EPI-UFG_capa.jpg

UFG entregará 1.800 máscaras de tecido para comunidade interna

Em 23/07/20 13:54. Atualizada em 24/07/20 13:08.

Iniciativa da Proec/UFG e Projeto EPI-UFG irá beneficiar estudantes que continuam morando no CEU durante a pandemia e trabalhadores terceirizados

 

Texto: Caroline Pires

Fotos: Projeto EPI-UFG

 

A Pró-reitoria de Extensão e Cultura (Proec/UFG), em parceria com o Projeto EPI-UFG, está realizando a confecção e distribuição de máscaras de tecido para estudantes da Casa do Estudante, que continuam residindo no CEU durante a pandemia, e trabalhadores terceirizados que estão em regime presencial ou semi-presencial. Cada pessoa irá receber um kit com duas máscaras de tecido. Esta primeira etapa de produção foi viabilizada graças a doação de tecido e insumos pelo Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Goiás (Sindipublico).

Segundo a Pró-reitora de Extensão e Cultura da UFG, Lucilene Sousa, esta ação demonstra mais uma vez o compromisso social assumido pela universidade. "O objetivo é garantir a segurança dos trabalhadores. As máscaras de tecido estão sendo produzidas no mesmo ambiente daquelas que são descartáveis e voltadas para o ambiente hospitalar, com todas as medidas de segurança garantidas", ressaltou. A vice-diretora da Faculdade de Enfermagem e uma das coordenadoras do Projeto EPI-UFG, prof.ª Luana Ribeiro, explicou que já foi feito o contato com as empresas que são responsáveis pelos contratos com trabalhadores terceirizados da UFG para que elas possam realizar a distribuição das máscaras. No início da próxima semana será feita também a distribuição para os moradores da Casa do Estudante da UFG. "O Projeto EPI-UFG entende que com esse trabalho estamos colaborando ativamente também com o público de estudantes da universidade e com aqueles que precisam manter algum tipo de atividade presencial neste período de crise sanitária", frisou. 

Com base em levantamento feito pela Pró-reitoria de Assuntos Estudantis (Prae) e pela Pró-reitoria de Administração e Finanças (Proad), estimativa é que sejam entregues 210 máscaras para estudantes da Casa do Estudante e 1.590 máscaras para os trabalhadores terceirizados. Lucilene Sousa adianta que está prevista uma segunda etapa do projeto e que, a medida em que for sendo disponibilizada a matéria-prima para a produção das máscaras, os servidores da universidade que estão trabalhando em regime presencial ou semi presencial também serão beneficiados.

Projeto EPI-UFG

Demonstrando a união de esforços de diferentes unidades acadêmicas e órgãos administrativos da UFG, visando minimizar o impacto da  Covid-19, o Projeto EPI-UFG criou em março deste ano um centro de produção e capacitação de equipamentos de proteção individual para atender a demanda por conta da pandemia. O espaço montado na Faculdade de Artes Visuais segue todos os protocolos de higiene e limpeza para a produção de equipamento hospitalar e serve ainda de campo de estágio para estudantes do curso de Enfermagem e discentes da pós-graduação. As máscaras e aventais produzidos tem atendido desde então unidades do Sistema Único de Saúde do município de Goiânia e Estado de Goiás. O Projeto EPI-UFG atua também na capacitação da comunidade em geral para a produção das máscaras. 

Saiba mais sobre o Projeto EPI-UFG e seja voluntário

 EPI-UFG_04.jpeg

Prof.Carlos Hoelzel/FAV em uma das capacitações realizadas pelo Projeto EPI-UFG

 

 hospital-das-clinicas-da-ufg-recebe-mascaras-aventais-e-alcool-gel.jpeg

Hospital das Clínicas - EBSERH/UFG foi uma das instituições que recebeu o material produzido pelo Projeto EPI-UFG

Fonte: Secom/UFG

Categorias: Notícias Proec Projeto EPI