Weby shortcut
Reino Unido
50 anos FE

FE comemora 50 anos com resgate da memória institucional

Criada em 31/10/18 17:52.

Parte dos documentos históricos da Faculdade de Educação estão digitalizados e disponíveis para consulta

Texto: Luiz Felipe Fernandes

Fotos: Natalia Cruz

Como parte das comemorações dos 50 anos da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás (FE/UFG), foi lançado nesta quarta-feira (31/10) o conjunto documental permanente da unidade acadêmica no software Atom. Na plataforma de acesso livre estão disponibilizados 633 arquivos, que foram digitalizados e disponibilizados para consulta.

De acordo com a professora Diane Valdez, o trabalho de tratamento dos documentos históricos teve início em 2011, fruto de um movimento de recuperação da memória institucional da FE que já vinha de anos anteriores. Em parceria com o Centro de Informação, Documentação e Arquivo (Cidarq/UFG), o material passou por um rigoroso trabalho arquivístico, resultando em 1390 caixas com documentos tratados e classificados.

A professora lembrou do marco significativo que representou a criação da Faculdade de Educação da UFG, em 1968, ano do movimento que ficou conhecido como Maio de 1968, na França, e da Passeata dos 100 Mil, no Brasil - eventos que simbolizam a importância da resistência. "Fico feliz com o resultado deste trabalho, com o cuidado com que os documentos foram tratados e com o acesso que as pessoas poderão ter à história desta unidade", comemorou Diane.

Projeto-piloto

A arquivista do Cidarq, Heloísa Esser dos Reis, explicou que o trabalho começou depois de um diagnóstico feito em toda a Universidade, que constatou a existência de acervos específicos em unidades e órgãos que necessitam de cuidado arquivístico. Assim, a parceria com a FE tornou-se um projeto-piloto relacionado à documentação de uma unidade acadêmica da UFG.

Nilton Souza Oliveira, também arquivista do Cidarq, explicou o funcionamento da plataforma, de fácil acesso e de navegação intuitiva. Além do acesso direto aos documentos, o site disponibiliza campo de busca e filtros de pesquisa. É possível acessar o documento diretamente no software ou fazer o download do arquivo em pdf. Nilton explicou que mesmo documentos já deteriorados passaram por tratamento para aumentar a qualidade e legibilidade da versão digital.

O diretor do Cidarq, Paulo Eduardo de Oliveira Neto, destacou a importância acadêmica e de transparência pública do trabalho desenvolvido na FE. "Isso mostra que a Universidade, em meio aos desafios de gestão, olha para si mesma", considerou. O desafio, segundo ele, é integrar a forma de produzir informação na Universidade e construir as ferramentas que vão possibilitar a disponibilização de documentos no futuro.

Fonte: Secom/UFG

Categorias: Notícias Faculdade de Educação Cidarq