Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Alaic

Pesquisadores discutem necessidade da comunicação cidadã

Por Luiz Felipe Fernandes Neves. Criada em 22/05/17 13:39. Atualizada em 22/05/17 13:40.

Mesa-redonda abriu a programação do IX Seminário da Associação Latino-Americana de Investigadores da Comunicação, realizado na FIC

Texto: Luiz Felipe Fernandes

Fotos: Ana Fortunato

A necessidade de uma comunicação democrática, cidadã e comprometida com a mudança social foi a tônica da mesa-redonda que abriu o IX Seminário da Associação Latino-Americana de Investigadores da Comunicação (Alaic), na manhã desta segunda-feira (22/5), na Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal de Goiás (FIC/UFG). O evento reúne até amanhã pesquisadores do Brasil e de outros países da América Latina para discutir temas relacionados aos estudos da comunicação.

Sob a mediação do coordenador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da FIC, professor Tiago Mainieri, a mesa-redonda teve como debatedores os professores Gustavo Cimadevilla, da Universidad Nacional de Río Cuarto (Argentina); Gabriel Kaplun, da Universidad de la República (Uruguai); e César Bolaño, da Universidade Federal de Sergipe.

Ao relatar a experiência argentina nas discussões da lei que passou a regulamentar os serviços de informação do país, Gustavo Cimadevilla criticou o que ele chamou de utopismo da academia. "Estamos atraídos por utopias que não nos fazem ser muito realistas e isso gera muitas frustrações". O professor se referia ao grupo de pesquisadores argentinos da comunicação que redigiu, no ano passado, um documento com os debates feitos a partir da nova legislação.

Cimadevilla apontou três problemas da prática acadêmica: adjetivar antes de enumerar, ou seja, não apontar dados que contextualizem o problema; discriminar antes de reconhecer; e deixar-nos seduzir por modelos e não pela realidade. "Como acadêmicos, temos que ter um papel ativo na sociedade. Não podemos ser ingênuos em pensar que vamos incidir na sociedade apenas com ideias", concluiu.

Alaic

Primeira mesa-redonda do evento discutiu as tendências das pesquisas em comunicação na América Latina

Por uma nova comunicação
Já Gabriel Kaplun traçou uma cartografia dos estudos de comunicação na América Latina, com destaque para a tendência observada inicialmente nos anos 90 de pensar uma cidadania participativa, com um público com capacidade e interesse de exercer o direito à comunicação. Kaplun lembrou que o contexto à época era de extrema desregulação. "A única política de comunicação era não fazer política de comunicação". O professor uruguaio também falou da experiência daquele país na promoção da cidadania por meio da comunicação, como as consultas públicas para concessões de radiodifusão, a política de dados abertos do governo e a lei de acesso à informação.

Para o professor César Bolaño, há necessidade de um novo programa de investigação na área da comunicação, articulando o pensamento crítico latino-americano, tendo em vista as profundas mudanças na sociabilidade impostas pela reestruturação do capitalismo. Para ele, as novas formas de mediação social e a sofisticação dos mecanismos de controle e manipulação exigem dos pesquisadores uma postura de resistência. Bolaño fez referência à crise política instalada no Brasil e arrematou: "só um pensamento social rigoroso e crítico poderá tirar a sociedade da perplexidade em que se encontra".

Alaic

Presidente da Alaic, professora Delia Druetta falou da importância de promover um espaço contínuo de reflexão na área da comunicação

Programação
A importância de discutir a pesquisa em comunicação também permeou as falas das autoridades presentes à cerimônia de abertura do IX Seminário da Alaic. A presidente da entidade, professora Delia Crovi Druetta, explicou que os seminários são bianuais, realizados nos anos em que não há o congresso da Associação. Dessa forma, a comunidade acadêmica tem um espaço contínuo de reflexão e diálogo no campo de conhecimento da comunicação.

A programação do IX Seminário da Alaic segue até terça-feira, com apresentação das pesquisas dos Grupos de Trabalho e outras duas mesas-redondas com os temas "A consolidação do campo da comunicação - pesquisas no Cone Sul da América Latina" e "Comunicação e desenvolvimento social". A programação completa está no site do evento.

Fonte : Ascom/UFG

Categorias : Última hora ALAIC 2017

Listar Todas Voltar