Weby shortcut
Reino Unido
Estudantes da UFG vencem concurso apoiado pelo Google 2

Estudantes da UFG vencem concurso apoiado pelo Google

Criada em 11/11/19 16:00. Atualizada em 11/11/19 17:04.

Grupo criou um guia para abordar questões raciais no ambiente escolar

A Coletiva Adélias, grupo formado por uma estudante e uma egressa do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Goiás (UFG) e duas egressas do curso de jornalismo da PUC Goiás, teve um projeto premiado no concurso promovido pelo SaferLab - um laboratório de ideias apoiado pela Unicef Brasil, Google.org, e realizado pela ONG Safernet Brasil, que apoia o protagonismo de jovens na criação de projetos que ajudem melhorar o ambiente da internet, promovendo mais diálogo e respeito à diversidade.

Estudantes da UFG vencem concurso apoiado pelo Google 2
Coletivo Adélias é formado por comunicadoras negras

 

O “Tela Preta”, projeto da Coletiva Adélias, é um guia para abordar questões raciais no ambiente escolar. Por meio do guia, professores do ensino médio conseguem construir planos de aulas baseados em vídeos de youtubers negros selecionados e organizados em quatro grandes áreas para debates educativos, com temas como o racismo no Brasil, o futuro para a comunidade negra e a cultura negra. O projeto segue as diretrizes e conteúdos previstos na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para a educação escolar no Brasil. 

SaferLab

Como finalistas do concurso, as estudantes passaram por três etapas de formação nas quais receberam  informações e recursos para criar projetos relevantes nas áreas de Direitos Humanos na internet, técnicas práticas de narrativas e produção de conteúdo online. Durante o processo, que durou cerca de um ano, os finalistas receberam orientações para ajustar os projetos até a última etapa, que terminou com a escolha dos melhores protótipos a receberem financiamento para serem implementados. 

Estudantes da UFG vencem concurso apoiado pelo Google  1

O lançamento do Guia 

O lançamento do guia Tela Preta será realizado em duas etapas: 

  1. No dia 18 de novembro, na Assembleia Legislativa de Goiás, será realizado o Seminário Contra o Discurso de Ódio, às 15h.  Foram convidados para o evento, educadores, estudantes e parlamentares.
  2. No dia 20 de novembro, ocorre a Festa de Lançamento do guia Tela Preta com roda de conversa, shows e exposições artísticas. 

O seminário

Em 2019, a Lei 10.639/2003, que instituiu o ensino de história e cultura afrobrasileira no ensino médio e fundamental de escolas públicas e privadas, completa quinze anos. O Seminário Contra o Discurso de Ódio tem o objetivo de fortalecer a implementação da Lei nas instituições de ensino como estratégia no combate ao racismo. O evento é realizado pela Coletiva Adélias, em parceria com o mandato do Deputado Estadual Antônio Gomide, e possui o apoio da Pró Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis da Universidade Estadual de Goiás (UEG) e do Movimento Negro Unificado (MNU Brasil). 

A Coletiva Adélias

O nome da coletiva é uma homenagem a Adélia Sampaio, a primeira cineasta negra do Brasil, filha de empregada doméstica. Ela dirigiu seis filmes e produziu setenta. A Coletiva Adélia é composta por mulheres negras comunicadoras para gerar oportunidades e inspirar jovens. 

Quem faz

Ana Amélia Ribeiro

Diagramadora e ilustradora, Ana Amélia é formada em Jornalismo pela PUC-GO e em História da Arte pelo Itego Basileu França. Ganhou o 3º Melhores da Comunicação PUC-GO na categoria Infográfico e o prêmio Aparecida ao seus Olhos do Eita Projetos - Grupo Jaime Câmara. Já participou de exposições fotográficas em Goiânia. 

Caroline Brandão 

Caroline Brandão é jornalista formada pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e escritora de romances. É bailarina, pesquisa imprensa feminina, mulheres e religião, participou como jornalista política do 4º Politizar. 

Janaína de Oliveira 

Janaína de Oliveira é estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Goiás (UFG). É atriz, produtora audiovisual na TV UFG e já coordenou equipes de jornalismo político no 2º e 3º Politizar. Realiza pesquisas na área de jornalismo compartilhado; gênero e raça. Em 2018, ganhou o 3º lugar do 10º Prêmio CBN de Jornalismo Universitário. Em 2019, o blog “Correspondentes” ganhou no Expocom o título de melhor produto de webjornalismo do Centro-Oeste. 

Narelly Batista 

Narelly Batista é jornalista, produtora cultural e bailarina. Formada pela PUC-GO em 2014, trabalhou na Rádio Difusora de Goiânia. Desde 2013 é colaboradora em projetos a favor dos povos originários do Brasil (grupos indígenas, comunidades tradicionais, quilombolas e outros) na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge. Seu projeto de conclusão de curso, o livro-reportagem "Nós, Mulheres do Silêncio" foi premiado em 2013 pela Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural do MINC. Atualmente é assessora parlamentar na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás. 

Fonte: Coletiva Adélias

Categorias: notícias