Weby shortcut
Reino Unido
Nome social

UFG lança campanha sobre uso do nome social

Criada em 25/11/19 14:56.

Intenção é diminuir a discriminação a pessoas transexuais e travestis

Há cinco anos a Universidade Federal de Goiás assegura a servidores (técnico-administrativos e professores), estudantes e usuários da Universidade Federal de Goiás (UFG), cujo nome de registro civil não reflita a sua identidade de gênero, a possibilidade de uso e de inclusão do seu nome social nos registros oficiais e acadêmicos. Esta é a intenção da resolução aprovada no dia 23 de maio de 2014 pelo Conselho Universitário, que dá direito a pessoas travestis e transexuais a utilizar nome social dentro da UFG. 

Para diversos estudantes ser chamado pelo nome de registro pode ser um constrangimento, por não condizer com sua imagem pessoal. A resolução visa diminuir esse mal-estar, dando assim condições para que eles possam finalizar suas graduações com maior chance de sucesso.

Funcionamento - A resolução garante aos estudantes transexuais e travestis o direito de sempre serem chamados oralmente pelo nome social, sem menção ao nome civil, inclusive na frequência de classe e em solenidades como colação de grau, defesa de monografia, dissertação ou tese, entrega de certificados e eventos congêneres, entre outras situações da vida acadêmica. Os documentos com efeitos externos, como histórico escolar e certificados, no entanto, serão emitidos com o nome do registro civil, já que a resolução é interna à UFG.

Confira a resolução do nome social: Resolução Consuni nª 14 de 2014

 

Fonte: Secom UFG

Categorias: NOTÍCIAS