CAU GO e UFG 3-8-22

CAU e UFG firmam parceria para beneficiar refugiados em Goiás

In 05/08/22 10:14 . Aggiornato alle 05/08/22 10:59 .

Projeto arquitetônico de moradias destinadas a refugiados vai ser escolhido por concurso público

Texto e foto: Assessoria de Comunicação CAU/GO

Suzete Bessa, Fernando Chapadeiro, Angelita Pereira e Isabel Barêa

 

Com o objetivo de promover a assistência técnica pública e gratuita para famílias de refugiados em Goiás, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás (CAU/GO) e a Universidade Federal de Goiás (UFG) firmaram na quarta-feira (3/8) um Acordo de Cooperação Técnica. O documento foi assinado na sede do Conselho pela reitora da Universidade, professora Angelita Pereira de Lima, e o presidente da autarquia, Fernando Chapadeiro.

Também participaram do encontro a arquiteta e urbanista e professora do Câmpus Goiás da UFG, Suzete Bessa, que também atua como coordenadora do projeto de extensão da Cátedra Sérgio Vieira de Mello na UFG (Organização das Nações Unidas - ONU) e coordenadora do grupo de pesquisa e extensão Arquitetura Resiliente; a gerente geral do CAU/GO, Isabel Barêa, e a assessora institucional do Conselho, Maria Ester de Souza.

A partir da parceria, o CAU/GO deverá realizar um concurso público de projeto arquitetônico para moradias destinadas a comunidades de refugiados. O Termo de Referência do certame será definido conjuntamente por ambas as instituições, principalmente no que diz respeito ao Programa de Necessidades, às tipologias que poderão ser propostas, aos quesitos de sustentabilidade dos projetos, à execução e manutenção de fachadas e outras especificações técnicas.

"Esse é o início de uma parceria promissora. É uma satisfação enorme promover, juntamente com a UFG, concurso de tanta relevância", afirmou o presidente do CAU/GO, Fernando Chapadeiro. "Na oportunidade, apresentamos à reitora a sede do CAU/GO, resultado também de um concurso público, reforçando a importância dessa modalidade de licitação".

"Acredito que a iniciativa possa apresentar não só a Goiânia e a Goiás, mas a todo o País, uma alternativa humanizada de abrigamento de refugiados", afirmou a reitora Angelita Pereira de Lima. "Esse é o principal objetivo desse convênio." Para a gestora da universidade, além de contribuir para melhorar a qualidade de vida de refugiadas e refugiados em Goiás, a iniciativa tem também o papel de incentivar políticas públicas em prol dos direitos humanos.

Caberá à UFG identificar a condição das populações de refugiados no Estado de Goiás, no âmbito de suas pesquisas relacionadas ao tema.

O projeto vencedor do concurso oportunamente deverá ser encaminhado para implementação dos órgãos responsáveis pelos programas municipais, estaduais e federais.

Confira aqui o documento completo.

 

Saiba mais

Pós-Graduação da UFG regulamenta oferta de vagas a refugiados

CSVM está buscando pesquisas sobre refugiados ou imigrantes

Cátedra Sérgio Vieira de Mello UFG vai ser inaugurada em 5/3

UFG firma convênio com Alto Comissariado da ONU para Refugiados

Fonte: Assessoria de Comunicação CAU/GO

Categorie: Notícias Reitoria Câmpus Goiás CSVM