Weby shortcut
Reino Unido
Exposição Matéria Prima Luminosa capa

Servidor da Rádio Universitária realiza exposição fotográfica

Evento

: Vila Cultural Cora Coralina - Rua 3, Setor Central (ao lado do Teatro Goiânia)

: Regional

: 20 Agosto 2018 a 05 Setembro 2018

A fotografia vista como um ponto de partida para o exercício da imaginação e a criação de visualidades novas. Esta é a premissa da exposição fotográfica Matéria Prima Luminosa, do produtor e apresentador da Rádio Universitária da Universidade Federal de Goiás (UFG), Itamar Pires Ribeiro. A exposição será aberta na segunda-feira (20/8) na Vila Cultural Cora Coralina.

São 70 fotografias, divididas em três séries temáticas, realizadas pelo escritor, jornalista e mestre em Arte e Cultura Visual. As imagens foram produzidas ao longo de cerca de 30 anos de viagens e registros. A maioria das fotografias foi feita em Goiânia, mas também há fotos tiradas em cidades tão diferentes e distantes quanto Paris (França), Tiradentes (Minas Gerais), Rio de Janeiro, Natal e Buenos Aires (Argentina).

A exposição Matéria Prima Luminosa é composta por fotografias em preto e branco e coloridas, em formato 30x45 centímetros, sendo dividida em três subtemas: Interações Imaginárias, Objetos Imaginários e Palco Imaginário. A série Interações Imaginárias é constituída de fotografias que têm como centro temático o estabelecimento de relações de forma, cor, linhas de força ou de composição espacial entre diferentes tipos de objetos ou entre o objeto fotografado e seu meio.

A série Objetos Imaginários procura retrabalhar objetos do cotidiano, apresentado, através de relações de cor e sombra, luz e linhas de composição, aspectos que os transformam em imagens capazes de provocar a imaginação do espectador. A série Palco Imaginário apresenta fotografias colhidas em apresentações musicais e teatrais nos palcos de Goiânia, representando o palco como um lugar no qual a imaginação, a representação e o simbólico estão em seu terreno próprio. Entre os artistas fotografados estão as cantoras Débora di Sá, Cláudia Vieira e Sabah Moraes.

Exposição Matéria Prima Luminosa

Critério de seleção
As fotografias da exposição Matéria Prima Luminosa foram realizadas ao longo de cerca de três décadas de trabalho fotográfico com a utilização tanto de câmaras analógicas quanto digitais. Segundo Itamar Pires Ribeiro, a realização de um mestrado em Arte e Cultura Visual na FAV/UFG lhe permitiu elaborar teoricamente e ter um critério de seleção sobre o material fotográfico do qual dispunha, que chega a mais de 30 mil fotos, produzidas ao longo de toda sua atividade como fotografo, que teve início ainda nos anos 80. Segundo ele, "o foco central desta exposição é demonstrar que a fotografia, ao contrário de ser apenas um registro passivo de uma realidade dada, é, sobretudo, uma matéria-prima original capaz de ser retrabalhada e ressignificada pelo fotógrafo". Para Itamar Pires, tanto faz se a imagem original foi captada em película ou em câmara digital, enquanto matéria-prima para a imaginação criadora "a fotografia é um muito mais um campo de recriação e representação que um mero registro".

Para alcançar os objetivos estéticos a que se propôs, o autor realizou um amplo trabalho de recriação e interferência estética na matéria-prima fotográfica original, com o uso de programas eletrônicos de edição de imagens e com o emprego de outras técnicas físicas de ação sobre a imagem.

O texto de apresentação da exposição foi elaborado pela escritora e jornalista Cássia Fernandes, que afirma que a exposição pode surpreender seus espectadores. Comentando sobre as fotos, ela diz que "surpreendentes são a composição e a luz de cada uma delas, indicativos não só de um perfeito domínio técnico – algumas fotos foram produzidas com câmeras analógicas e posteriormente digitalizadas, outras com câmeras digitais –, mas sobretudo de seu olhar singular sobre o mundo e da capacidade de interpretá-lo, de construir sobre ele novos mundos e abrir portais para outros ainda, muitas vezes mais belos, intrigantes e fantásticos".