Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
turchi

Celina Turchi recebe Medalha Nacional do Mérito Científico

Por Mariza Fernandes Santos. Criada em 22/10/18 14:28.

A honraria é a mais importante condecoração na área científica e tecnológica do Brasil

A professora aposentada Celina Maria Turchi Martelli, do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública da Universidade Federal de Goiás (IPTSP/UFG), foi admitida na Ordem Nacional do Mérito Científico, na classe Comendador. Na última quarta-feira (17/10), os novos membros da Ordem receberam a Medalha Nacional do Mérito Científico e o diploma da Ordem ao Mérito Científico 2018, em uma solenidade realizada no Salão Nobre do Palácio do Planalto, em Brasília.

turchi

A honraria é a mais importante condecoração na área científica e tecnológica do Brasil. A medalha, instituída em 1993, reconhece cientistas e personalidades, nacionais e estrangeiras, por suas contribuições ao desenvolvimento da ciência e da tecnologia no País. Além da professora Celina  Maria Turchi, o professor  José Alexandre Felizola Diniz Filho, do Departamento de Ecologia do Instituto de Ciências Biológicas (ICB/UFG), também recebeu a honraria.

Ordem Nacional do Mérito Científico

A Ordem Nacional do Mérito Científico (ONMC) foi instituída pelo Decreto nº 772/1993 e possui duas classes: comendador e grã-cruz. Já a Medalha Nacional do Mérito Científico é destinada a pessoas jurídicas para premiar serviço ou trabalho de relevância na área.

Os indicados podem ser sugeridos pelos membros do Conselho da Ordem, pela Academia Brasileira de Ciências (ABC) e por qualquer autoridade ligada à área de ciência, tecnologia e inovação. O Conselho da Ordem, formado pelos ministros da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – que o preside na qualidade de Chanceler da Ordem –; das Relações Exteriores; da Indústria, Comércio Exterior e Serviços; e da Educação, resolveu que serão admitidos até 40 agraciados em cada classe da Ordem e concedidas igual número de medalhas.

O mérito das indicações é analisado por uma comissão técnica composta por representantes do MCTIC, ABC, Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). O parecer do colegiado será submetido ao Conselho da Ordem, que, por sua vez, encaminhará as sugestões ao presidente da República, responsável pela concessão das insígnias.

Celina Maria Turchi Martelli

A professora Celina Maria Turchi Martelli foi considerada uma das cem pessoas mais influentes do mundo pela revista Time e, em maio de 2018, foi eleita como membro titular da Academia Brasileira de Ciência. Graduada em Medicina pela Universidade Federal da Goiás, com mestrado em epidemiologia pela London School of Hygiene & Tropical Medicine/UK e doutorado pelo Departamento de Medicina Preventiva da USP, Celina Maria Turchi é, atualmente, pesquisadora no Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães – Fiocruz/Pernambuco, onde coordena o Grupo de Pesquisa da Epidemia de Microcefalia (Merg), que desenvolve o primeiro estudo caso-controle que relaciona o vírus Zyka ao achado clínico.

Em novembro de 2017, Turchi foi condecorada com o andamento do processo de Professora Emérita da UFG. Na última quinta-feira (19/10), ela recebeu o título de Doutora Honoris Causa da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO).

Categorias : Notícias

Listar Todas Voltar