Weby shortcut
Reino Unido
mariza capa

Pesquisadora do LaGENTE ganha prêmio internacional

Por Patricia Veiga. Criada em 29/01/18 16:30.

Estudo premiado aborda a trajetória do Movimento Negro na luta pela implantação de cotas na UFG

A estudante de doutorado em Geografia do Instituto de Estudos Socioambientais (IESA-UFG), Mariza Fernandes, é uma das vencedoras do Prêmio Pedro Krotsch de Estudos sobre a Universidade, edição 2017. O prêmio é oferecido pelo Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO) e pelo Instituto de Pesquisa Gino Germani, da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade de Buenos Aires.

O trabalho premiado é resultado da pesquisa de mestrado da estudante, intitulado “Movimento Negro e Relações Raciais no Espaço Acadêmico: Trajetórias Socioespaciais de Estudantes Negros e Negras na Universidade Federal de Goiás”. O estudo analisa o histórico de luta pela implantação do sistema de cotas na UFG, o papel do Movimento Negro e os impactos da militância e das ações afirmativas nas trajetórias de alguns estudantes negros que participaram do processo.

A pesquisa de mestrado foi realizada no Laboratório de Estudos de Gênero, Étnico-raciais e Espacialidades da UFG (LaGENTE-UFG), e orientada pelo professor Alex Ratts. O trabalho foi avaliado por um comitê internacional e concorreu com outros 33 estudos. As quatro pesquisas vencedoras serão publicadas em um livro editado pelo CLACSO e o Instituto de Pesquisas Gino Germani.

Mais informações podem ser obtidas clicando aqui.

Mariza Fernandes

Mariza Fernandes é jornalista, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Geografia e pesquisadora do LaGente-UFG 

Fonte: Ascom/UFG

Categorias: Última hora Prêmio Clacso