Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Cerof capa

HC inaugura área de Diagnósticos Oftalmológicos do Cerof

Por Luiz Felipe Fernandes Neves. Criada em 27/04/18 18:50.

Também foi adquirido novo equipamento de Hemodinâmica, proporcionando modernização para os serviços

Texto: Thalízia Cruvinel

Fotos: Amanda Costa

O Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (HC/UFG), vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), inaugurou nesta quinta e sexta-feira (26 e 27/04) dois importantes serviços que passaram por reforma e aquisição de modernos equipamentos. As inaugurações foram feitas durante visita do presidente da Ebserh, Kleber Morais, ao HC.

No primeiro dia foi inaugurada a nova área de Diagnósticos Oftalmológicos do Centro de Referência em Oftalmologia (Cerof) do HC e, na manhã desta sexta, o serviço de Hemodinâmica, que passou a contar com um moderno equipamento de obtenção de imagens digitais para o diagnóstico e terapêutica intervencionista em cardiologia, neurologia e cirurgia vascular periférica em adultos e crianças.

A área de Diagnósticos Oftalmológicos faz parte de um espaço de 1.423 metros quadrados, que incluiu a reforma e ampliação do térreo e do primeiro e segundo pavimentos do Cerof. A obra, que teve início em 2014, incluiu também a ampliação das salas de espera, dos setores de Arquivo e de Faturamento, reforma da área de consultórios, ampliação das áreas de Telemedicina e de Centro de Material Esterilizado e reforço da estrutura física do prédio. O investimento foi de R$ 2,5 milhões, com recursos oriundos do Programa de Reestruturação dos Hospitais Universitários (Rehuf), repassados via Ebserh, no valor de R$ 1,729 milhão, R$ 308 mil pagos via Fundahc e R$ 500 mil reais oriundos da UFG.

Cerof

O coordenador-geral do Cerof, professor Marcos Ávila, falou sobre a importância desse momento, que significa uma vitória, pois o Cerof passou por momentos difíceis, nos quais correu sérios riscos de fechar suas portas e paralisar todo o atendimento devido a problemas estruturais no prédio. "Estamos aqui hoje muito felizes, pois passamos por momentos muito difíceis. Durante dois anos fizemos nossos atendimentos em tendas montadas ao lado do prédio, pois ele ruiu e tivemos que evacuá-lo para que ele pudesse ser recomposto", ressaltou.

Marcos Ávila aproveitou a oportunidade para pedir ao presidente da Ebserh apoio para o Cerof e para a finalização da obra do novo edifício de internações do HC. "Nós estamos aqui hoje, presidente, para pedir melhores condições e estruturas para o Cerof e, em especial, para a estruturação do Centro Brasileiro de Cirurgia Refrativa, que será o primeiro a ser oferecido na rede pública de Saúde. Nós oferecemos aqui cirurgia de miopia, hipermetropia e astigmatismo sem custo nenhum para a população, em alto nível de tecnologia e com excelentes profissionais, que estão sempre produzindo e apresentando trabalhos científicos em Congressos. Portanto, os profissionais nós temos, nós só precisamos de estrutura". E acrescentou: "O projeto do novo edifício do HC é um exemplo para a saúde pública no Brasil, que irá trazer uma medicina terciária de alto nível para a nossa população".

O superintendente do HC, José Garcia Neto, citou a importância da parceria entre o hospital e a Ebserh, que tem proporcionado a realização de mutirões de atendimentos à população, como ocorreu em 2017, na cidade de Flores de Goiás, em que a equipe do Cerof participou de um mutirão de consultas oftalmológicas para a população da cidade.

O presidente da Ebserh, Kléber Morais, falou sobre a importância de a empresa trabalhar no sistema de rede e agradeceu à equipe do Cerof pela parceria que proporcionou a realização de 400 cirurgias de catarata no Instituto Benjamim Constant, no Rio de Janeiro, centro de referência nacional na área de deficiência visual. "Vocês são a prova materializada disso quando, no ano passado, eu estava com o ministro Mendonça Filho no Instituto Benjamim Constant, no Rio de Janeiro, e muito me sensibilizou ver crianças que estavam predestinadas a perderem sua visão, quando eu vi que as pessoas aprendiam a andar com bengalas e quando ouvi o relato de um médico de que existiam 400 pessoas na fila de espera por uma cirurgia de catarata. Nesse momento, eu fiz então o compromisso com o ministro da Educação de que iríamos zerar essa fila. Eu conversei com o José Garcia sobre a situação do Instituto Benjamim Constant e pedi apoio do Centro de Referência em Oftalmologia. Foi, então, firmada a parceria entre HC e Ebserh e, em uma semana, foram operadas 400 pessoas de catarata no Instituto Benjamim Constant. Essa foi a maior satisfação que tive enquanto presidente da Ebserh. Não há no país outro Centro de Referência em Oftalmologia como o de Goiás".

