Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Prêmio_Chitarra_capa

Grupo da UFG é premiado em congresso

Por Mariza Fernandes Santos. Criada em 20/04/18 17:45.

Pesquisa desenvolvida pelo Grupo de Estudos Avançados do Leite e Seus Derivados (GELAC) ganhou o primeiro lugar no Prêmio Maria Isabel Fernandes Chitarra durante o IV congresso mineiro de engenharia de alimentos

Um trabalho produzido pelo Grupo de Estudos Avançados do Leite e Seus Derivados (GELAC), da Escola de Agronomia da Universidade Federal de Goiás (UFG), foi premiado no IV Congresso Mineiro de Engenharia de Alimentos. Os pesquisadores foram classificados em primeiro lugar no prêmio Maria Isabel Fernandes Chitarra, concorrendo com estudos apresentados por graduandos e pós-graduandos.

Prêmio_Chitarra

Certificado recebido pelo grupo

A pesquisa analisou a qualidade da água e seus efeitos no leite cru refrigerado no estado de Goiás. Foram escolhidas três empresas para participar do projeto e estas elencaram 5 propriedades para o desenvolvimento do estudo. Participaram 15 fazendas em três regiões diferentes do Estado. Um dos resultados verificados foi que 90% das fontes de água das fazendas estavam contaminadas com micro organismos que a tornavam imprópria ao consumo humano e, consequentemente, ao uso para higienização dos equipamentos para leite.

Para solucionar o problema, os estudantes desenvolveram um equipamento para aplicação de cloro na água com tubos de PVC. Na primeira visita em cada fazenda, foi instalado o clorador e coletada amostra de água da fonte utilizada para higienização dos equipamentos de ordenha e armazenamento do leite. Na maioria das vezes, essa água também é usada para o consumo das famílias e trabalhadores da fazenda.

Clorador

Clorador desenvolvido pelos pesquisadores

Após a cloração, 100% da água atingiu o grau de potabilidade de acordo com a legislação do Ministério do Saúde, portanto podendo ser consumida com segurança. Ao comparar a qualidade do leite do ano anterior com o leite após a cloração da água, os pesquisadores notaram a redução na contagem bacteriana total. A pesquisa é resultado de uma parceria para o desenvolvimento de atividades de ensino, pesquisa e extensão do Grupo de Estudos Avançados do Leite e Seus Derivados (GELAC) com o Sindicato das Industrias de Laticínios no Estado de Goiás (SINDILEITE) e o Fundo para o desenvolvimento da Pecuária no Estado de Goiás (FUNDEPEC).

Categorias : Última hora

Listar Todas Voltar