Encerramento tenda triagem UFG

Tenda Triagem Covid-19 comemora mais de 6 mil testes realizados

Em 29/10/20 10:58. Atualizada em 29/10/20 14:16.

Cerimônia de encerramento das atividades foi marcada pela valorização do engajamento de várias unidades acadêmicas da UFG

Texto: Caroline Pires

 

Mais de 6 mil testes realizados. Foi comemorando esse enorme impacto que o projeto Tenda Triagem Covid-19 UFG encerrou as suas atividades com atendimento presencial nesta quinta-feira, 29/10.  Ao todo foram realizados 4 mil testes com profissionais da saúde, 400 testes com profissionais de segurança pública, com índices de 21 e 22% de positividade respectivamente, 275 testes com crianças e adolescentes, atendidos pelo Projeto Tendinha, além de 1300 testes realizados com servidores da universidade. Os dados colhidos ao longo deste período será material para análise e estudos que continuarão a ser realizados pelas unidades acadêmicas que colaboraram com o projeto, que teve parceiros dentro e fora da UFG. 

Após receber uma homenagem do corpo docente da FEN/UFG, a diretora da unidade acadêmica e coordenadora do projeto, Claci Rosso, iniciou seu discurso lembrando a trajetória do projeto ao longo desses meses e a forma como que a cada dia ele foi abraçando novas demandas e ao mesmo tampo ganhando contribuições. "Vivemos um fenômeno que entrará para a história da universidade pelo seu engajamento, investimento e colaboração coletiva", ressaltou. A diretora lembrou que a produção do projeto submetido ao Ministério da Educação (MEC), para conseguir a verba necessária para viabilizar a Tenda, foi feito em apenas em 48 horas pelo trabalho incansável dos envolvidos.

 Claci_tenda triagem.png

A coordenadora do projeto, prof.ª Claci Rosso, destacou o papel das parcerias e do engajamento para o sucesso dos atendimentos

Quando teve início as atividades da Tenda Triagem Covid-19 UFG o público alvo para a realização de testagem era restrita os trabalhadores da saúde e da segurança pública. Contudo, com o crescimento do projeto e a colaboração de novos parceiros, a atuação foi ampliada. Com a parceria estabelecida com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) foi fundamental para garantir que não houvesse falta de testes para a população goianiense. "Tivemos da SMS a disponibilização de treinamento para a equipe além de testes de PCR-RT, que também foram disponibilizados pelo ICB no início do projeto", lembrou. 

Por fim, a professora lembrou que o projeto demonstrou na prática a relação entre o ensino, pesquisa e extensão. Ao todo mais de 400 pessoas, entre estudantes, técnicos-administrativos e docentes, participaram do projeto. A diretora agradeceu ainda o apoio incondicional recebido da Reitoria e Pró-reitorias da UFG para a realização das ações. 

 Edward_tenda Covid.png

Reitor da UFG reforçou o papel da ciência e das universidades brasileiras para a construção de um país melhor

Já o reitor da UFG, Edward Madureira Brasil, iniciou seu discurso convidando os presentes para participarem de uma salva de palmas em homenagem aos servidores públicos. "Esses anônimos que servem a população são fundamentais não só nesse projeto mas em tantos outros", afirmou. Em seguida, o reitor agradeceu a dedicação incansável da prof.ª Claci Rosso à frente das atividades e lembrou a quantidade de membros da comunidade acadêmica envolvidos no projeto. "Chega um momento muito bonito: a gente passa a identificar as pessoas como UFG e não necessariamente pela unidade acadêmica a qual pertence. Esse legado tem que ser mantido para sempre", destacou. 

Considerando o projeto um grande marco da UFG neste momento de pandemia, o reitor entende que esta foi uma das várias ações que conquistaram a sociedade. "Conquistamos a confiança da população. E agora temos a responsabilidade de mudar o país. É ambicioso? Sim, mas o diferencial da UFG é a solidariedade e a capacidade de compartilhar o que temos aqui", concluiu.

Já o superintendente de Atenção à Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Yves Mauro Ternes, destacou a boa articulação realizada nos bastidores da projeto. "Somente com a entrega e dedicação de vocês que foi possível conseguir realizar a testagem dos nossos profissionais de saúde e segurança pública". O superintendente informou ainda que cerca de 15% da população da cidade de Goiânia já foi submetida a testes de Covid-19. "Nosso trabalho foi bem feito e esperamos que no próximo ano novas parcerias com a UFG possam acontecer", finalizou.

 YVES02.png

Yves Mauro Ternes, da Secretaria Municipal de Saúde, reforçou a intenção de seguir realizando projetos em parceria com a UFG

O projeto Tenda Covid-19 UFG foi financiado pelo Ministério da Educação (MEC) e realizado em parceira com a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS Goiânia). A Tenda Triagem Covid-19 UFG foi coordenada pela Faculdade de Enfermagem (FEN). Participam ainda do projeto a Faculdade de Farmácia (FF), Faculdade de Medicina (FM), Instituto de Ciências Biológicas (ICB), Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública (IPTSP), Hospital das Clínicas (HC)/Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

Agradecimentos

Durante a cerimônia discursaram professores que estiveram envolvidos diariamente com as atividades do projeto. A prof.ª Juliana Rocha, do Instituto de Ciências Biológicas (ICB/UFG), reforçou o papel dos voluntários que rapidamente se prontificaram a colaborar com a análise dos testes que tiveram o material colhido na Tenda Triagem Covid-19 UFG. "Em especial agradeço a diretoria do Laces/UFG e a cada um que se doou nesse momento. Que venham vários outros projetos em parceria", agradeceu.

A prof.ª Fabiola Fiaccadori discursou em nome do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública (IPTSP/UFG). Ela lembrou as várias dificuldades enfrentadas ao longo deste período de intenso trabalho mas ressaltou o apoio recebido da direção do IPTSP e da Reitoria da UFG. "Sei que debaixo dessas máscaras aqui temos muitos sorrisos. O impacto q ficará marcado é a capacidade da UFG criar essas oportunidades de crescimento diante de situações tão difíceis", concluiu. Também em tom de agradecimento a prof.ª Valéria Feres reforçou a união da equipe do projeto. "Fomos um grupo coeso com três laboratórios com grande capacitação diagnóstica e que está estruturado para qualquer outra situação nesse sentido", destacou. O prof. Evandro Alencar representou a direção da Faculdade de Medicina. "Sou testemunha dessa equipe obstinada que abriu mão da vida pessoal para fazer com que esse projeto acontecesse de forma tão exitosa", frisou. 

Já André Alves representou os estudantes que participaram do projeto. "A FEN e seu conceito 5 estrelas pôde contribuir com o processo de aprendizagem de vários alunos mesmo em um momento tão difícil como este. Com certeza essa experiência me fará um enfermeiro melhor", concluiu.

 20201029_083119 (1).jpg

Professores da FEN/UFG entregaram homenagem para a sua diretora, prof.ª Claci Rosso

Fonte: Secom/UFG

Categorias: notícias FEN IPTSP ICB FF