Weby shortcut
Reino Unido
Carla Prado_01_capa.jpg

Da Faculdade de Nutrição para ser destaque no Canadá

Criada em 03/07/19 13:14. Atualizada em 04/07/19 17:07.

Carla Prado, ex-estudante da Fanut, comemora ter recebido o prêmio Canada's Top 40 Under 40

Texto: Caroline Pires

Fotos: Divulgação

 

Carla Prado, egressa do curso de Nutrição da UFG e atualmente professora da Universidade de Alberta - Canadá, comemora ter recebido o prêmio do Canada's Top 40 Under 40. A premiação é concedida a lideranças com menos de 40 anos que se destacaram por ideias visionárias e inovadoras. 

A professora trabalha há vários anos com a avaliação nutricional de pacientes com diversas doenças, especialmente com câncer. Sua trajetória é marcada não só pela avaliação do peso corporal desses indivíduos, a partir de dados sofisticados para avaliação de massa magra, mas também por atuar firmemente em prol de explorar a terapia nutricional como forma de tratar esses pacientes contra os males que a perda de massa muscular pode causar. “Pacientes com pouco músculo costumam ter menor tempo de sobrevida, mais chance de hospitalização prolongada pós-cirúrgica, entre outras complicações que podem ser minimizadas com as terapias adequadas”, explicou. 

Para além da pesquisa, o prêmio reconheceu a atuação de Carla Prado à frente da Human Nutricion Reseach Unit, ligada à Universidade de Alberta. O centro é um dos mais modernos desenvolvidos do mundo com o objetivo de estudar assuntos relacionados à nutrição humana. “Atuo não só na área do ensino, mas também da pesquisa e da extensão, sempre com o objetivo de alcançar a comunidade e fazer diferença na vida de cada paciente”, destacou a professora.

Saiba mais sobre o trabalho da professora Carla Prado

 

Carla Prado_02.jpg

 

Trajetória Acadêmica

Carla Prado se formou em 2004 e saiu da Faculdade de Nutrição direto para o doutorado na Universidade de Alberta no Canadá. Na UFG, a professora participou do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic), de programas de monitoria e sempre se voluntariava para ministrar aulas. “Como aluna de graduação eu sabia desde o meu segundo ano de faculdade que eu queria ser professora”, lembrou. Empenhada nisso, Carla sempre procurou se envolver com áreas que colaborarem para esse objetivo. 

Foi graças ao currículo recheado de ações de ensino, pesquisa e extensão que a professora conseguiu ingressar diretamente no doutorado e ainda conquistou uma bolsa de estudos. Após o doutorado, ela teve oportunidade de fazer pós-doutorado em instituições canadense e americana, além de ter atuado como docente na Universidade da Flórida. Atualmente, Carla Prado é professora na Universidade de Alberta, no Canadá, que figura entre umas das 100 melhores instituições de ensino superior do mundo.

Fonte: Secom/UFG

Categorias: notícias