Reino Unido
45 anos Fen e Fanut

FEN e Fanut comemoram 45 anos

Em 26/06/20 13:20. Atualizada em 26/06/20 14:34.

Evento online promoveu o resgate histórico e afetivo das duas unidades acadêmicas

Carolina Melo

O clima de confraternização uniu a comunidade acadêmica da Fen e Fanut, que, juntas, comemoram hoje 45 anos de jornada na Universidade Federal de Goiás (UFG). O encontro festivo foi online, mas permitiu a troca histórica e afetiva dos técnico-administrativos da Educação, docentes e discentes, com a participação do reitor Edward Madureira, da vice-reitora Sandramara Matias Chaves, pró-reitores e diretores de unidades.

A abertura contou com a participação do solista de violão clássico da Escola de Música e Artes Cénicas (Emac) da UFG, André Hirooka Marcílio, que inspirou o início das falas de resgate da memória institucional e individual-afetiva das faculdades aniversariantes, na figura de suas representantes. A vice-diretora da Fanut, Thaísa Anders Carvalho Souza, chamou a atenção para a singular característica da unidade que “expira ciência, mas também é cheia de humanidades”.

Em consonância, a diretora da Fanut, Ana Tereza Vaz de Souza Freitas, ressaltou a formação ética e competente dos profissionais tanto de Nutrição quanto de Enfermagem que, especialmente agora, estão na linha de frente do combate à pandemia. “Ressalto a beleza desses profissionais e a nobreça com que têm desenvolvido o trabalho durante a pandemia”, disse. Especificamente sobre a Nutrição, a diretora fez referência ao seu fundamento de cuidar da vida. “Nossa profissão lida com a essência da vida, ou seja, a alimentação e a saúde. O alimento é vida e a vida deve ser vivida com amor”, afirmou, desejando novas conquistas e harmonia entre as equipes acadêmicas.

Por sua vez, a diretora da FEN, Claci Fátima Weirich Rosso, relembrou o histórico constitutivo das duas unidades acadêmicas que, segunda ela, são “irmãs gêmeas”, uma vez concebidas a partir da Faculdade de Medicina e unidas na antiga Faculdade de Enfermagem e Nutrição, sendo separadas em 1996. “Então é muito recente quando foram divididas”, disse. Sobre a FEN, a professora Claci fez o resgate de sua atuação científica, de ensino e extensão, assim como de seu reconhecimento. “Ela é hoje considerada um dos cursos mais respeitados no Brasil. Na última edição do Enade obteve nota 5. Quando comemoramos 45 anos isso é muito importante, pois somos jovens ainda”, disse.

O reitor Edward Madureira também se fez presente no encontro comemorativo. E destacou a extensão “como uma das maiores marcas” das duas unidades, “sem descuidar do ensino e da pesquisa”. Ressaltou também o sentimento de gratidão com a comunidade acadêmica envolvida das faculdades e de toda a Universidade. Segundo o reitor, a UFG “não se omitiu” no enfrentamento à pandemia. “Foi para frente e protagonizou inúmeras ações. E isso tem muito a cara da história das unidades”, disse.

evento online
Evento comemorativo realizado de forma virtual

Convidadas

O Conselho Regional de Enfermagem (Coren-GO) e Conselho Regional de Nutricionistas (CRN-GO) participaram do encontro. A professora da Fanut e membro do CRN, Maria Aderusa Horst, discorreu sobre a interface próxima entre o Conselho e a Fanut, “priorizando a formação dos profissionais de excelência”. E a professora aposentada da UFG, Ivete Santos Barreto, atual presidente do Coren-GO, discorreu sobre o desafio de se comemorar durante a atual crise sanitária que o mundo vive, “mas a Faculdade de Enfermagem sempre se sai muito bem em cenários de desafio”, disse. “O evento hoje pode ser comparado à resistência das universidades públicas, gratuitas e de qualidade. Comemorar é um ato de resistência”, afirmou.

Para representar os docentes das unidades, a professora Lizete Malagoni de Almeida Cavalcante Oliveira fez a apresentação da história da Faculdade da Enfermagem e a professora Maria de Fátima Gil, da Faculdade de Nutrição. Ambas trouxeram relatos que dialogavam com suas memórias afetivas enquanto professoras nas unidades.

inauguração espaço
FEN e Fanut realizaram a inauguração de um espaço  para alimentação em 26 de junho

 

