Weby shortcut
Reino Unido
Aftosa

Segunda etapa da vacinação contra aftosa é lançada na UFG

Criada em 04/11/19 20:45. Atualizada em 04/11/19 20:47.

Meta é imunizar 10 milhões de cabeças de gado em todo o estado

Texto: Luiz Felipe Fernandes

Fotos: Carlos Siqueira

Foi aberta oficialmente nesta segunda-feira (4/11) a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa, em cerimônia realizada no auditório da Escola de Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Goiás (EVZ/UFG), no Câmpus Samambaia. Com o mote "Gado bom é gado vacinado", a meta é vacinar 10 milhões de animais em todo o estado. Com a imunização, a expectativa é de que Goiás chegue a 2021 sendo uma zona livre da doença mesmo sem a vacinação.

O vice-presidente do Fundo para o Desenvolvimento da Pecuária de Corte (Fundepec), Antônio Flávio Camilo de Lima, afirmou que a aftosa não causa prejuízos apenas aos rebanhos, mas também ao setor agrícola e, consequentemente, a toda a economia. Ele destacou a importância das parcerias entre os setores público e privado para repensar formas de agir e propor alternativas para a vigilância e a saúde animal.

O presidente da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), José Essado Neto, lembrou que a primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa, lançada em maio deste ano, foi responsável pela imunização de mais de 22 milhões de cabeças de gado. "Nossa responsabilidade é muito grande, mas estamos preparados e tenho certeza de que vamos ser um estado livre da doença sem vacinação", ressaltou. A necessidade de vigilância constante também foi destacada pelo superintendente federal da Agricultura em Goiás, José Eduardo de França, que lembrou da evolução do programa de vacinação desde sua criação, na década de 1960, até os dias atuais.

Aftosa

Laerte Guimarães, pró-reitor de Pós-Graduação: "parceria para a solução de problemas"

Diálogo com a Universidade

Para o pró-reitor de Pós-Graduação da UFG, Laerte Guimarães, o fato de a campanha ter sido aberta na Universidade tem um significado simbólico. "A UFG busca interlocução com o setor público, com o setor produtivo e com a iniciativa privada. Somos uma Universidade que faz pesquisa básica e aplicada e que está aberta à busca de soluções para o estado de Goiás", afirmou. A UFG possui 82 programas de pós-graduação strictu senso (mestrado e doutorado) e mais de 80 cursos de especialização lato sensu.

O secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Carlos Lima Neto, disse que os trabalhos do órgão estão alinhados ao esforço de internacionalização do mercado brasileiro, que passa pela garantia da qualidade e da segurança do rebanho. Para isso, segundo ele, é necessário ter uma agência de defesa sanitária cada vez mais fortalecida.

Aftosa

Após a cerimônia de abertura, animais da EVZ foram vacinados contra a febre aftosa

Erradicação da aftosa

Após a cerimônia, o fiscal estadual agropecuário Antônio do Amaral Leal fez uma apresentação técnica sobre a vacinação para a erradicação da febre aftosa. O veterinário traçou um histórico do programa em Goiás, que hoje atua em várias frentes, com atendimentos, inspeções, fiscalizações e vacinações. Com isso, há 25 anos o estado não tem nenhum foco da doença. Na sequência, os animais que estavam no curral da EVZ foram vacinados.

Fonte: Secom/UFG

Categorias: Notícias EVZ