Reino Unido
 CAMAPANHA_CARD.jpg

UFG lança campanha para inclusão digital de estudantes

Em 14/07/20 11:49. Atualizada em 21/07/20 09:47.

Universidade e Associação de Egressos e Egressas da UFG contam com a colaboração da sociedade para minimizar impacto da pandemia na educação superior

Texto: Caroline Pires

 

Em busca de continuar garantindo e fortalecendo os pilares da Educação Superior gratuita, laica e qualidade, a UFG, em parceria com a Associação de Egressos e Egressas da UFG, lança uma grande campanha de inclusão digital. Denominada UFG ID, o objetivo é mobilizar a sociedade para contribuir com equipamentos eletrônicos ou doações financeiras para a disponibilização de cerca de 5 mil computadores e tablets que possam atender às necessidades educacionais de grande parte dos estudantes da UFG durante a pandemia. As doações podem ser feitas pela conta Banco do Brasil  Ag: 1242-4 CC: 47.930-6 Fundação Rádio e Televisão Educativa e Cultural  Cnpj: 01.517.750/0001-06 (confira infográfico explicativo de como transferir) ou os equipamentos entregues  CEMEQ - Centro de Manutenção de Equipamentos da UFG - Campus Samambaia ou EMC/UFG - Escola de Engenharia Elétrica, Mecânica e de Computação - Campus Colemar Natal e Silva. No ato da doação é necessário preencher um formulário

O reitor da UFG, Edward Madureira Brasil, entende que, diante da impossibilidade de retomada das atividades acadêmicas presenciais, por conta da pandemia da Covid-19, a Universidade se vê na obrigação de adotar medidas para que o prejuízo da comunidade estudantil seja reduzido. Consciente da fragilidade econômica da grande maioria dos estudantes da UFG, o reitor defende que a sociedade como um todo deve se mobilizar para encontrar a melhor saída para esta situação. “Hoje, na UFG, três em cada quatro estudantes se enquadram nos critérios de baixa renda. E entre estes três, um é de baixíssima renda. Temos que criar alternativas para conseguir enfrentar esta desigualdade”, considera. O Conselho Universitário aprovou a retomada das do semestre letivo 2020-1 a partir do dia 31 de agosto.

Diante desta realidade de assimetria de acesso à internet e equipamentos eletrônicos vividos no Brasil, e trazidos à tona pela pandemia, o presidente da Associação de Egressos e Egressas da UFG, Eliomar Pires Martins, defende a união de diversos setores da sociedade em prol da universidade pública. “Estamos trabalhando para o estabelecimento de parceria com organizações da sociedade civil organizada visando a arrecadação e apoio para que a meta estipulada de arrecadação de equipamentos eletrônicos seja suficiente para atender a comunidade da universidade”, afirmou. 

Egresso da turma de Direito da UFG de 1984, o presidente lembra que mais de 100 mil pessoas já passaram pela universidade ao longo dos seus quase 60 anos de história e que a associação conta também com eles para participação na campanha de arrecadação. “A campanha é acima de tudo humana e quer atuar onde o estado está omisso”, concluiu.

O projeto Sempre UFG é apoiador da ação realizada pela Associação de Egressos e Egressas da UFG e se colocou à disposição para colaborar com a divulgação. “Iremos entrar em contato com os egressos que estão cadastrados na plataforma da Sempre UFG para conseguir mobilizar o maior número de doações possíveis”, destacou a prof.ª Thalita Sasse, coordenadora do projeto.

 acesse o formulário.jpg

Atendimento emergencial aos estudantes

A Pró-reitoria de Assuntos Estudantis (Prae/UFG) implementou o Plano Emergencial de Conectividade destinado a atender estudantes da graduação presencial que se declarem sem condições financeiras para ter acesso à internet, que apresentem renda bruta mensal familiar per capita menor que um salário mínimo e meio e que estejam matriculados em disciplinas que sejam realizadas com Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDICs). Os estudantes selecionados irão receber o valor de 50 reais mensais por um período de seis meses para desenvolver suas atividades acadêmicas. 

Além disto, a resolução 27/2020 do Conselho Universitário abriu a possibilidade para a que estudantes de baixa renda da universidade possam utilizar os equipamentos de informática da UFG para apoio à realização de atividades acadêmicas remotas durante a pandemia de Covid-19. 

 

Atuação da UFG na pandemia

Desde março de 2020, quando teve início a pandemia do novo coronavírus, a UFG tem desempenhado inúmeras ações para o enfrentamento da crise sanitária. Com ações que são desde a assistência social, com o UFG Solidária, passando pela criação de uma rede de laboratórios para testagem da população e a produção de milhares de equipamentos de proteção individual, a universidade tem retribuído a sociedade os investimentos recebidos.

Eliomar Pires Martins ressaltou que mesmo diante do cenário de desmonte da educação superior, a UFG tem mostrado a cada dia mais a sua força, especialmente durante a pandemia. “No último ano tivemos a reação forte da comunidade universitária e da sociedade que conseguiu fazer com que a universidade sobrevivesse”, lembrou. Segundo ele, é cada vez mais urgente que a união para defender o investimento na universidade pública e garantir o acesso igualitário a ela. 

 

 UFGID_infográfico.jpg

Fonte: Secom/UFG

Categorias: Notícias Reitoria