Weby shortcut
Reino Unido
diretoria nepev

Assuntos do envelhecimento ganham núcleo de estudos

Por Michele Martins. Criada em 12/12/14 17:20. Atualizada em 12/12/14 17:23.

Objetivo principal é transformar conhecimento em ações de melhoria de qualidade de vida do idoso

Texto: Silvânia Lima
Fotos: Letícia Antoniosi

O tema envelhecimento sempre esteve presente em projetos e trabalhos acadêmicos de diversas áreas da UFG. Mas, agora ganham um estímulo a mais com a criação do Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão em Envelhecimento (Nepev). Resultante do esforço de diversos profissionais, com amplo apoio de instituições e entidades, o Núcleo nasce com o objetivo de aglutinar esforços e contribuir para o avanço do conhecimento nessa área.

Depois de aprovado por instâncias internas da UFG, ainda em caráter de implantação, o Nepev foi lançado oficialmente esta semana, dia 10. A cerimônia, no auditório da Biblioteca Central, contou com a presença de diversas autoridades e representantes de instituições, entidades e fóruns ligados à temática do idoso, que vieram registrar o apoio à iniciativa. O Nepev está vinculado à Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação.
Repensar os currículos de graduação e de pós-graduação, incluindo conteúdos de Geriatria e Gerontologia, fomentar a formação continuada nessas áreas, apresentar projetos de extensão que aumentem o conhecimento e qualidade de vida das pessoas idosas em Goiás são alguns dos objetivos do Nepev. Por enquanto, o Núcleo vai funcionar na sala do Centro Regional de Referência para Formação Permanente sobre Drogas (CRR), na Faculdade de Medicina.

 

mesa nepev

O evento foi aberto com uma apresentação do coral Vozes da Adufg. Na mesa solene Manoel Rodrigues Chaves, vice-reitor da UFG, que coordenou a implantação e é vice-coordenador do Nepev; Maria Zaíra Turchi, a presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg); Francisco de Assis Peixoto, Secretário de Estado da Cidadania e Trabalho; Maria Clorinda Soares Fioravant, Pró-Reitora de Pesquisa e Inovação; Carmencita Balestra, coordenadora do Conselho Estadual do Idoso do Estado de Goiás; Vanessa Santana, coordenadora geral e de pesquisa do Nepev, e Pedro Wilson, representando prefeito de Goiânia.

 

Interdisciplinar e multiprofissional – A professora Carmencita Balestra atua há 34 anos com o tema envelhecimento. Segundo ela, na UFG há resultados positivos de pesquisas, mas restritos aos grupos e que o Nepev amplia a possibiidade de resultados que resultem em melhoria da qualidade de vida para esse segmento da população. “Tratar as diferentes necessidades das diferentes velhices”, concluiu.

A coordenadora do NEPEV, Vanessa Santana, que é professora de Educação Física, informou que há cerca de 46 projetos de extensão envolvendo a temática do idoso sendo executados na UFG atualmente e, da mesma forma, diversos outros projetos de pesquisa cadastrados. “Isso mostra que esse é mesmo um movimento interdisciplinar e multiprofissional que agrega as áreas de Medicina, Educação Física, Psicologia, Assistência Social, Enfermagem, Nutrição, Musicoterapia e Comunicação, para melhor compreensão da complexidade que é o envelhecimento”, afirmou.

A presidente da Fapeg, Maria Zaíra Turchi, enalteceu a criação do Núcleo, “que nasce com a UFG na liderança, envolvendo várias instâncias”, reafirmando a apoio da Fapeg às pesquisas que envolvamao temática do idoso.

A pró-Reitora de Pesquisa e Inovação, Maria Clorinda Fioravant disse que produzir conhecimento é uma parte das funções da universidade e a outra é promover ações que mudem a vida das pessoas. Ela ressaltou a qualidade do grupo envolvido na implantação do Nepev, “Pessoas competentes, compromissadas e alegres, que fazem porque acreditam”. O vice-reitor e vice-coordenador do Nepev, Manoel Chaves, informou o Núcleo atenderá, inclusive, demandas externas, e definiu o NEPEV como um espaço mais adequado para discutir as questões do idoso.

Coordenação do Nepv - Compõem a coordenação do Nepev, profissionais das áreas de saúde, educação física, musicoterapia, psicologia, antropologia, muitos deles professores da UFG, entre ativos e aposentados. São Coordenadores e vice-coordenadores do Nepev os professores Celmo Celeno Porto (Pesquisa), Elisa Franco de Assis Costa e Isadora Crosara Alves Teixeira (Ensino), Cláudia Regina de Oliveira Zanini e Ana Luíza Lima Souza (Extensão e Cultura), Lázara Ribeiro Ferreira Lima e Maria Luíza Pinto Teixeira (Articulação com as Políticas Públicas), Luciene de Oliveira Dias e Luciana Amorim de Santana Mota (Comunicação e Relações Institucionais).

Conferência – A estruturação do Nepev foi inspirada no Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI), um dos núcleos pioneiros que funciona desde a década de 1980 na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A coordenadora do Neti, Jordelina Schier, proferiu palestra no lançamento do Núcleo da UFG. A Doutora em Enfermagem e especialista em Gerontologia foi atentamente ouvida pelo público presente ao relatar a experiência bem-sucedida do Neti.

Livro – Na oportunidade, ainda, o professor da Faculdade de Medicina, Leonardo Caixeta, lançou o livro Neuropsicologia Geriátrica - Neuropsiquiatria cognitiva em idosos. O livro é composto por uma coletânea de artigos de diversos profissionais, organizados por Leonardo Caixeta.

Fonte: Ascom UFG

Categorias: Nepev envelhecimento última hora