Sobre a Faculdade de Enfermagem da UFG

O curso de Graduação em Enfermagem ofertado pela FEN/UFG desponta como um dos mais respeitados e relevantes do Brasil. Tem sido avaliado positivamente em vários cenários: na última edição do ENADE (2016) recebeu nota máxima (5) e nos últimos seis anos foi classificado como um Curso Cinco Estrelas pelo Guia do Estudante. Além disso, é considerado “Excelente” pelo prestigiado Ranking Universitário da Revista Folha de São Paulo, edição 2017, qualificando-se entre os dez (10) melhores Cursos de Enfermagem do Brasil, ocupando a 7ª posição.
Dos professores da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás 53 são doutores e os demais possuem títulos de mestre e estão cursando doutorado. Obtidos em Programas de Pós-Graduação qualificados de Instituições Públicas de Ensino Superior (USP-RP, USP-SP, UNB, UFTM, UFG, ...) ou Instituto de Pesquisa (Fundação Oswaldo Cruz). São doutores em Enfermagem ou áreas afins. Além disso, a FEN/UFG sedia vários Grupos de Pesquisa certificados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPQ, que desenvolvem estudos que sustentam as  linhas de pesquisa do Programa de Pós-Graduação. Adicionalmente compõe o corpo administrativo da FEN/UFG 14 Técnicos-Administrativos. São 250 alunos de graduação, 125 do Stricto Sensu (67 de doutorado e 57 de mestrado) e 500 discentes na Especialização Lato Sensu. No ano de 2021 fará a Colação de Grau a 50ª Turma de Enfermagem.

A Faculdade de Enfermagem também marca esses 45 anos participando ativamente com ações de combate a pandemia. Entre as ações propostas estão a coordenação e execução do Projeto Tenda Triagem COVID 19 UFG; participação na realização do "dia D" de testagem, em parceria com unidades acadêmicas, Reitoria, Adufg e Sint-IFESGO, foram triados e testados servidores (professores, técnico-administrativos e servidores terceirizados) sintomáticos; curso modalidade a distância de treinamento sobre medidas de enfrentamento ao COVID-19 em parceria com o Laboratório de Tecnologia da  Informação e Mídias Educacionais (LABTIME), com 30 mil vagas, contabilizando carga horária de 40h; Projeto EPI – UFG, o qual pretende produzir e entregar mais de 200.000 mil máscaras e mais de 6.000 aventais para as unidades referências do Município de Goiânia para atendimento aos casos suspeitos ou confirmados de COVID19. Além disso, a equipe do projeto pretende capacitar parceiros para replicarem o modelo e a produção de máscaras e aventais no Estado de Goiás. 

Sobre a Faculdade de Nutrição da UFG

Ao longo destes 45 anos, a FANUT-UFG entregou ao mercado de trabalho 1.101 nutricionistas que atuam em todas as áreas da profissão, com vistas à promoção da saúde e qualidade de vida a pessoas, grupos e comunidades sadias e/ou enfermas. Atualmente, apresentam em seu quadro discente e docente 370 alunos matriculados e 31 professores doutores, respectivamente. 

O Programa de Pós Graduação em Nutrição (PPGNUT), com oferta do curso de mestrado acadêmico foi criado em 2008. Em 2018, a principal meta da gestão do PPGNUT foi elaborar uma proposta de curso de doutorado, concisa e de qualidade, que atendesse às expectativas da CAPES e ao desafio de formação de qualidade de doutores na área de Nutrição. O Aplicativo de Proposta de Curso Novo (APCN) foi aprovado pela CAPES ao final do ano de 2018. A primeira defesa de dissertação do PPGNUT ocorreu em 20 de dezembro de 2010 e, até o ano de 2020, já ingressaram 12 turmas de mestrado e duas de doutorado, por meio de processos seletivos que tiveram demanda superior a 50 candidatos, provenientes de diferentes categorias da área da saúde, como profissionais de educação física, enfermeiros, engenheiros de alimentos e biólogos, mas primordialmente de nutricionistas. Ao longo destes 11 anos de história, o PPGNUT/UFG titulou 168 mestres e, dispõem de 27 estudantes de mestrado e 15 estudantes de doutorado matriculados.

Perante a atual realidade vivenciada nesta pandemia da COVID-19 a FANUT têm demonstrado a essencialidade da nutrição para o enfrentamento de uma crise de saúde pública. Para isso, leva à população informação segura e de qualidade sobre aquisição, higiene e processamento dos alimentos; sustentabilidade; influência da nutrição na prevenção e tratamento da COVID; formação de profissionais nutricionistas para assistência a pacientes críticos. Além de promover eventos e encontros online de atualização sobre vários temas de interesse a profissionais e leigos em nutrição. A FANUT também está envolvida em ações institucionais de arrecadação de recurso para assistência a famílias em situação de vulnerabilidade social, como a UFG Solidária, produção de máscaras para doação a grupos vulneráveis, dentre outras campanhas promovidas por grupos de pesquisa e extensão da unidade.

FEn Fanut

Fonte: Secom-UFG

Categorias: Notícias FEN Fanut