Reino Unido
I Ciclo Internacional de Direitos Humanos - Do Isolamento à Insurgência

I Ciclo Internacional de Direitos Humanos - Do Isolamento à Insurgência

Evento

: YouTube: Magnífica Mundi

: Regional

: 25 de Junho 2020 às 16:30 a 30 de Julho 2020 às 17:00

I Ciclo Internacional de Direitos Humanos - Do Isolamento à Insurgência

Do isolamento à insurgência, ciclo internacional reflete sobre direitos humanos na América Latina

 

Equipe de Comunicação



Núcleos-e-coletivos de instituições universitárias e movimentos sociais organizaram o evento

 

Em tempos de pandemia e incertezas, instituições universitárias e movimentos sociais populares se mobilizam para debater Direitos Humanos. Trata-se do I Ciclo Internacional de Direitos Humanos - Do Isolamento à Insurgência, numa organização conjunta de 18 núcleos de pesquisa, pós-graduação e extensão sobre a temática, além do apoio de outros seis. 

O evento começa nesta quinta-feira, dia 25, com o I Seminário Reinventar Direitos Humanos em Tempos de Resistência. O prof. José Geraldo, da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília, faz a conferência de abertura. Com duas mesas semanais, terças e quintas-feiras, 17 horas, esta primeira etapa vai até o dia 29 de julho.

Após intervalo de três semanas, o ciclo recomeça com o II Seminário Internacional América Latina e suas Narrativas Insurgentes, de 25 de agosto ao final setembro, nos mesmos dias e horário. As transmissões ao vivo, por canal youtube, serão dos Laboratórios Integrados em Jornalismo Compartilhado Magnífica Mundi. As inscrições online são pelo portal Even3.com.

 

Mostra

 

       O evento, fruto de parcerias entre projetos e núcleos de universidades - com vivências, pesquisas ou mesmo pós-graduação – movimentos sociais populares, produtoras, cineclubes e comunidades, surge da necessidade de aprofundar a reflexão, pública e coletiva, sobre esses temas, bem como maneira de superar alguns limites impostos, às vezes mais severos, pelo período especial da pandemia.

Razão pela qual, além do ciclo com mesas teóricas e rodas de conversa, está sendo preparada, também, a Mostra Cinematográfica- os direitos humanos na América Latina e Caribe, a ser diluída ao longo do evento, com exibições de curtas, debates próprios e a participação de cineastas profissionais, de cineclubes populares, movimentos sociais, povos originários, quilombolas e ciganos do continente.



Parcerias

 

O I Ciclo Internacional de Direitos Humanos, portanto, tornou-se possível - enquanto ação, articulada e articuladora – graças ao esforço das instituições e grupos sociais em construir e sustentar um tipo de contribuição compartilhada, na pesquisa e extensão, apesar das adversidades acentuadas pela violência em e de governos conservadores nos últimos anos, da falta de recursos financeiros e das distâncias físicas.

Neste contexto, a primeira iniciativa, ano passado, com o encontro sobre América Latina e as narrativas insurgentes, veio de um esforço conjunto dos Laboratórios e Coletivo Magnífica Mundi (Curso de Jornalismo/UFG), Coletivo Recicla Goiás, Gwatá – Núcleo de Pesquisa em Agroecologia, da Universidade Estadual de Goiás (UEG Cidade de Goiás) e Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (NEABI).

Com vínculos à pesquisa e pós-graduação, participam da construção da atual edição ampliada do evento -  além do NEABI, Gwatá e Magnífica - o Instituto de Pesquisa de Direito e Movimentos Sociais (IPDMS); Escola Popular de Planejamento da Cidade e Laboratório Modelo de Arquitetura e Urbanismo (LAMAU), via 10caminhos, da Universidade de Integração Latino Americana (UNILA); DIVERSITAS, da Universidade de São Paulo (USP) e Universidade de Brasília (UnB).

Da mesma maneira, participam, também da organização, o Projeto Energia das Mulheres da Terra, Coletivo Recicla Goiás, Núcleo de Gira Leodegária de Jesus, Escola e Comunidade do Sertão, em Alto Paraíso, Projetos de extensão universitária Cineclube Ismael Silva de Jesus, do Instituto Federal de Goiás (IFG), Médio Araguaia - terra e território e Tanto Cerrado e Tanto Mar – Cuba-Brasil, ambos da FIC/UFG. 

As atividades contam, ainda, com o apoio dos Programas de Pós-Graduação Interdisciplinar em Direitos Humanos (PPGIDH) e em Direito Agrário (PPGDA), além do Núcleo Interdisciplinar de Direitos Humanos (NDH), todos vinculados à Universidade Federal de Goiás (UFG), Silmoê Filmes, Comissão Pastoral da Terra (CPT) e Comissão Dominicana de Justiça e Paz do Brasil. 

 

Inscrições

 

    Para ter acesso às inscrições das mesas e a programação das atividades, basta acessar o link https://www.even3.com.br/cidh2020/. Lembrando que todas as mesas dos seminários e os debates da mostra cinematográfica serão transmitidas ao vivo pelo canal YouTube, da Magnífica Mundi. Para mais informações e conteúdos na íntegra, acessar as redes sociais dos organizadores, ou a página no instagram @ciclodireitoshumanos.