Cerof

Kléber Morais anunciou também a incorporação de mais um hospital à rede Ebserh - o Hospital das Clínicas de Uberlândia, que tem mais de 500 leitos, completando 40 hospitais universitários vinculados à empresa. "A Ebserh foi criada como uma solução para salvar os hospitais universitários, mas a adesão do hospital à rede tem que ser espontânea. Essa é uma questão filosófica, ou seja, quem vem para essa rede acredita que ela pode melhorar a saúde pública para o nosso Brasil", avaliou o presidente. "Nós temos uma lista de mais 17 hospitais querendo entrar para a rede Ebserh, mas temos alguns critérios e, um deles, é de que seja um hospital universitário. Esses hospitais são um marco da nossa rede, pois são referência no nosso país para as pessoas mais carentes".

O reitor da UFG, Edward Madureira Brasil, destacou a importância das parcerias da Universidade com o Ministério Público de Goiás, que esteve presente ao evento representado pelo promotor de Justiça Eduardo Silva Prego, e com a Ebserh para dar agilidade às demandas do HC. "O Ministério Público está sempre atuando no sentido de viabilizar toda a estrutura da Universidade à serviço da população. Não faz sentido termos aqui o Cerof, com toda a sua estrutura, sem atender com a sua capacidade máxima. Acredito que a Ebserh está sendo muito importante para acelerar esse processo, inclusive para a concretização do Centro Brasileiro de Cirurgia Refrativa".

Serviço de Hemodinâmica
Na manhã desta sexta-feira (27/4), Kléber Morais, juntamente com o reitor da UFG e o superintendente do HC, inauguraram também o serviço de Hemodinâmica. Foi adquirido um novo equipamento para o serviço, que proporciona imagens de alta resolução para diagnósticos e procedimentos terapêuticos de cardiologia, neurologia e cirurgia vascular em adultos e crianças.

O serviço é muito utilizado em procedimentos intervencionistas terapêuticos, como angioplastias, drenagens percutâneas, oncologia avançada, embolizações de tumores e sangramentos, além de ser essencial no tratamento de aneurismas em diversas partes do corpo. Os procedimentos são minimamente invasivos, diminuindo os riscos e oferecendo melhores resultados e qualidade de vida aos pacientes. O investimento foi de mais de R$ 2 milhões, oriundos de emendas parlamentares de deputados e senadores goianos no Congresso Nacional.

O superintendente do HC, José Garcia, ressaltou que esse é um grande avanço para o serviço, que contava com um equipamento antigo e que constantemente apresentava defeitos. "A parceria com a Ebserh tem proporcionado esses avanços por meio da viabilização de recursos para o hospital". O presidente da Ebserh, Kléber Morais, ressaltou a importância dessa parceria com os Hospitais Universitários e com as Universidades para garantir o ensino, a pesquisa e a extensão, "sem esquecer da assistência, que é tão importante para a nossa população".

O reitor da UFG elogiou a integração entre as Faculdades de Medicina, de Enfermagem e o HC, cujos diretores estavam presentes nas duas inaugurações. "Nós temos que perder os limites que separam as unidades acadêmicas dos órgãos da Universidade". Edward também destacou a importância da parceria da Universidade com a Ebserh para o HC. "Nós temos uma empresa que tem à frente uma missão, que é a gestão de 40 hospitais universitários, e um presidente que também é professor e conhece a realidade dos hospitais. Por isso, essa parceria só tem fortalecido o HC, que está a cada dia crescendo e se aparelhando mais".

O reitor anunciou ainda que está prevista a liberação de R$ 70 milhões no orçamento da União para 2018 destinados para a aquisição de equipamentos para o novo edifício de internações do HC. "Vamos batalhar para a liberação desse recurso, que irá possibilitar que possamos inaugurar o novo edifício já no início do próximo ano".

Cerof

Fonte : Secom/UFG

Categorias : Última Hora

Listar Todas Voltar