Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Agro Centro-Oeste Familiar capa

Tem início maior evento da agricultura familiar da região

Por Luiz Felipe Fernandes Neves. Criada em 07/06/17 18:42. Atualizada em 07/06/17 18:46.

Agro Centro-Oeste Familiar vai até o próximo sábado (10/6), no Câmpus Samambaia da UFG

Texto: Luiz Felipe Fernandes

Fotos: Adriana Silva

A paisagem e a rotina do Câmpus Samambaia da Universidade Federal de Goiás (UFG) foram transformadas com o início da Agro Centro-Oeste Familiar 2017. A abertura do maior evento da agricultura familiar da região foi realizada nesta quarta-feira (7/6), no Centro de Eventos Prof. Ricardo Freua Bufáiçal. Até o próximo sábado, uma variada programação será oferecida gratuitamente ao público.

A coordenadora da Agro Centro-Oeste Familiar, Graciella Corcioli, destacou os números que traduzem a grandiosidade do evento: 26 instituições parceiras, cerca de mil agricultores vindos de caravanas do interior de Goiás e de outros estados e mais de uma centena de atividades, entre cursos, minicursos, palestras, mesas-redondas, workshops, dia de campo, rodas de conversa, seminário científico, rodada de negócios e exposições.

"Essas 26 instituições trabalham e acreditam na agricultura familiar como meio de promover o desenvolvimento social, econômico e ambiental do país", afirmou Graciella, destacando o esforço e o compromisso dos parceiros em levarem à frente a organização de uma feira deste porte, mesmo diante das incertezas políticas, econômicas e institucionais do país. "O Brasil é um país fundamentalmente agrícola e a grande engrenagem desse sistema é a agricultura familiar, rica em diversidade e do tamanho do Brasil", finalizou.

Agro Centro-Oeste Familiar

Banda de percussão visual Ylê apresenta hino nacional brasileiro na cerimônia de abertura da Agro Centro-Oeste Familiar

Força da agricultura familiar
Os demais componentes da mesa diretiva também destacaram a importância da agricultura familiar para o país e criticaram a postura do governo federal em relação aos trabalhadores do campo. "Aqui tem arte, tem cultura, tem vida e tem festa e isso só a agricultura camponesa pode realizar", ressaltou o diretor do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em Goiás, Gilvan Rodrigues. O coordenador-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Agricultura Familiar (Fetraf), Marcos Rochinski, acrescentou que a Agro Centro-Oeste Familiar demonstra a capacidade produtiva e a diversidade que existe no campo brasileiro.

O vice-reitor da UFG, Manoel Chaves, lembrou do papel das instituições de ensino para a formação profissional e a realização de pesquisas e de projetos de extensão rural. Ele ressaltou a iniciativa pioneira da UFG de oferecer o curso de Direito voltado para beneficiários da reforma agrária e agricultores familiares, na Cidade de Goiás. A Universidade também oferece o curso de Educação no Campo, nas Regionais Catalão e Goiás, e o curso de Educação Intercultural, na Regional Goiânia. "Este evento, portanto, sintetiza todo esse processo histórico de inclusão da UFG", concluiu.

Agro Centro-Oeste Familiar

Apresentações culturais fazem parte da programação; grupo de fiandeiras de Piracanjuba se apresentou nesta quarta (7/6)

Programação variada
Durante a feira, os visitantes poderão conferir os estandes das cooperativas familiares, além de participar de cursos que serão realizados nas salas de apoio do Centro de Eventos da UFG e de atividades práticas de campo nas dependências das Escolas de Agronomia (EA) e de Veterinária e Zootecnia (EVZ). A programação também inclui exposição e comercialização de máquinas e implementos agrícolas. Para as crianças, atividades de educação ambiental serão realizadas em uma fazendinha instalada no local. Guloseimas típicas também serão comercializadas na praça de alimentação.

A Agro Centro-Oeste Familiar é realizada desde o ano 2000. O evento surgiu como um projeto de extensão com o propósito de proporcionar oportunidades de negócios e acesso ao conhecimento. A partir de 2005, o enfoque da feira se voltou para a agricultura familiar, devido às limitações que os agricultores enfrentam, principalmente relacionadas à baixa diversificação dos sistemas de produção.

Agro Centro-Oeste Familiar

A maior feira da agricultura familiar da Região Centro-Oeste também se destaca por dar espaço à diversidade brasileira

Fonte : Ascom/UFG

Categorias : Última hora Agro Centro-Oeste Familiar

Listar Todas Voltar