Weby shortcut
Reino Unido
Nutricandies

Startup formada por alunos da UFG disputa prêmio mundial

Por Luiz Felipe Fernandes Neves. Criada em 18/07/18 07:54. Atualizada em 18/07/18 07:58.

Finalíssima será na próxima semana e goianos estão entre os cinco favoritos

Após concorrer com 160 equipes de 800 países, a startup Nutricandies, pré-incubada no Centro de Empreendedorismo da Universidade Federal de Goiás (CEI/UFG), disputa com outros nove finalistas o prêmio internacional oferecido pela Thought Food Fundadion, entidade com sede no Reino Unido, composta por mais de 5 mil estudantes universitários, que visa identificar, capacitar e acelerar ideias e projetos inovadores contra a escassez de alimentos e outros problemas mundiais.

Em 2018, a finalíssima será realizada no Rio da Janeiro, dos dias 23 a 27 de julho, e reunirá, além dos finalistas, líderes mundiais nas áreas de alimentos e agronegócios, que buscam, no empreendedorismo, além de realização pessoal, soluções para grandes problemas mundiais.

Nutricandies

Estudantes da UFG integram startup Nutricandies, que disputa prêmio internacional na área da alimentação

Alimentação saudável
A startup produz cremes alimentícios, a partir do cacau e extratos vegetais de couve, beterraba e principalmente de cenoura, que podem ser utilizados no consumo imediato, como ingredientes de receita e insumos para produção ou food-service. Outro diferencial é uma plataforma criada para selecionar fornecedores que apostam em métodos de produção sustentáveis, como compostagem e adubo orgânico.

A história da Nutricandies começou em 2014, quando o estudante Gustavo Rocha, então com 16 anos, pesquisou e descobriu uma fórmula para contribuir com a alimentação de sua irmã mais nova, que possuía intolerância a alguns tipos de alimentos. Em 2015, Gustavo fundou o grupo Le Petit, que, posteriormente, participou de vários desafios, entre eles a Olimpíada de Empreendedorismo da UFG, conquistando o primeiro lugar em 2016, já como Nutricandies. Em seguida, a equipe foi convidada para participar do programa de pré-incubação do CEI, onde recebeu orientações para elaboração de modelo e plano de negócios e outros incentivos.

Em 2017, a startup figurou entre as mais influentes do país para a alimentação no Programa 100 Open Startups do Jornal Valor Econômico, o que motivou ainda mais Gustavo, hoje com 22 anos e estudante de Engenharia Química na UFG. A equipe também é formada por Joyce Beatriz, graduanda de Ciências da Computação, Gustavo Alves, estudante de Sistemas de Informação, Ana Caroline Santos, Farmácia, e Rhadarani Claro, Publicidade Propaganda.

Fonte: CEI/UFG

Categorias: Última Hora