Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Destaque IEL 2018.png

Egresso da UFG vence Prêmio IEL 2018

Por Caroline Pires. Criada em 13/09/18 09:58. Atualizada em 13/09/18 09:58.

Henrique Carvalho de Oliveira desenvolveu projeto que usa drone para fazer topografia

Na noite de ontem, 12/9, Henrique Carvalho de Oliveira, recém-formado no curso de Engenharia Civil da UFG, recebeu o 1º lugar do Prêmio IEL de Estágio. O ex-aluno desenvolveu um projeto, que usa drones para fazer topografia, foi considerado o melhor do Brasil. Henrique desenvolveu, por meio do Programa de Estágio do IEL/GO, na Siga Engenharia e Energia, o projeto Uso de drone no levantamento planialtimétrico de centrais geradoras hidrelétricas (CGHs). A cerimônia de premiação foi realizada na noite de quarta-feira (12), no Teatro Sesi, no Setor Santa Genoveva, em Goiânia.

"Ganhar este prêmio é uma emoção indescritível. É um momento único. Agradeço muito ao IEL Goiás, à Welt Energia, aos meus amigos e à minha família. O prêmio vai incrementar muito meu currículo e vai dar mais visibilidade à minha carreira. Estou muito feliz e agora é festejar", comemorou Henrique. Henrique foi o vencedor do 14º Prêmio IEL de Estágio, etapa regional, realizado em maio. Nesta quarta-feira, na etapa nacional, o estagiário concorreu ao 1º lugar com projetos do baiano Mateus dos Santos Meneses (2º lugar), que estagia no Instituto Brasileiro de Robótica do Senai/BA, e do paraense Jorge Augusto Pinheiro da Costa (3º), estagiário da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) daquele estado.

Destaque IEL 2018_02.png

O engenheiro se formou há dois meses e foi contratado pela empresa em que estagiava. Na construção de hidrelétricas, como em demais edificações, é necessário mapear o terreno para conhecer o relevo ao qual o projeto terá de se adequar. Esta atividade se chama topografia, antes terceirizado pela Welt Energia. O projeto de Henrique objetivou o uso de drones com câmeras que fizessem este mapeamento.

"Com o projeto, tivemos economia de tempo, porque o drone permite mapear a região com maior agilidade. Também chegamos a ter economia de dinheiro em até 50% em alguns projetos. A qualidade também melhorou, pois temos maior controle e podemos fazer revisão e modificações por nós mesmos", explicou Henrique, que já está desenvolvendo a aplicação do uso do drone no georreferenciamento. Por pouco, a Engenharia não perde um profissional de grande potencial.

Em 2013, Henrique prestou vestibular para Engenharia Civil e Medicina. "Muita gente me criticou por não ter feito medicina, mas hoje sei que fiz a escolha certa", garantiu Henrique, que sonha em ser empresário. "Quero desenvolver carreira na esfera privada e seguir na área em que atuo hoje: geração de energia (hidráulica e eólica). Eu me considero um bom administrador e quero atingir cargos gerenciais ou até abrir minha própria empresa. Fora isso, gosto muito de dar palestras e consultorias, e muito provavelmente essas atividades também farão parte da minha rotina", previu.

OUTROS PREMIADOS
Goiás liderou o número de indicações e disputou o prêmio nas categorias Estagiário Destaque, Micro/Pequena Empresa, Sistema Indústria e Instituição de Ensino Técnico. O Instituto Senai de Tecnologia em Automação (Goiás) foi o outro grande vencedor goiano da noite, ficando à frente, na categoria Sistema Indústria, do potiguar Senai CTGAS-ER (2º) e do Sesi Roraima (3º). "Esta premiação reforça o cumprimento do que nos propomos a fazer. É um reconhecimento do trabalho que estamos desenvolvendo. Estamos muito felizes com esta conquista", salientou Dário Queija, diretor do Instituto Senai de Tecnologia em Automação Industrial.

A Lara Martins Advogados concorreu ao prêmio na categoria Micro/Pequena Empresa, com o Sicoob Central BA, da Bahia, e a Start School, de Roraima. Foi a segunda indicação seguida do escritório, que ficou em 2º lugar na edição 2017 e, neste ano, repetiu a colocação. Os roraimenses ficaram em 1º, seguidos dos baianos. "É um orgulho muito grande para nós, do Lara Martins, saber que estamos colaborando com o mercado e com o crescimento profissional dos acadêmicos", comemora o advogado Rafael Lara, um dos sócios da empresa, que desenvolve o projeto com outros dois escritórios: GMPR e Arthur Rios Advogados.

Na categoria Instituição de Ensino Técnico, o Senai/GO ficou em 3º e teve como concorrentes o Se7e Centro Tecnológico (1º lugar), da Bahia, e o Senai Taguatinga (2º), do Distrito Federal. "Participar do prêmio nacional de estágio do IEL é uma honra, porque significa demonstrar para a sociedade goiana e para o Brasil, a importância do nosso trabalho aqui no Estado de Goiás", comentou Wanessa Lourenço, coordenadora de aprendizagem e estágio do Senai/GO.

Fonte : IEL com alterações

Categorias : Institucional

Listar Todas Voltar