internacionalização

UFG lança plano de internacionalização

En 13/10/21 13:25 . Actualizado en 14/10/21 10:55 .

Programa é resultado de mais de 30 anos de trabalho

Eduardo Borges

internacionalização

UFG pretende intensificar o processo de internacionalização com metas a serem cumpridas em até quatro anos (Foto: Reprodução Zoom)

A Universidade Federal de Goiás (UFG) apresentou nesta quarta-feira (13/10), o plano estratégico para internacionalização institucional. O projeto tem o objetivo de aproximar a comunidade acadêmica local, nacional e estrangeira para o aprimoramento de experiências científicas e culturais de estudantes, docentes e técnico-administrativos. As ações visam também potencializar os programas de mobilidade e as parcerias com universidades internacionais, fortalecer o ensino de línguas estrangeiras na UFG e aumentar o número de disciplinas que não são ministradas em português brasileiro.

História

As atividades conjuntas da UFG com programas e empresas internacionais também contribuíram para o estabelecimento deste plano, mas a intenção de fazer com que a universidade se estendesse vem desde a criação do Escritório de Internacionalização no ano de 1987. Desde então, ações foram coordenadas por meio da Diretoria de Relações Internacionais (DRI), hoje chamada de Secretaria de Relações Internacionais (SRI), em prol do cumprimento das metas estabelecidas.

O reitor da UFG, Edward Madureira Brasil, destacou que ao longo da jornada em busca da internacionalização, a UFG nunca deixou de conduzir ações, mesmo com a pandemia da Covid-19 e as dificuldades orçamentárias ocasionadas pela redução dos investimentos nas Instituições de Ensino Superior (IES). Para o reitor, a junção desses dois fatores gerou a necessidade de mais planejamento, o que propiciou uma evolução mais veloz de programas como o plano estratégico. Além disso, destacou que uma universidade que visa expansão é internacional e se relaciona com o mundo.

O secretário do SRI, Francisco Figueiredo, apresentou um panorama das parcerias da UFG de âmbito internacional
 O secretário do SRI, Francisco Figueiredo, apresentou um panorama das parcerias da UFG de âmbito internacional

 

Ações

O secretário de relações internacionais do SRI, Francisco Figueiredo, conduziu o evento de apresentação do plano, mostrando os principais pontos do projeto, situação das metas e o cronograma das propostas de curto, médio e longo prazo. Dentre os objetivos, existe a previsão de elaborar novas normativas, customizar os sistemas da UFG, ampliar a divulgação de ações de internacionalização e sistematizar as políticas linguísticas da universidade.

Por meio do projeto, até mesmo as páginas on-line das Unidades Acadêmicas (UA) da universidade foram trabalhadas, contando com tradução automática para inglês, espanhol, francês, alemão, italiano e mandarim. Foi criada também a plataforma Analisa UFG, que mostra dados em constante atualização sobre o andamento do processo de internacionalização, quantidade de estudantes intercambistas e de quais países vieram.

Mesmo que as pesquisas institucionais tenham mostrado uma baixa proficiência em língua estrangeira por parte de docentes, técnico-administrativos e discentes, o secretário afirmou que com as ações previstas, existe possibilidade de reversão desse quadro.

O secretário do SRI, Francisco Figueiredo, apresentou um panorama das parcerias da UFG de âmbito internacional.

Metas

O secretário de relações internacionais do SRI, Francisco Figueiredo, conduziu o evento de apresentação do plano, mostrando os principais pontos do projeto e o cronograma das propostas de curto, médio e longo prazo. As metas a serem realizadas em até um ano propõem o aumento dos recursos financeiros destinados à mobilização e ampliação da oferta de disciplinas com IES fora do Brasil. Além disso, incentiva que eventos sejam realizados com pesquisadores e palestrantes de outros países e também a inserção de comidas típicas internacionais no cardápio do Restaurante Universitário (RU).

As propostas de médio prazo devem levar no máximo dois anos para serem cumpridas e prevê a elaboração de novas normativas, customização dos sistemas da UFG com a criação de portais em outras línguas e a sistematização das políticas linguísticas da universidade. A longo prazo há o planejamento da criação de um hotel em até quatro anos para acomodação de estudantes da mobilidade, bem como a produção de materiais didáticos bilíngues.

Mesmo que as pesquisas institucionais tenham mostrado uma baixa proficiência em língua estrangeira por parte de docentes, técnico-administrativos e discentes, o secretário afirmou que com as ações previstas, existe possibilidade de reversão desse quadro.

Presenças

Também estiveram presentes no lançamento do plano, a vice-reitora da UFG, Sandrama Chaves, o assessor de ações de internacionalização da pós-graduação, Paulo César Ghedini e os professores norte-americanos Susan Carvalho e Robert McKenna, respectivamente da University of Alabama e da Virginia Commonwealth University.

 

 

Fuente: Secom UFG

Categorías: Notícias SRI PRPG