Reino Unido
 Faculdade-de-direito-da-ufg.jpg

Faculdade de Direito ganha centro de conciliação e mediação

Em 02/07/20 12:08.

O Cejusc irá atender mais de 70 casos diariamente

A Faculdade de Direito da (FD/UFG) vai receber mais um instrumento para universalizar a prestação jurisdicional. OTribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) autorizou a instalação, no local, de um Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc). A expectativa é atender entre 70 e 100 casos, de conciliação e mediação, diariamente. Na FD já funciona o 4ª Juizado Especial Cível da comarca de Goiânia.

Como coordenador do centro, foi designado o juiz Murilo Vieira de Faria, que é titular da unidade judiciária que funciona dentro da instituição de ensino. Segundo o magistrado, a instalação do Cejusc demonstra que “a conciliação sempre é melhor caminho para as demandas” e ainda representa “o sucesso da parceria entre juízes e servidores, que com respeito e equilíbrio, gera bons frutos à sociedade”.

A iniciativa também foi elogiada pelo reitor da UFG, prof. Edward Madureira Brasil. “A ação tem grande relevância social, pois reforça a promoção da cidadania em diferentes esferas, pessoal e no âmbito institucional; e ainda apresenta oportunidade para a promoção de políticas públicas que incentivam a difusão e maior acesso ao sistema judiciário em Goiás”.

A diretora da Faculdade de Direito, prof.ª Batira Macedo de Miranda acredita que a ação tem dois vieses positivos, aos alunos e à sociedade. “Será um espaço de uso compartilhado, com o desenvolvimento de vários projetos de interesse comum, mas, especialmente para a Faculdade de Direito importa ser agente impulsionador de políticas que impliquem em práticas judiciárias transformadoras e que promovam o acesso à justiça, com ampliação da cidadania. Do ponto de vista do ensino jurídico, o Cejusc nos proporcionará um espaço privilegiado e atuação profissional e de pesquisa, com possibilidade de ampliação da qualificação dos nossos estudantes mediante os cursos que serão ofertados”.

Fonte: Lilian Cury - Centro de Comunicação Social do TJGO - com alterações

Categorias: Notícias FD