Reino Unido
dica do servidor

O que você tem feito pela sua saúde mental?

Em 13/10/20 09:42. Atualizada em 13/10/20 09:44.

Siass realiza uma série de atividades remotas de acolhimento do servidor

Kharen Stecca

Você tem cuidado de sua saúde mental durante o período que estamos vivendo? Com a diminuição da socialização devido ao distanciamento social, o trabalho remoto e também o medo de contrair a Covid-19, muitas pessoas têm sentido um aumento da ansiedade, angústia, entre outros sintomas que precisam ser considerados.
O servidor da Secretaria de Comunicação, Leonardo Rézio mostra sua preocupação: “Como estou também fazendo doutorado, minhas horas em frente à tela ficaram cada vez maiores. Então, às vezes, tenho a sensação que passo o tempo inteiro on-line. Tento me desconectar, fazer outras coisas, para que possa me manter bem. Procuro dormir bem, uso alguns recursos não medicamentosos como florais e tenho tido acompanhamento psicológico desde antes da pandemia, mas resolvi manter porque considero um suporte neste momento.”
A servidora da Ouvidoria da UFG, Vanessa Cunha, também está tendo acompanhamento individual psicológico durante a pandemia. “Tenho praticado o pilates, sempre busquei praticar meditação e tenho tentado controlar meus horários de trabalho para não exceder as horas e também para fazer pausas durante o expediente para alongar e respirar”, explica Vanessa. Ela também ressalta que, por volta dos 4 meses de isolamento social, começou a buscar grupos de apoio que auxiliam muito na saúde mental.
A equipe do Siass tem realizado algumas rodas de conversa com servidores tanto sob demanda de departamentos, quanto em horários pré-definidos para acolhimento psicológico, como a atividade “Como vai você?” que ocorre nas segundas, às 17 horas, no link do Google Meet. “Esses grupos têm demonstrado o quanto é importante essa interação. Existe uma energia que um trás pro outro. Nós somos seres relacionais e criados para viver em sociedade. Por mais que a tecnologia nos ajude, ela não consegue dar essa mesma energia. É mais difícil engajar. Talvez nós não tivéssemos ideia disso antes. Estamos sentindo falta do laço social e nem sempre percebemos”, afirma Damaris.
Damaris ressalta que é preciso buscar nosso equilíbrio emocional: “Muitas pessoas não têm sensibilidade com relação ao seu corpo físico. Às vezes não têm repertório verbal para descrever seus sentimentos e essa não expressão causa o sofrimento e, posteriormente, o adoecimento físico e mental”. Ela conta que demandas diversas chegam à equipe: angústia de pessoas que tiveram Covid-19; pessoas que têm dificuldade com o uso da tecnologia; dificuldades de ver que alguns colegas trabalham mais ou menos. Mas ela considera que o resultado tem sido bom: “Os que chegam até nós saem um pouco mais educados emocionalmente para encarar seus desafios”. Nesse sentido, as ações em promoção de saúde têm contado com treinamentos baseados no programa Cultivando o Equilíbrio Emocional, no qual o psicólogo Robert Veras é certificado: "A boa notícia desse programa e de outros em educação emocional é que o equilíbrio emocional é uma competência que pode ser ensinada em contextos formais de educação", explica.

Atividades do Saudavelmente na pandemia

O Programa Saudavelmente da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE /UFG) atende estudantes da UFG em saúde mental. Durante a pandemia, o Programa Saudavelmente está disponibilizando, em caráter excepcional, atendimento psicológico e psiquiátrico, durante a quarentena contra a Covid-19, a servidores (docentes e técnicos) que estiverem com Covid-19, pelo email: saudavelmenteprae@ufg.br.
O programa continua oferecendo atendimento psicológico e psiquiátrico durante a quarentena contra a Covid-19 para estudantes. Todos os atendimentos são remotos, a não ser em casos excepcionais a serem avaliados pela equipe. Estudantes que já eram atendidos e que continuam necessitando do atendimento podem procurar suas respectivas terapeutas.
Estudantes que se encontram em crise podem solicitar plantão psicológico, somente via o WhatsApp do Programa: 62-3209-6243. O plantão é um atendimento emergencial oferecido pelas psicólogas. Assim que for possível, a psicóloga de plantão entra em contato com o estudante que solicitou. Nesse atendimento, poderá ser avaliada a necessidade de continuidade em sessões posteriores. O estudante que já foi atendido em plantão poderá solicitá-lo novamente em outro momento, caso necessite. No plantão e no atendimento regular, será avaliada a necessidade de avaliação psiquiátrica, com possível encaminhamento.

Outras atividades do Saudavelmente:

Encontros Saúde Mental e ensino remoto: todas as sextas, às 18 horas, no canal do YouTube UFGOficial.

Aulas de alongamento para a comunidade da UFG. Toda sexta, às 16 horas, no link http://meet.google.com/zsn-pkwk-jcd

E quem é da Regional Goiás?


A Regional Goiás também possui atendimento psicológico para estudantes, por meio da Coordenação de Assuntos da Comunidade Universitária (CCOM). Para solicitar atendimento é preciso enviar um e-mail para lyrismeruvia@ufg.br . No e-mail é preciso informar nome completo, curso, período, número de matrícula e horários disponíveis. O atendimento está sendo feito remotamente. Em casos específicos, é possível o atendimento presencial.

saúde mental

Link do vídeo One Meditation

Link das atividades Siass

Fonte: Secom UFG

Categorias: NOTÍCIAS dica do servidor Campanha