Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
sbpc premio

UFG é destaque no prêmio Amigos da CT&I em Goiás

Por Angélica Queiroz. Criada em 23/11/17 11:38. Atualizada em 24/11/17 16:29.

Programa Viver Ciência, da TV UFG, e diretor do Instituto de Ciências Biológicas da UFG foram homenageados pela SBPC/GO

Texto: Angélica Queiroz/ Silvânia Lima

Fotos: Carlos Siqueira

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência de Goiás (SBPC/GO) homenageou, nesta quinta-feira (23/11), durante a 11ª Edição do Fórum de C,T&I do Cerrado, iniciativas que se destacam com ações em favor da ciência, inovação e tecnologia no contexto da pesquisa em Goiás. O programa Viver Ciência, projeto de extensão da UFG, coordenado Pró Reitoria de Pesquisa e Inovação e executado pela Fundação RTVE com exibição pela TV UFG e o diretor do Instituto de Ciências Biológicas da UFG, Reginaldo Nassar Ferreira, estiveram entre os premiados.

Ao receber o prêmio, Reginaldo Nassar destacou a época de desafios vivida pela área de ciência, tecnologia e inovação no Brasil. “Estamos aglutinando forças para continuar. Vamos superar esses desafios”, assegurou. Representando o Viver Ciência, a produtora Aline Leão representou a equipe do programa e destacou a importância de compartilhar com a sociedade o conhecimento científico da UFG. “Não é fácil falar de ciência, não é fácil transformar uma pesquisa de anos em um programa de apenas 30 minutos para a sociedade saber um pouquinho do que a Universidade faz”, afirmou.

Também foram premiados a Pró-Reitora de Pós-Graduação e Pesquisa da PUC Goiás e ex-reitora da UFG,  Milca Severino Pereira, o Diretor Cientifico da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás, Albenones José de Mesquita e o diretor e apresentador do programa Conexão Ambiental da Rádio e TV Brasil CentralEmmerson Kran.

Ciência e o Cotidiano

A respeito do tema do evento “Ciência e o Cotidiano“, a secretaria da SBPC/GO, Márcia Pela, justificou que mais do que nunca é o momento de discutir ciência, “a sociedade precisa compreender a importância da C e T para a vida”. Nesse sentido, outro destaque do primeiro dia do evento foi o lançamento da Agenda Goiás em defesa da CT& I, uma conclamação para que todos abracem a luta pela defensa da ciência, especialmente diante da atual crise política brasileira. “Já estão ocorrendo e é preciso que haja mais reações em defesa da C e T, pois uma sociedade sem Ce T que é uma sociedade apagada e, além disso, ela possibilita ter mais equidade social”, enfatizou Márcia Pelá. Para Reginaldo Nassar, a maior luta em defesa da C &T em Goiás é a manutenção da Fapeg.

Sobre os desafios de popularizar a Ciência, Márcia se mostra otimista dizendo que “a gente caminha para a construção de uma ponte que põe fim ao abismo entre a produção científica e a ciência plicada nas escolas e na sociedade”. Para ela, é preciso compreender que o conhecimento científico é também um conhecimento humano e que os pesquisadores precisam desenvolver uma linguagem mais acessível à sociedade sobre suas produções, citou o projeto SBPC vai à Escola e o Prêmio de popularização da Ciência, como incentivos para tornar a ciência mais próxima do cotidiano.

sbpc premio

sbpc premio

sbpc premio

 

Fonte : Ascom UFG

Categorias : Última Hora

Listar Todas Voltar