Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
diretoria nepev

Assuntos do envelhecimento ganham núcleo de estudos

Por Michele Martins. Criada em 12/12/14 17:20. Atualizada em 12/12/14 17:23.

Objetivo principal é transformar conhecimento em ações de melhoria de qualidade de vida do idoso

Texto: Silvânia Lima
Fotos: Letícia Antoniosi

O tema envelhecimento sempre esteve presente em projetos e trabalhos acadêmicos de diversas áreas da UFG. Mas, agora ganham um estímulo a mais com a criação do Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão em Envelhecimento (Nepev). Resultante do esforço de diversos profissionais, com amplo apoio de instituições e entidades, o Núcleo nasce com o objetivo de aglutinar esforços e contribuir para o avanço do conhecimento nessa área.

Depois de aprovado por instâncias internas da UFG, ainda em caráter de implantação, o Nepev foi lançado oficialmente esta semana, dia 10. A cerimônia, no auditório da Biblioteca Central, contou com a presença de diversas autoridades e representantes de instituições, entidades e fóruns ligados à temática do idoso, que vieram registrar o apoio à iniciativa. O Nepev está vinculado à Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação.
Repensar os currículos de graduação e de pós-graduação, incluindo conteúdos de Geriatria e Gerontologia, fomentar a formação continuada nessas áreas, apresentar projetos de extensão que aumentem o conhecimento e qualidade de vida das pessoas idosas em Goiás são alguns dos objetivos do Nepev. Por enquanto, o Núcleo vai funcionar na sala do Centro Regional de Referência para Formação Permanente sobre Drogas (CRR), na Faculdade de Medicina.

 

mesa nepev

O evento foi aberto com uma apresentação do coral Vozes da Adufg. Na mesa solene Manoel Rodrigues Chaves, vice-reitor da UFG, que coordenou a implantação e é vice-coordenador do Nepev; Maria Zaíra Turchi, a presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg); Francisco de Assis Peixoto, Secretário de Estado da Cidadania e Trabalho; Maria Clorinda Soares Fioravant, Pró-Reitora de Pesquisa e Inovação; Carmencita Balestra, coordenadora do Conselho Estadual do Idoso do Estado de Goiás; Vanessa Santana, coordenadora geral e de pesquisa do Nepev, e Pedro Wilson, representando prefeito de Goiânia.

 

Interdisciplinar e multiprofissional – A professora Carmencita Balestra atua há 34 anos com o tema envelhecimento. Segundo ela, na UFG há resultados positivos de pesquisas, mas restritos aos grupos e que o Nepev amplia a possibiidade de resultados que resultem em melhoria da qualidade de vida para esse segmento da população. “Tratar as diferentes necessidades das diferentes velhices”, concluiu.

A coordenadora do NEPEV, Vanessa Santana, que é professora de Educação Física, informou que há cerca de 46 projetos de extensão envolvendo a temática do idoso sendo executados na UFG atualmente e, da mesma forma, diversos outros projetos de pesquisa cadastrados. “Isso mostra que esse é mesmo um movimento interdisciplinar e multiprofissional que agrega as áreas de Medicina, Educação Física, Psicologia, Assistência Social, Enfermagem, Nutrição, Musicoterapia e Comunicação, para melhor compreensão da complexidade que é o envelhecimento”, afirmou.

A presidente da Fapeg, Maria Zaíra Turchi, enalteceu a criação do Núcleo, “que nasce com a UFG na liderança, envolvendo várias instâncias”, reafirmando a apoio da Fapeg às pesquisas que envolvamao temática do idoso.

A pró-Reitora de Pesquisa e Inovação, Maria Clorinda Fioravant disse que produzir conhecimento é uma parte das funções da universidade e a outra é promover ações que mudem a vida das pessoas. Ela ressaltou a qualidade do grupo envolvido na implantação do Nepev, “Pessoas competentes, compromissadas e alegres, que fazem porque acreditam”. O vice-reitor e vice-coordenador do Nepev, Manoel Chaves, informou o Núcleo atenderá, inclusive, demandas externas, e definiu o NEPEV como um espaço mais adequado para discutir as questões do idoso.

Coordenação do Nepv - Compõem a coordenação do Nepev, profissionais das áreas de saúde, educação física, musicoterapia, psicologia, antropologia, muitos deles professores da UFG, entre ativos e aposentados. São Coordenadores e vice-coordenadores do Nepev os professores Celmo Celeno Porto (Pesquisa), Elisa Franco de Assis Costa e Isadora Crosara Alves Teixeira (Ensino), Cláudia Regina de Oliveira Zanini e Ana Luíza Lima Souza (Extensão e Cultura), Lázara Ribeiro Ferreira Lima e Maria Luíza Pinto Teixeira (Articulação com as Políticas Públicas), Luciene de Oliveira Dias e Luciana Amorim de Santana Mota (Comunicação e Relações Institucionais).

Conferência – A estruturação do Nepev foi inspirada no Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI), um dos núcleos pioneiros que funciona desde a década de 1980 na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A coordenadora do Neti, Jordelina Schier, proferiu palestra no lançamento do Núcleo da UFG. A Doutora em Enfermagem e especialista em Gerontologia foi atentamente ouvida pelo público presente ao relatar a experiência bem-sucedida do Neti.

Livro – Na oportunidade, ainda, o professor da Faculdade de Medicina, Leonardo Caixeta, lançou o livro Neuropsicologia Geriátrica - Neuropsiquiatria cognitiva em idosos. O livro é composto por uma coletânea de artigos de diversos profissionais, organizados por Leonardo Caixeta.

Fonte : Ascom UFG

Categorias : Nepev envelhecimento última hora

Listar Todas Voltar