Reino Unido
Colação de grau

UFG inicia temporada de Colações de Grau de 2020

Criada em 10/01/20 11:45. Atualizada em 10/01/20 13:49.

Faculdade de Medicina deu início às cerimônias no dia 9 de janeiro

Texto: Ana Paula Vieira

Fotos: Guilherme Augusto (Secom/UFG)

Colação de grau
UFG formou no dia 10 de janeiro mais 102 médicos

 

Em cerimônia de Colação de Grau realizada na noite dessa quinta-feira (9/1), no Centro de Eventos Prof. Ricardo Freua Bufáiçal, a UFG entregou mais 102 médicos para a sociedade. "São profissionais competentes e comprometidos com a construção de um mundo melhor, que contribuirão de forma decisiva para a saúde no estado de Goiás", afirmou o reitor Edward Madureira.

Além do reitor da UFG, a mesa diretiva do evento foi composta também pelo pró-reitor de Graduação em exercício, Israel Elias Trindade; pelo diretor da Faculdade de Medicina e paraninfo da turma, Antônio Fernando Carneiro; pela coordenadora do curso de Medicina, Rosane Ribeiro Figueiredo Alves; pela técnica-administrativa homenageada da turma, Patrícia Helena da Silva e pela coordenadora administrativa da Faculdade de Medicina, Izildinha Alves da Silva. A formanda Barbara Oliveira Silva leu o juramento da profissão e prometeu cumpri-lo, acompanhada dos colegas. O reitor realizou a outorga de grau, momento em que a turma foi representada por Beatriz Aquino Silva e Luís Pedro Ferreira de Assis. Após os discursos, Izildinha Alves fez a leitura do Termo de Colação de Grau.

Colação de grau
Reitor ressaltou que apesar dos cortes e ataques a UFG respondeu com prêmios e ótimo desempenho

 

Em seu pronunciamento, o reitor Edward Madureira falou sobre o ano de 2019: "A Universidade teve que conviver com cortes profundos, na Capes, no CNPq, ataques sem embasamento; fomos taxados de fazer balbúrdia". Segundo ele, as respostas dadas pela UFG são os prêmios e ótimo desempenho em avaliações, as pesquisas desenvolvidas e os serviços prestados à sociedade. "Publicamos mais de 4 mil artigos em revistas científicas em 2019, realizamos mais de 2 mil projetos de extensão, melhoramos em todos os indicadores", enfatizou o reitor.

Edward Madureira também destacou o impacto das pesquisas da UFG para a sociedade, como um estudo realizado no Laboratório de Métodos de Extração e Separação (Lames), ligado ao Instituto de Química (IQ), que concluiu que o exame da cera de ouvido pode levar à detecção de doenças como câncer; e uma pesquisa que descobriu que um composto ligado ao elemento químico cádmio (Cd) pode aumentar de 20% para 75,4% a eficiência de telas de celulares, notebooks, computadores, televisores e lâmpadas fabricadas a partir de dispositivos emissores de luz conhecidos como OLEDs. De acordo com o reitor, resultados como esses foram possíveis mesmo diante das dificuldades porque a UFG tem uma história de 60 anos de trabalho de técnicos-administrativos, de professores e da comunidade acadêmica para manter a qualidade e a responsabilidade: "Criatividade, competência, idealismo, curiosidade; é isso que move essa instituição", declarou.

Colação de grau
Cerimônia foi a primeira de 18 que ocorrem neste semestre na UFG

Entre muitos aplausos e emoção, a turma homenageou pais, professores e técnicos-administrativos da UFG. "Não poderíamos ter chegado a esse resultado sem nossos professores, que nos ensinaram a falar e a escrever o verdadeiro idioma médico e a arte de cuidar do próximo. Agradecemos nossos pais, não há forma de retribuir cada sacrifício. Resta-nos a tentativa de sermos o melhor que pudermos”, discursou o orador da turma, Yanley Lucio Nogueira.

O diretor da Faculdade de Medicina e paraninfo, Antônio Fernando Carneiro, lembrou: "A Medicina é um vir a ser constante. Tenho a ousadia de afirmar que não somos médicos, nos tornaremos a cada instante e a cada aprendizagem, a cada contato. Nosso maior ensinante é o paciente".

Em um dos momentos mais aguardados pelas cerca de 5 mil pessoas presentes no evento, a entrega dos diplomas foi realizada pelos componentes da mesa diretiva e pelos servidores da UFG que são pais de formandos. "A partir de agora, vocês podem ser o que quiserem. A única coisa que a UFG pede é que vocês tenham o compromisso de fazer justiça social com o diploma que têm", finalizou Edward Madureira.

A solenidade foi a primeira de uma série de 18 cerimônias de colação de grau de formandos e formandas em 65 cursos de graduação de diferentes áreas, concluintes do segundo semestre de 2019. Os eventos seguem até março e o calendário completo está disponível no endereço: reitoriadigital.ufg.br.

 

Fonte: Reitoria Digital

Categorias: NOTÍCIAS Colações de Grau Reitoria Digital Faculdade de Medicina Secom