Weby shortcut
Reino Unido
Politizar 2019/2 - Divulgação Capa

Projeto Politizar Goiânia abre espaço para jovens na política local

Criada em 05/09/19 15:00.

Iniciativa da UFG une estudantes do ensino médio e o Parlamento Municipal Goianiense

A 1ª edição do Projeto Politizar Goiânia já está com data marcada na agenda da cidade. As inscrições das escolas participantes têm início a partir de 16 de setembro e vão até o dia 22 do mesmo mês. Nos dias 12 e 13 de novembro, ocorre o treinamento dos selecionados, nas dependências da UFG e da Câmara Municipal, que terão, além de palestras com referências da área política, workshops e verdadeiras aulas com alguns dos próprios vereadores que compõem o Parlamento Goianiense. É em dezembro, durante o período dos dias 4 a 7, que a etapa mais esperada do projeto tem sua vez: a simulação.

Iniciativa da Universidade Federal de Goiás, o Politizar é um projeto de extensão da UFG, em parceria com a Câmara Municipal de Goiânia. Nele, 35 estudantes do ensino médio terão a oportunidade de atuar, na simulação, como vereadores da Casa Legislativa Municipal, aproximando-se da prática política e tornando-se protagonistas responsáveis pelo presente e futuro da sociedade na qual eles estão inseridos.

Nesta edição, poderão se inscrever somente alunos matriculados nas escolas selecionadas. O critério para seleção das escolas foi a quantidade de matrículas por instituto e também a disposição regional dentro do município de Goiânia. No total, foram 11 escolas escolhidas para participar do Projeto: Instituto Federal de Goiânia, Sesi Campinas, Colégio Estadual José Lobo, Fractal (Jardim Planalto), Amália Hermano Teixeira, Colégio Pré-Universitário, Colégio Estadual Robinho Martins de Azevedo, Jardim Vila Boa, CEPAE, Colégio Estadual Da Polícia Militar De Goiás - Unidade Hugo De Carvalho Ramos e COPE Ensino Médio.

Como uma iniciativa inclusiva e plural, o Politizar Goiânia também usa como referência para critério de disposição das 35 vagas do Parlamento, dados do IBGE relacionados à etnia e gênero. Dessa forma, a simulação ganha maior legitimidade, ao ser especialmente representativa.

Na simulação, os jovens vereadores irão tomar posse, compor comissões temáticas, propor projetos de lei voltados à cidade de Goiânia, discutí-los em Parlamento, defender sua aprovação em tribuna, além de participar de audiências públicas. Vale lembrar que existe a possibilidade dos participantes contribuírem para a sociedade caso tenham algum projeto adotado pelos vereadores da Casa e, se aprovado, colocado em prática.

Para se inscrever, o interessado deve preencher um formulário online disponibilizado nas redes sociais do projeto. Após a inscrição, a comissão organizadora do projeto irá aplicar um concurso de redação nas dependências das escolas participantes. Os alunos deverão elaborar uma dissertação argumentativa na qual discorram sobre a temática acerca de como melhorar a cidade de Goiânia.

O Projeto Politizar Goiânia foi inspirado no convênio entre UFG e Assembleia Legislativa de Goiás, o Politizar UFG Alego, que em sua 4ª edição, teve um número recorde de inscritos, com mais de 500 interessados em participar. Diferentemente da versão da Câmara, o Politizar da Alego conta com 41 deputados, 41 assessores parlamentares e 6 jornalistas políticos, somando um total de 88 simulandos, todos com ensino superior completo ou incompleto.

Categorias: notícias FCS