Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
noticia5957.jpg

Servidor da UFG lança livro sobre poesia goiana

Por Agnes Dias. Criada em 02/03/10 02:05.
Geraldo Pereira, técnico-administrativo do Museu Antropológico, lançará seu quinto livro dia 4 de março

Por Marcela Guimarães (Ascom/UFG)

Foto: Carlos Siqueira

 

Diálogo poético é a proposta do autor Geraldo Pereira, no livro Pescando versos graúdos em águas goianas. O poeta e servidor técnico-administrativo da UFG lançará a obra na próxima quinta-feira, a partir das 20h, no Salão de Eventos do SESC, localizado no Setor Central. Na ocasião, serão homenageados o poeta José Mendonça Teles e o presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás, José Evaristo do Santos, além da apresentação da cantora lírica Vieira da Anunciação.

Pescando versos graúdos em águas goianas trata da poesia regional de uma forma diferenciada, dialogando entre as obras e a própria linguagem poética do autor. Ao todo, 245 poetas e poetisas do estado foram homenageados na obra de Geraldo Pereira. Segundo o escritor, o livro abrange desde artistas reconhecidos como Augusta Faro, Brasigóis Felício, Cora Coralina, Darcy França Denófilo, Gilberto Mendonça Teles, Goiamério Felício, José Mendonça Teles e Miguel Jorge, até iniciantes e artistas que ainda não têm livros publicados. Alguns, inclusive, também integram o quadro de servidores técnico-administrativos da UFG. “Os poemas de diversos autores goianos tornaram-se combustível para que o motor poético de Geraldo Pereira possa funcionar”, explicou Geraldo Pereira.

Esse é o quinto livro do poeta e o segundo publicado no formato de intertextualidade com outros autores. A ideia partiu da primeira publicação de Geraldo, Pescando peixes graúdos em águas brasileiras, que apresenta a mesma proposta para tratar da poesia produzida por autores  de todo o Brasil. De acordo com Geraldo, a proposta tem o objetivo de levar o público, principalmente a juventude, a observar que, na poesia goiana, existe uma gama de artistas, não se restringindo somente a Cora Coralina. De maneira pedagógica, quando títulos ou partes de poemas dos outros autores aparecem no livro, estes têm a grafia destacada para auxiliar o leitor na busca dos poemas originais.

Um exemplo são os versos abaixo, que homenageiam Goiamérico Felício, poeta e professor da Faculdade de Comunicação e Biblioteconomia (Facomb/UFG):

“Mesmo ‘Solitário’ o Poeta é solidário e inventa
O alimento para saciar a fome do homem:
‘A dor do próximo / é visível em mim’.”

Para Goiamérico, Geraldo Pereira é um dos poucos poetas goianos que lê a produção dos colegas. “O poeta Geraldo foi muito inventivo com o livro. Na medida em que ele presta homenagem aos poetas goianos faz um levantamento histórico da poesia de Goiás, colocando um painel diacrônico de toda uma produção poética que, não raro, fica relegada ao esquecimento. E ele faz isso poeticamente”, comentou o professor.

Com três livros publicados, o poeta Frederico Luis Domingues Bittencourt foi outro homenageado em Pescando versos graúdos em águas goianas. Esse autor, que divide o exercício da advocacia com a docência na Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), além de desempenhar funções como  servidor técnico-administrativo na Pró-reitoria de Graduação da UFG, contou que o contato com Geraldo Pereira vem desde a publicação de seu primeiro livro, Ensaios Poéticos, quando Geraldo escreveu o texto de orelha.

Além dessa obra, o livro de Geraldo contém versos da publicação infanto-juvenil Dorinha, a poetiza. Segundo Frederico Bittencourt, o corpus literário de suas obras são as relações humanas, valores sociais e religiosidade, cumprindo com a recomendação de Horácio, poeta grego da Antiguidade, de que é preciso, ao mesmo tempo, deleitar e ensinar o leitor. “A ideia de Pescando versos graúdos em águas goianas é extremamente rica, em razão da proposta da intertextualidade que enfeixa as várias tendências literárias pelo viés do poeta Geraldo Pereira”, opinou Frederico.

A publicação do livro foi possível graças a um acordo com a Editora Kelps, que bancou a impressão de 1.000 exemplares e terá direito exclusivo de vendas sobre metade desse número. Além da editora e do SESC, Geraldo Pereira contou com o apoio de outro servidor da UFG, Cleomar Gomes Nogueira, lotado na Assessoria de Comunicação (Ascom/UFG), que foi o diagramador da obra. Os exemplares de Pescando versos graúdos em águas goianas serão vendidos nas livrarias parceiras da Editora Kelps e diretamente com o autor, por meio do telefone 9136-0950 ou pelo e-mail geraldopereirapoeta@hotmail.com.

 

Fonte : Ascom/UFG

Categorias : Literatura

Listar Todas Voltar