VISITA_GIZ_2_foto2.jpg

UFG recebe entidade parceira na pesquisa de combustíveis alternativos

Em 10/08/22 20:51. Atualizada em 11/08/22 17:08.

A GIZ é agência de cooperação alemã que concedeu aporte de quase R$4 mi para estudos na área

Nos dias 9 e 10 de agosto, encontrava-se recheada de compromissos a agenda dos três representantes da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit GmbH (GIZ), Markus Francke, Andrej Frizler e Elizabeth Melo, que vieram até a Universidade Federal de Goiás (UFG) para conhecer setores da instituição que estão envolvidos em pesquisas relacionadas a combustíveis menos poluentes e que se apresentam como alternativa ao petróleo. A visita faz parte da parceria firmada entre a Cooperação Brasil-Alemanha para o Desenvolvimento Sustentável, representada pela GIZ, e a UFG, com o apoio da Fundação Rádio e Televisão Educativa e Cultural (RTVE).

A Cooperação Brasil-Alemanha para o Desenvolvimento Sustentável trabalha há décadas nas áreas de energia sustentável e eficiência energética. Mais recentemente, vem apoiando o aprimoramento das condições legais, institucionais e tecnológicas para a expansão do mercado de hidrogênio verde (H2V) e de seus derivados no país, incluindo os combustíveis renováveis. O projeto que recebeu o apoio da agência é coordenado pelo professor Christian Gonçalves Alonso, do Instituto de Química (IQ), que acumula experiência de mais de 20 anos em estudos sobre o hidrogênio. 

A pesquisa, intitulada "Produção de óleo cru sintético por processo Fischer-Tropsch integrado a sistema de produção de hidrogênio verde a partir de biomassas e/ou resíduos agroindustriais" contempla a produção descentralizada de combustíveis sustentáveis de aviação (SAF) no Brasil e envolve conceitos globais de Power to Liquid (PtL) por meio do uso de energias renováveis para a produção de hidrogênio e syngas via gaseificação de biomassas ou resíduos agroindustriais em meio contendo água supercrítica e posteriormente processá-los via Síntese Fischer-Tropsch para obtenção do óleo cru sintético.

VISITA GIZ 3

Na programação, estava incluída a visita à RTVE, para os três integrantes da GIZ receberem informações sobre a gestão administrativa e financeira do projeto; ao auditório do IQ, onde assistiriam a uma apresentação do professor Christian sobre o estudo; ao GOH2, Laboratório de Pesquisa em Processos Renováveis e Catálise, onde poderiam ver o local de desenvolvimento do projeto e uma demonstração do funcionamento do sistema de produção de hidrogênio a partir de biomassas que está em estudo no laboratório. Também conheceram o Parque de Usinas Fotovoltaicas, que responde por cerca de 36% da energia elétrica utilizada pela instituição, e o Laboratório de Métodos de Extração e Separação (Lames), que dispõe de dezenas de equipamentos de análise química, principalmente os utilizados nas análises de petróleo e derivados (gasolina, óleo diesel, lubrificantes e graxas), bioprodutos (álcool etílico anidro combustível, biodiesel, biograxas e biolubrificantes), alimentos, poluentes ambientais, fármacos e biomoléculas.

Os representantes da GIZ foram recebidos pela reitora Angelita Pereira de Lima, no gabinete da Reitoria da UFG, onde também estavam a diretora da RTVE, Silvana Coleta; a secretária de Relações Internacionais, Lais Thomaz; e o professor Christian Alonso. Na oportunidade, Lais apresentou alguns números que demonstram a grandeza  da Universidade no cenário regional, nacional e internacional. A reitora Angelita ressaltou a importância da parceria entre a UFG e a GIZ, que contribui para que a Universidade se torne mais forte na sua internacionalização e em suas pesquisas.

VISITA GIZ 2

Fonte: Secom

Categorias: Notícias RTVE IQ