Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
EMC tem projeto aprovado no Programa Brafitec

Projeto da EMC é aprovado no Programa Brafitec

Por Serena Veloso Gomes. Criada em 24/12/14 10:46. Atualizada em 30/12/14 09:59.

Iniciativa prevê a mobilidade de estudantes dos cursos de Engenharia Elétrica, Mecânica e de Computação para instituições francesas

Um projeto da Escola de Engenharia Elétrica, Mecânica e de Computação (EMC) da UFG foi aprovado no edital do Programa Brafitec – biênio 2015/2016 para cooperação bilateral entre universidades brasileiras e francesas, com intercâmbio de alunos de graduação nas especialidades de Engenharia. Coordenado pelos professores Marcus Fraga Vieira e Rodrigo Lemos Pinto, o Projeto Engenharia e Saúde Cooperação Internacional para a Formação de Engenheiros para a Área da Saúde visa à formação de recursos humanos para aplicação de conhecimentos de Engenharia na área da Saúde. Além disso, prevê a troca de experiência entre pesquisadores brasileiros e estrangeiros para apoio ao desenvolvimento técnico-científico internacional.

Firmado em 2013 sem recursos financiados até então, o convênio para cooperação internacional tem o envolvimento de duas instituições brasileiras: a Escola de Engenharia Elétrica, Mecânica e de Computação (EMC) da UFG – universidade que coordena o projeto – e a Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Do lado francês, participam o Institut Mines-Télécom (IMT), representado pela École des Mines de Saint-Étienne, École des Mines d'Albi-Carmaux, Télécom Bretagne e Télécom Physique Strasbourg.

Segundo o professor da EMC e coordenador local suplente, Rodrigo Pinto Lemos, a parceria entre Brasil e França também favorece a ampliação das relações entre universidade e setor produtivo, com a transferência tecnológica, por meio de estágios, que poderão ser realizados pelos estudantes em empresas e laboratórios de pesquisa, e cooperação em pesquisas dos professores envolvidos.O objetivo dessa formação é também preparar esses estudantes com conhecimentos técnicos, habilidades gerenciais e capacidade de trabalho em equipes multiculturais para atuarem em indústrias farmacêuticas, de equipamentos hospitalares, de próteses e de materiais biocompatíveis, no tratamento de imagens médicas e com computação aplicada à saúde”, explicou Rodrigo Pinto Lemos.

École des Mines d'Albi-Carmaux

Alunos contemplados com bolsas do projeto poderão estudar na École des Mines d'Albi-Carmaux (foto) uma das instituições francesas do convênio

Com a aprovação no Programa Brafitec, o projeto receberá auxílio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para a promoção de intercâmbios, com financiamento de bolsas durante 10 meses, que incluem benefícios como auxílio moradia e seguro de vida, para que estudantes da UFG e Unicamp participem de atividades de ensino, pesquisa e extensão nas instituições francesas. Serão financiadas as mobilidades de alunos de graduação do sexto ao oitavo período dos cursos de Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica e Engenharia de Computação.

Serão disponíveis quatro vagas anuais para estudantes da UFG e quatro para estudantes da Unicamp, sendo que cada instituição francesa receberá duas vagas de intercâmbio ao ano. Os estudantes brasileiros poderão realizar um ano de sua graduação na França, enquanto estudantes franceses poderão permanecer durante o mesmo período nas universidades conveniadas do Brasil.

O Programa Brafitec também prioriza iniciativas para aproximação da estrutura e dos conteúdos curriculares, além de metodologias de ensino de ambos países. Para isso, serão realizadas missões de docentes para o acompanhamento do projeto e dos alunos. Apesar do projeto estar previsto para dois anos, as universidades parceiras já sinalizaram a intenção de renová-lo após o fim do prazo e torná-lo um programa de duplo diploma.

 

 

Fonte : Ascom UFG

Categorias : última hora Brafitec CAPES EMC

Listar Todas Voltar