Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Leandro Parente_capa.png

Lapig participa de evento do Google Earth Engine

Por Caroline Pires. Criada em 26/06/18 08:15. Atualizada em 26/06/18 08:39.

Expectativa é que projetos desenvolvidos na UFG possam colaborar para uma abordagem inovadora no uso de imagens de satélite

Texto: Caroline Pires

Fotos: Divulgação

 

Entre os dias 12 e 14 de junho os alunos de pós-graduação do Programa de Ciências Ambientais (Ciamb/UFG) Vinícius Mesquista e Leandro Parente participaram do Google Earth Engine User Summit 2018. O evento reuniu pesquisadores de todo o mundo para discutir as utilizações da plataforma de escala planetária que analisa dados ambientais e os dispõe em um catálogo de imagens públicas. Esse conteúdo pode ser utilizado para vários objetivos, como detecção de desmatamento, estimativa de biomassa florestal, entre outros.

Leandro Parente, doutorando do Ciamb, explica que seu projeto de doutorado trabalha justamente com a busca por compreender as dinâmicas espaciais e temporais das pastagens brasileiras. “Para isso estou produzindo mapas anuais de pastagens de todo o Brasil a partir de 1985 e analisando os respectivos impactos”, explicou. Ainda segundo ele, a pesquisa irá avaliar a utilização de deep-learning, que proporciona uma abordagem inovadora e eficiente para que sejam identificadas automaticamente áreas em imagens de satélite. Essa ferramenta ainda está começando a ser pensada pela equipe do Google Earth Engine. “Apenas duas apresentações abordaram deep-learning, a minha e a de um integrante oficial do Google”, completou. Ambos os alunos estão sob orientação do professor Laerte Ferreira/IESA.

 

NexGenMap e Mapbiomas

O Laboratório de Processamento de Imagens e Geoprocessamento (Lapig) participa de dois importantes projetos que também são fundamentais para manutenção da infraestrutura computacional, materiais de consumo, bolsas de pesquisas e demais viagens no âmbito dos projetos. O NexGenMap busca estabelecer a próxima geração das ferramentas de monitoramento e mapeamento da superfície terrestre, usando imagens de satélite adquiridas por micro-satélites, plataformas de computação em nuvem e técnicas de aprendizado de máquina. Já o Mapbiomas é uma iniciativa brasileira, com organizações do terceiro setor (ex.: ONGs), universidades e empresas, que está produzindo mapas de uso e cobertura da terra para todo o Brasil, desde 1985. O Lapig colabora para os projetos se responsabilizando pelo mapeamento das áreas de pastagens brasileiras.

A viagem foi realizada com recursos do Mapbiomas, que também são fundamentais para a manutenção da infraestrutura computacional, materiais de consumo, bolsas de pesquisas e viagens no âmbito dos projetos.

 

 Leandro Parente_03.png

Pesquisadores de todo o mundo participaram do encontro do Google Earth

 

Leandro Parente_04.png

Leandro Parente durante palestra no Google

 

Fonte : Secom/UFG

Categorias : Última Hora

Listar Todas Voltar