prédio novo hc

UFG inaugura novo prédio do Hospital das Clínicas UFG/Ebserh

Em 14/12/20 07:16. Atualizada em 14/12/20 08:58.

No dia em que completa 60 anos, a UFG inaugura um dos maiores hospitais universitários do país

 

A Universidade Federal de Goiás inaugura no dia 14 de dezembro de 2020, o novo edifício de Internações do Hospital das Clínicas UFG/Ebserh. Após 18 anos de construção, a obra é entregue à população goiana servindo não só para aumentar a rede de atendimento para o Sistema Único de Saúde (SUS), mas contribuindo para a formação de centenas de estudantes anualmente. Com capacidade total para 600 leitos de internação, este é um dos maiores hospitais dentro de uma universidade no país. O custo da obra foi de aproximadamente R$ 150 milhões e quase R$ 33 milhões foram gastos em equipamentos. 

Para o reitor da UFG, Edward Madureira, a obra não é só da universidade, mas sim de todos os cidadãos: “no Brasil, nenhum hospital nas redes pública e privada possui instalações como as do HC/UFG. E o melhor: é um hospital 100% SUS, que vai oferecer tratamento com dignidade aos pacientes da rede pública”.

Com a inauguração, o HC-UFG já terá 300 leitos de internação. A capacidade do novo prédio é de 600 leitos de internação e 76 leitos de UTI. O prédio possui uma área de 1 mil m2 destinados ao Centro de Materiais e Esterilização (CME), permitindo que o HC-UFG esteja entre os hospitais brasileiros que são referência no controle de infecção hospitalar.

prédio novo hc

Emendas Parlamentares - Cinco legislaturas contribuíram com emendas parlamentares que permitiram que o novo prédio fosse inaugurado em 2020.  Cerca de 60 deputados federais e senadores foram responsáveis por destinar emendas à obra durante esse tempo. Foram necessários quase R$ 150 milhões para a conclusão do projeto e mais de 90% dos recursos vieram de emendas parlamentares.

Alta complexidade – O novo prédio terá um pavimento exclusivo para a internação de pacientes transplantados e poderá ter, nos próximos meses, o primeiro Centro de Transplante Multivisceral do país, que já está em fase de avaliação pelo Ministério da Saúde. O edifício possui um pavimento exclusivo para o Centro de Diagnóstico, onde serão realizados procedimentos de Hemodinâmica para o diagnóstico e a terapêutica intervencionista em cardiologia, neurologia e cirurgia vascular periférica em adultos e crianças.

Formação de profissionais - Além de oferecer procedimentos de alta complexidade, o Hospital das Clínicas contribui para a formação de profissionais de diversas áreas da saúde e para o desenvolvimento de pesquisas de ponta. O edifício possui 13 salas de aula, com capacidade para 40 alunos em cada sala, 10 salas de professores, 2 auditórios com capacidade de 100 pessoas cada um e um laboratório de simulação realística de procedimentos. 

Instalações -  O edifício possui ao todo 20 pavimentos (2 Subsolos, Térreo, Mezanino e 1º ao 16º) em mais de 44 mil metros quadrados de área construída.  O edifício possui oito pavimentos de internação geral, com 60 leitos cada um, um pavimento exclusivo para a internação de pacientes transplantados, dois pavimentos para Centro Cirúrgico com 30 salas de cirurgia e outros pavimentos para UTI Adulto (43 leitos), UTI Pediátrica (18 leitos) e UTI Neonatal (15 leitos). Há também um Centro Obstétrico com 5 salas de parto e 24 leitos de pós-parto e um de isolamento; Central de Transplantes com Enfermarias e Isolamentos e uma Unidade de Transplante de Medula Óssea; preparação para Heliponto na cobertura; Unidade de Hemodinâmica e uma Central de Material e Esterilização com mil metros quadrados.

O prédio também possui enfermarias climatizadas, com sistema de segurança por câmeras e adaptadas para pessoas com necessidades especiais, sistema de farmácia satélite e de nutrição em cada pavimento de internação, e sistema de geração de energia, composto por sete geradores de 500 KVA cada, totalizando 3.500 KVA, projetado para manter todo o edifício funcionando normalmente se houver falta de energia elétrica.

Ala Lourival Louza - O Grupo Flamboyant realizou a doação de equipamentos para criação de uma ala no novo prédio. A nova ala será composta por 60 leitos, avaliados em mais de 2 milhões e 300 mil reais. Os leitos serão disponibilizados após a inauguração do novo prédio do Hospital das Clínicas da UFG.

HCCOVID - Mesmo antes da inauguração, a UFG cedeu o espaço do novo prédio do HC para auxiliar no combate à pandemia da Covid-19. Para atender essa demanda na rede pública de Goiás, a UFG e a prefeitura de Goiânia firmaram uma parceria para uso do novo edifício de internações do HC-UFG, até dezembro deste ano, como Hospital das Clínicas Covid (HCCOVID). A gestão do HCCOVID está sendo feita pela Fundação de Apoio ao Hospital das Clínicas da UFG (Fundahc). Atualmente, a secretaria municipal de saúde de Goiânia está utilizando o 12º pavimento, destinado à internação; 3º pavimento, destinado a UTI; 2º pavimento, destinado à Farmácia, 14º, destinado à Engenharia Clínica e Manutenção, além do Térreo para recepção e diretoria.

 

Fonte: Secom UFG

Categorias: notícias HC