Weby shortcut
Bandeira EUA
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
capa_evento_musicoterapia

UFG promove encontro entre musicoterapeutas

Por Patricia Veiga. Criada em 12/10/17 13:09. Atualizada em 12/10/17 14:22.

Estudantes, profissionais e pesquisadores se reúnem em evento nacional realizado pela Escola de Música e Artes Cênicas 

Texto: Patrícia da Veiga

Fotos: Patrícia da Veiga e Pedro Barreto (Secom/CFCH/UFRJ), especial para Ascom/UFG

 

Até o próximo sábado (14/10) a Universidade Federal de Goiás (UFG) realiza o XVII Encontro Nacional de Pesquisa em Musicoterapia e o IX Encontro Nacional de Estudantes de Musicoterapia. Os eventos recebem estudantes, profissionais e pesquisadores de diversas partes do país (e da América do Sul) com o objetivo de discutir as perspectivas teóricas e práticas da disciplina.

Na quarta-feira (11/10), os dois encontros tiveram abertura oficial no Teatro Goiânia. Na oportunidade, o público assistiu à apresentação da Banda Pequi – orquestra de música brasileira formada a partir de um projeto de extensão que existe há 17 anos na UFG. Regida por Jarbas Cavendish, o grupo executou clássicos populares de compositores como Tom Jobim, João Bosco, entre outros.

pequiband2

Banda Pequi anima a noite de musicoterapeutas, no Teatro Goiânia

A solenidade também contou com a participação de uma mesa diretiva composta pelos organizadores do evento, por representantes de entidades e pela direção da Escola de Música e Artes Cênicas da UFG (Emac). Em nome da Reitoria da universidade, a pró-reitora de Extensão e Cultura Giselle Ottoni deu as boas-vindas aos congressistas e falou sobre a importância do momento. “O fato de dois congressos, um de estudantes e outro de pesquisadores, estarem sendo realizados conjuntamente é relevante, pois prevê a possibilidade de diálogo. Essa relação ainda vai gerar muitos frutos”, afirmou.

Conferência

Ponto alto da abertura do XVII Encontro Nacional de Pesquisa e do IX Encontro Nacional de Estudantes foi a conferência de Melissa Mercadal-Brotons, presidenta da Federação Mundial de Musicoterapia (WFMT). Ela traçou um panorama da pesquisa na área e enfatizou a importância de um trabalho profissional realizado de forma integrada com a investigação teórico-prática. “A ciência tem um papel importante na consolidação da disciplina: define direções para novas descobertas, promove reflexões sobre as práticas, contribui para que o musicoterapeuta suporte novos problemas e auxilia no enfrentamento de desafios”, pronunciou, em inglês, com a tradução de Gustavo Schultz Gattino, professor da Universidade de Aalborg (Dinamarca).

conferência_gustavo_melissa

Conferência sobre pesquisa em Musicoterapia com tradução simultânea

Conforme Melissa, “a Musicoterapia se dedica a investigar possibilidades de uso profissional da música e de seus elementos” na promoção de saúde e bem-estar de todo e qualquer sujeito. Pode estar presente em ambientes médicos, educacionais e laborais e também possui diversas abordagens. “A investigação, a prática e o ensino clínico são baseados em padrões profissionais que variam de acordo com contextos culturais, sociais e políticos”, acrescentou. Essa diversidade que marca a atuação do musicoterapeuta pode ser conferida em debates, comunicações orais, lançamentos de livros e atividades culturais que acontecem nas dependências da Emac, no Câmpus Samambaia, de quinta (12/10) até sábado (14/10).

melissa_musicoterapia

A conferencista Melissa Mercadal-Brotons, presidenta da Federação Mundial de Musicoterapia (WFMT)

Exemplo prático

Uma das atrações dos encontros de Musicoterapia é a apresentação de uma banda formada no contexto do Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credec) Professor Jamil Issy, de Aparecida de Goiânia. O Centro, criado em 2016, atua de forma multidisciplinar na tentativa de ressocializar dependentes químicos e fortalecer vínculos entre pacientes e familiares. Contando com 11 integrantes, a banda se apresenta na sexta-feira (13/10), às 10h30, no pátio da Emac/UFG.

Programação

O XVII Encontro Nacional de Pesquisa em Musicoterapia e o IX Encontro Nacional de Estudantes de Musicoterapia é coordenado pela Emac/UFG e pela Associação Goiana de Musicoterapia (AGMT), tendo apoio da Proec/UFG, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e da União Brasileira das Associações de Musicoterapia (UBAM). A programação completa pode ser conferida clicando aqui.

Fonte : Ascom/UFG

Categorias : Última Hora EMAC/UFG Enpemt Enemt musicoterapia

Listar Todas Voltar