Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Ponto de ônibus

UFG aborda o tema violência em pesquisa interna

Por Júlia Mariano. Criada em 07/11/14 15:10. Atualizada em 28/11/14 16:17.

Equipes se revezam nas entrevistas de campo em todas as regionais da UFG

Texto: Silvânia Lima

A UFG está empenhada na construção da sua política de segurança e informação. Para tanto a instituição desenvolve uma série de projetos e ações que busca abarcar as necessidades da comunidade em todas as Regionais. Um dos projetos que visam subsidiar esse trabalho é uma ampla pesquisa sobre violência, cuja fase de entrevistas de campo já começou, em todas as regionais da UFG.

A pesquisa intitulada Violências, conflitos e crimes: subsídios para a formulação da política de segurança da UFG dará a oportunidade da instituição conhecer os tipos, níveis e como se dá a violência em seus espaços de convivência. Por meio da abordagem objetiva-se, ainda, conhecer a opinião e colher sugestões da comunidade para minimizar as situações de violência.

A investigação está sendo feita por meio de entrevistas em profundidade, com pessoas representativas da comunidade escolhidas por sorteio eletrônico; grupos focais, com segmentos específicos; e a aplicação de questionários junto aos segmentos dos servidores docentes e técnico-administrativos, dos discentes e dos terceirizados de toda a instituição. Para tanto, diversas equipes se dirigem às Regionais Catalão, Cidade de Goiás e Jataí, além dos Câmpus Samambaia e Colemar Natal e Silva, da Regional Goiânia. A pesquisa de campo deve se estender até a primeira semana de dezembro.

Cerca de 40 pessoas estão envolvidas no trabalho, sob a coordenação-geral de Dijaci David de Oliveira, Diretor da Faculdade de Ciências Sociais (FCS), com o envolvimento direto do Núcleo de Estudos sobre Criminalidade e Violência (Necrivi/ FCS) e do Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas em Direitos Humanos (NDH), ligado à Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (PRPI).

A investigação está estruturada em três frentes de trabalho, todas em andamento: a primeira faz o levantamento bibliográfico e de pesquisa em todas as universidades brasileiras, com o objetivo de conhecer estudos semelhantes em âmbito universitário; a segunda realiza levantamento quantitativo e qualitativo sobre o registro de ocorrências nas quatro Regionais da UFG (Catalão, Cidade de Goiás, Goiânia e Jataí) e na Ouvidoria; e, por fim, a pesquisa qualitativa junto aos diversos segmentos da comunidade universitária.

Ações – A administração da UFG busca envolver a comunidade no debate sobre violência na universidade. Em agosto, foi realizada uma ação no Bosque Auguste Saint-Hilare, intitulada Diz Aí?!, que oportunizou manifestações sobre a reserva natural do Câmpus Samambaia. Em setembro, houve o pré-teste da pesquisa sobre violência na UFG, que está acontecendo agora. No início de 2015, está previsto um seminário aberto para discutir os resultados da pesquisa e a formulação de propostas sobre o tema.

Clique aqui e confira a matéria no Jornal UFG sobre o assunto.

 

 

Fonte : Ascom UFG

Categorias : violência última hora pesquisa

Listar Todas Voltar