Reino Unido
UFG em casa

Conheça a plataforma UFG em casa

Em 08/06/20 16:29. Atualizada em 11/06/20 22:39.

Pensada também para smartphones ela traz informações que permitem realização de atividades autorizadas pelo Conselho Universitário na UFG

Kharen Stecca

A Universidade Federal de Goiás lançou no início de junho a plataforma UFG em Casa. O site reúne informações para estudantes, professores e técnicos para realização de atividades remotas, com ações específicas para cada um dos segmentos, como orientações e tutoriais para realização das atividades que foram autorizadas nas resoluções Consuni 19 e 22/2020. Também para os docentes existem orientações e oportunidades de capacitação. O site traz informações para o Cepae, Graduação, Pós-graduação, Extensão e Cultura e documentos relativos às normas de cada uma das áreas. Segundo o Secretário de Tecnologia e Informação da UFG, Leandro Oliveira, o papel do site neste contexto é unificar os entendimentos e organização das informações em um único local para facilitar o acesso a informação de toda a comunidade universitária.
Os materiais vão desde orientações sobre como usar adequadamente os ambientes digitais, passando por indicações de cursos de capacitação em ambientes virtuais de aprendizagem e outras ferramentas, dicas de orientação de uso de ferramentas, repositórios de objetos educacionais, documentos oficiais referentes às ações da Universidade e contatos de suportes para a comunidade que tiver dificuldade de acessos e usos no período.
Segundo o coordenador de Inovação do Centro Integrado de Aprendizagem em Rede da UFG, Wagner Bandeira, o site UFG em casa surgiu a partir das discussões do Grupo de Trabalho sobre Tecnologias de Informação e Comunicação na UFG, mais especificamente no subgrupo que estava responsável pelas discussões sobre as Tecnologias. A professora Daniela Lima, da Faculdade de Educação, trouxe a proposta que foi prontamente aceita pelo grupo e desenvolvida pelos demais componentes. A partir daí criou-se um grupo específico para o desenvolvimento do site, composto por membros do GT, mais representantes do CIAR, da SETI e da SECOM. A ideia era criar um canal de acesso à comunidade acadêmica que servisse como um centro de apoio às ações emergenciais durante o isolamento demandado pela pandemia da Covid-19.
Wagner também destaca que o siteteve como foco principal de desenvolvimento o perfil do usuário obtido por pesquisas realizados pelo próprio GT, em que se observa a predominância pelo uso de dispositivos móveis (celular) e com conexão limitada. Isso resulta em uma proposta simples, objetiva e que pode ser muito bem acessado por usuários de smartphones. Também foram observados aspectos mínimos de acessibilidade, visando usuários com deficiências e necessidades especiais. Algumas soluções nesse sentido ainda devem ser implementadas de modo a melhorar ainda mais a experiência dos usuários, ressalta Wagner.

Para conhecer a plataforma acesse https://ufgemcasa.ufg.br

UFG em casa

Fonte: Secom UFG

Categorias: Notícias SeTI Ciar Coronavírus