário, o Direito Internacional dos Direitos Humanos, e, em especial, o Direito Internacional dos Refugiados que se encontrem sob a proteção internacional do Governo do Brasil. Além disso, busca-se desenvolver atividades que objetivem a incorporação da temática do refúgio na agenda acadêmica da instituição. O acordo foi publicado no Diário Oficial da União no dia 23 de dezembro e tem validade até 2024.

Neste acordo de cooperação com as universidades interessadas, o Acnur estabelece um Termo de Referência com objetivos, responsabilidades e critérios para adesão à iniciativa dentro das três linhas de ação: educação, pesquisa e extensão. Além de difundir o ensino universitário sobre temas relacionados ao refúgio, a Cátedra também visa promover a formação acadêmica e a capacitação de professores e estudantes dentro desta temática. O trabalho direto com os refugiados em projetos comunitários também é definido como uma grande prioridade. Como exemplos de iniciativas, diversas universidades têm desenvolvido ações para fomentar o acesso e permanência ao ensino, a revalidação de diplomas, assim como o ensino da língua portuguesa à população de refugiados.

Entre as ações previstas no âmbito da CSVM pela UFG, que serão coordenadas pelo professor João Roriz da FCS, estão o oferecimento de Disciplina de Núcleo Livre sobre Migrações e Refugiados para Estudantes de Graduação; Disciplina de Pós-Graduação sobre Refugiados, com vagas para Alunos Especiais aberta a Refugiados; Oferecimento de Disciplina de Núcleo Livre “Arquitetura de Refúgio" para Estudantes de Graduação no âmbito do curso de Arquitetura e Urbanismo; Fomentar cursos de Português como Língua de Acolhimento para Refugiados e Migrantes; Criar uma pesquisa sobre o Perfil e Trajetória dos estudantes refugiados na UFG; entre outras. (Confira o plano de trabalho)

O Assistente Senior de Elegibilidade do Acnur, William Laureano, explica que a Cátedra Sérgio Vieira de Mello é um dos projetos mais capilarizados que o Acnur possui no Brasil, acolhendo inúmeros refugiados e solicitantes da condição de refugiado por todo o país: "Nos últimos 12 meses foram mais de 3500 atendimentos em projetos de extensão universitária e quase 4000 vagas em cursos de português. Além disso, o projeto ainda abarca iniciativas importantes nos campos do ensino e da pesquisa. Ficamos, assim, felizes em poder contar com a UFG nessa parceria, na certeza de que as iniciativas direcionadas a refugiados e solicitantes da condição de refugiado são ampliadas e melhor qualificadas tanto em Goiânia quanto na região".

logo   refugiados

A vice-reitora da UFG, Sandramara Matias Chaves, avalia que "A consolidação do acordo entre UFG e ACNUR, expressa por meio de uma ação concreta o compromisso que nossa instituição tem com um dos temas mais sensíveis da contemporaneidade, que é o dos refugiados". A professora da Faculdade de Ciências Sociais, Laís Thomaz, responsável pelas relações institucionais no projeto, ressalta que é extremamente gratificante a formalização da parceria entre a UFG e o Acnur: "Nesse ano que todos sofremos tanto com a pandemia, as populações mais vulneráveis sofrem ainda mais. Esperamos com a CSVM auxiliar ainda mais aos refugiados para que eles se sintam acolhidos e tenham auxílios para uma inserção na sociedade goiana. Agradeço a toda comunidade docente e da reitoria que nos ajudou a tornar essa Cátedra uma realização nessa gestão", ressaltou a professora. 

Informações sobre a cátedra

Fonte: Secom UFG

Categorias: notícias FCS