Weby shortcut
Título de Professora Emérita - Glacy Antunes 3

Comunidade universitária reconhece Glacy Antunes como professora emérita

Criada em 11/06/19 13:00. Atualizada em 11/06/19 15:34.

Ao som de um recital, a entrega do título foi prestigiada por amigos e familiares

Texto: Michele Martins

Fotos: Pedro Gabriel

A maior parte da vida da professora Glacy Antunes de Oliveira está diretamente ligada à UFG. Aqui, ela se graduou em licenciatura em educação musical na UFG em 1974, quando foi aluna da pioneira da música em Goiás, Belkiss Spenciére. Em 1976 torna-se professora efetiva na UFG e, de 1999 a 2007, foi diretora da Escola de Música e Artes Cênicas (EMAC). Pianista premiada, também se apresentou como solista e camerista no Brasil e no exterior. Por inúmeras vezes presidiu comissões organizadoras de eventos internacionais científicos e musicais.

Na noite de ontem (10/6), sua trajetória na Universidade Federal de Goiás foi marcada por mais um reconhecimento: ela foi diplomada com a título de Professora Emérita da UFG. A cerimônia ocorreu no Centro Cultural da UFG, com a presença de amigos, familiares e autoridades do meio acadêmico, como a professora emérita Maria Lucy Veiga e os ex-reitores Milca Severino e Orlando Afonso Vale do Amaral. Esse título é concedido a professores aposentados que alcançam grande projeção por meio do seu trabalho acadêmico e científico.

Título de Professora Emérita - Glacy Antunes 3
Glacy Antunes de Oliveira foi homenageada com título de Professora Emérita da UFG

 

Representando a comunidade universitária na solenidade, a professora Geovana de Castro Carneiro caracterizou a colega como sensível, determinada e criativa. “Em busca de seus sonhos aproveitou o impulso e apoio da família, agarrou e potencializou as oportunidades que a Universidade Federal de Goiás lhe proporcionou, quer como discente, como administradora ou como pianista, por todo o Brasil e também no exterior. Fez uma verdadeira revolução na direção da EMAC. Criou cursos de graduação, especialização e mestrado. Depois de sua gestão, a Emac é considerada pelos órgãos medidores do ranking nacional, como uma das melhores escolas de música do país”, fez questão de destacar.

Com seu jeito sensível, cheio de energia e vitalidade, Glacy Antunes agradeceu emocionada a homenagem. Ao lembrar de sua história na EMAC, ela não deixou de reconhecer o apoio dos colegas docentes e técnico-administrativos. Em seu discurso ela relatou o desejo de que o Brasil alcance uma “trajetória iluminada”, na qual os direitos culturais possam efetivamente fazer parte integrante dos direitos humanos, assim como os direitos civis, políticos e sociais. “Por tais razões, devemos sim conhecer sociologia e ciências humanas, por tais razões devemos incluir arte e cultura na vida do cidadão. Que assim ampliarão conhecimentos, serão mais sensíveis, inovadores, criativos e poderão contribuir efetivamente para um Brasil melhor”, declarou a professora homenageada.

Para o atual diretor da EMAC, Eduardo Meirinhos, o exemplo da professora Glacy é motivo de orgulho e motivação, especialmente em momentos tão difíceis para a Universidade como atualmente no atual contexto político e econômico. Sobre a homenageada, ele destacou seu olhar humano, a grandeza do legado acadêmico e administrativo: “desde que passou as mãos sobre o piano, tem tocado também as vidas das pessoas”, afirmou o diretor.

Título de Professora Emérita - Glacy Antunes 4
Reitor da UFG agradeceu à professora por sua dedicação à EMAC

 

Edward lembrando que a indicação para entrega do título de professora emérita foi aprovada por unanimidade pelo Conselho Diretor, agradeceu à professora por sua trajetória dedicada à construção da EMAC, que se confunde com a história da UFG. “Essa universidade se materializou a quase 69 anos e, sem dúvida, marca todo o desenvolvimento econômico, social e cultural desse Estado. Neste espaço que hoje recebe a professora Glacy para esta homenagem, já ocorrem, em 2019, até a data de hoje, mais de 260 espetáculos de qualidade e quase todos gratuitos nas artes cênicas e música. É essa a universidade que eu gostaria que nossos dirigentes vissem”, disse. Finalizando, o reitor considerou que “se fosse definir a professora Glacy Antunes em uma palavra, essa palavra seria qualidade”.

Título de Professora Emérita - Glacy Antunes 2
Professor Carlos Henrique Costa no piano e o músico Niger Ortega na clarineta

 

Como não poderia deixar de ser, toda a cerimônia foi harmonizada com duas apresentações musicais: o Hino Nacional interpretado pelo professor Carlos Henrique Costa no piano e o músico Niger Ortega na clarineta. Além do recital com a professora da EMAC, Ana Flávia Frazão e o tenor Alexandre Vaz.

Título de Professora Emérita - Glacy Antunes 1

Fonte: Secom

Categorias: notícias