Weby shortcut
Reino Unido
Agente aedes

Laboratório da UFG cria jogo para ajudar no combate ao Aedes Aegypti

Criada em 26/02/16 16:24. Atualizada em 08/03/16 17:02.

Inspirado no Pac Man, o agente precisa eliminar os focos de proliferação e evitar uma epidemia Aedes Aegypti

 

Texto: Angélica Queiroz

O combate ao Aedes Aegypt é um assunto sério que tem mobilizado todo o país. Diante dessa situação, a UFG criou um game que busca contribuir para a campanha de controle do mosquito. O Laboratório de Tecnologia da Informação e Mídias Educacionais (LabTIME) desenvolveu o Agente Aedes, um jogo cujo objetivo é evitar uma epidemia de Dengue, Zika e Chicungunya.

O game é um labirinto que tem como cenário uma cidade. O agente, que no caso é o jogador, precisa percorrer as ruas dessa cidade e eliminar os focos de proliferação do mosquito: garrafas, latas, jarro de planta, pneu velho, piscina, caixa d’água, conseguir acesso em áreas privadas, dentre outras ações. O desafio no jogo é reduzir o número de focos e usar as tecnologias de combate, que vai do repelente ao mosquito transgênico.

O agente, que conta ainda com ferramentas como repelente, fumacê, cata bagulho e raquete de choque, perderá o jogo se toda a população em cena for contaminada. A intenção, segundo o coordenador do laboratório Gilson Oliveira Barreto, é que o jogo seja divulgado nas escolas para que os estudantes possam jogar e depois debater com os professores sobre as ferramentas aprendidas no jogo e, em suas casas e comunidade serem incentivados para o combate aos focos do mosquito.

O jogo já pode ser acessado pelo link www.labtime.ufg.br/agenteaedes.

Aedes jogo

 

Fonte: Ascom UFG

Categorias: Última hora LABTime Agente aedes